Acordo de pagamento de dívida: vai fechar um? Saiba o que analisar!

acordo de pagamento 1

É comum que as dívidas cresçam em época de festividades, mas de uma forma geral, os consumidores têm o nome negativado devido eventualidades ou descontrole financeiro. Por isso, é crucial recorrer ao acordo de pagamento de dívida como forma de remediação.

O acordo de pagamento funciona como uma alternativa para o consumidor inadimplente. Dessa forma, o cliente e a empresa ou instituição podem chegar a um acordo para sanar a dívida sem a necessidade de envolver a justiça nessa cobrança.

Portanto, o acordo de pagamento é um tipo de acordo que envolve duas partes sobre uma pendência que passou do prazo de pagamento.

Nesse caso, a dívida que deixou de ser paga apresenta alguns juros, e o acordo vem justamente para tornar mais acessível o seu pagamento.

Como funciona um acordo de pagamento de dívida?

Todo acordo de pagamento de dívida é firmado entre a empresa ou instituição (parte beneficiada e concessora do serviço, produto ou crédito) e o cliente (devedor inadimplente).

O acordo é sempre de caráter resolutório, que busca negociar dívida e solucionar pendência vigente.

Geralmente, o acordo de pagamento ou nota promissória é feito por uma renegociação de dívidas.

Algumas empresas contratam o serviço de negociação de dívidas por terceiros, que atuam com call center para solucionar e negociar essas questões.

O acordo de dívidas se configura pelos seguintes meios:

  • Negociação por escrito: a pessoa ou cliente se direciona fisicamente para o local em que o credor ou concessor do serviço, disponibiliza. Ou seja, na loja, estabelecimento ou até mesmo no departamento de negociação de dívida;
  • Contato por telefone: a empresa especializada entra em contato por telefone com o cliente inadimplente para tentar solucionar a pendência por meio de um acordo de dívida;
  • Website e atendimento online: o cliente busca resolver de forma online, seja através do site da empresa em questão ou no site da responsável pela negociação da dívida para processar um acordo e definir valores.

Vale lembrar que ao aceitar acordo de pagamento, o consumidor deverá integralmente cumprir com o concordado.

Caso contrário essa nota promissória poderá ser usada na justiça, e o processo jurídico é rigoroso, podendo envolver confisco de bens e contas.

Como fazer o acordo?

Para fechar acordo de pagamento basta salientar que deseja cumprir com as pendências e entrar em contato com a parte credora, ou seja, empresa ou instituição em que provém a dívida.

Então, quando for negociar pagamento de dívida:

  1. Primeiro saiba qual é o montante devido, se é viável pagá-lo ou se é necessário renegociar;
  2. Reconheça a situação financeira atual e que isto irá impactar na maneira de abordar a empresa credora;
  3. Diante uma renegociação nunca aceite valores e prazos que não poderão ser cumpridos;
  4. Busque honestamente quitar a dívida: é válido questionar prazos, juros, valor das parcelas e até mesmo o valor total a ser pago;
  5. Como bonificação: é possível ter o nome restaurado dos cadastros de proteção ao crédito do SPC e Serasa.

Por fim, o acordo de pagamento de dívidas deve ser buscado sempre que uma pendência foge ao controle do consumidor. Essa forma de solução é encarada com bons olhos pelo credor, uma vez que o cliente afirma o desejo de pagar e sanar a dívida. Mais conteúdos de educação financeira? Inscreva-se no nosso Whatsapp.

Acesso rápido

Compartilhe:

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no email
Arthur Dantas Lemos

Arthur Dantas Lemos

Especialista em Finanças Corporativas pela Fundação Getúlio Vargas. É formado pelo Programa de Profissionais do Mercado Financeiro da Bolsa de Valores de São Paulo e pelo Programa CVM de Professores para Mercado de Capitais, Avaliador de Empresas pela NACVA - National Association of Certified Valuators and Analysts (EUA). Fundou a Empreender Dinheiro para democratizar o acesso à Educação Financeira de Alto Poder Transformacional e já impactou diretamente mais de 50.000 pessoas em suas soluções educacionais.

Comentários:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Últimos artigos