ADX: saiba como o Índice Direcional Médio funciona!

ADX

Os indicadores são conhecidos por serem ferramentas que auxiliam os investidores a melhor compreender as tendências dentro do mercado acionário, o ADX é um deles.

O ADX, ou Índice Direcional Médio (em tradução para o português), é o indicador que tem como objetivo medir a intensidade de uma tendência atual no mercado financeiro.

Portanto, entender como funciona esse índice pode ser interessante para o investidor que busca avaliar tendências na bolsa de valores.

O que é o ADX?

O ADX (Average Directional Index) ou Índice Direcional Médio, trata-se de um índice oscilador que auxilia a determinar a força de uma tendência no mercado. Ou seja, utiliza-se para reconhecer se o mercado está com uma tendência definida ou dando início a uma nova. 

Essa ferramenta foi desenvolvida pelo engenheiro mecânico norte-americado J. Welles Wilder que, além do ADX, é responsável pela criação de diversos outros indicadores, como o Indicador ATR e o Indicador RSI.

Utiliza-se o indicador ADX em diversos mercados financeiros além do mercado de ações, como por exemplo, commodities, ETFs, CFDs, etc.

Esse indicador está relacionado ao DMI (Índice de Movimento Direcional), que também tem a função de identificar e verificar a força de uma tendência. Desse modo, vale contextualizar brevemente sobre o DMI.

O que é o Índice de Movimento Direcional?

O Índice de Movimento Direcional, ou DMI, é um indicador com intuito de determinar o quão forte é uma tendência no mercado financeiro. 

Esse índice é constituído por duas linhas, são elas:

  • Índice Direcional Positivo (DI+);
  • Índice Direcional Negativo (DI-). 

Elas são responsáveis por indicar a direção da tendência, ou seja, demonstram se ela é de alta ou de queda.

Assim, analisa-se o ADX de modo atrelado ao DI+, bem como ao DI-, pois dessa maneira é possível identificar a direção da tendência e determinar sua força.

Como o ADX funciona?

Tanto o Índice Direcional Médio, quanto o DI+ e o DI- são representados em gráficos de tendência. 

Nesses quadros, quando o DI+ começa um movimento de subida e fica acima do DI-, a tendência dos preços é considerada como sendo de alta. Já no momento em que o DI- encontra-se acima da linha do DI+, indica-se uma tendência de queda no valor dos ativos.

Dessa maneira, o gráfico é composto por três linhas que representam o ADX, o DI+ e o DI-. O oscilador ADX varia entre 0 e 100, as numerações abaixo de 20 indicam tendência fraca, enquanto leituras acima de 40 sugerem uma tendência muito forte.

Logo, as informações fornecidas pelo ADX fazem parte do estudo da Análise Gráfica de ações, também conhecida como Análise Técnica.

A análise técnica é um método de entender as oscilações nos preços dos ativos por meio do estudo de gráficos e dados. Além dos padrões gráficos, esse método também utiliza indicadores técnicos.

Apesar de ser usado juntamente com os indicadores direcionais positivo e negativo, o ADX não aponta a direção da tendência, somente detecta sua força.

Além disso, por oferecer análises sobre a força das tendências nos valores de ativos no mercado, o ADX costuma ser utilizado em operações de day trade.

O que é day trade?

O day trade é um processo de venda e compra de ações no mesmo dia. Direciona-se esse método a operações em renda variável (bolsa de valores), e possui a finalidade de lucrar sobre a alta ou queda de uma ação.

Porém, consideram-se essas atividades complexas e, por isso, quem opera o day trade é o trader. O trader é o profissional especializado na prática.

Dessa maneira, utilizar o ADX em negociações de day trade deve ser uma decisão do trader, fundamentada pelo seu perfil de investimentos e objetivos financeiros.

Os traders que usam o índice para operar no mercado de ações levam em consideração os seguintes sinais:

  • Linha DI+ mede a força dos movimentos de alta;
  • Linha DI- mede a força dos movimentos de baixa.

Logo, a tendência direcional do ativo pode ser observada do seguinte modo:

  • DI+ superior ao DI- com o ADX acima de 25, é sinal de que o ativo está em tendência de alta, pode ser considerado como um sinal para comprar ações;
  • DI- superior ao DI+ com o ADX acima de 25, é sinal de que o ativo está em tendência de baixa, podendo ser visto como um sinal para vender ações.

É importante destacar que alguns analistas acreditam que a tendência é ausente quando o ADX encontra-se abaixo de 25 ou ainda, caso ela exista, é considerada como fraca.

Como interpretar o indicador ADX?

Para obter o resultado do Average Directional Index é preciso realizar os seus cálculos juntamente com os índices DI+ e DI-. Esses indicadores são analisados em conjunto, bem como são representados em gráficos de tendência. Dessa maneira, o gráfico é composto por 3 linhas, cada uma corresponde a um dos índices.

Quanto ao ADX, a curva presente no gráfico pode ser interpretado dessa forma:

  • Quando a curva está acima de 25, é sinal de uma tendência forte;
  • Quando a curva está abaixo de 25, isso indica uma tendência fraca;
  • Geralmente, a curva do ADX não chega acima de 40, mas caso atinja esse número, a tendência é vista como muito forte;
  • Quando a curva foi inferior a 25 e se encontrar abaixo do DI+ e DI-, isso quer dizer que a tendência é inexistente;
  • Quanto mais próximas forem as linhas DI+ e DI-, mais perto do 0 o ADX se encontrará. Isso indica que não há nenhuma tendência;
  • Quanto mais distantes estiverem o D+ e o D-, mais longe o ADX estará do 0 e maior será seu resultado. Esse resultado pode indicar uma tendência forte, contudo, a direção depende de qual índice de direção (D+ ou D-) for maior.

Assim, é possível identificar a força de tendência no mercado, bem como a direção que ela segue. Essas informações costumam ser utilizadas como indicativos para realizar operações de compra ou venda de ações. 

Vale a pena operar com o ADX?

No entanto, vale ressaltar que utilizar o ADX como um modo de saber qual o melhor momento para operar na bolsa deve ser uma decisão do investidor, baseada em seu perfil e objetivos financeiros. 
Isso porque o ADX trata-se da análise da força de uma tendência e, como é natural no mercado acionário, tendências mudam constantemente. Portanto, é interessante que o investidor esteja atento à possibilidade de oscilação no valor dos papéis, bem como realize decisões de investimento que façam sentido para si.

Acesso rápido

Compartilhe:

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no email
Arthur Dantas Lemos

Arthur Dantas Lemos

Especialista em Finanças Corporativas pela Fundação Getúlio Vargas. É formado pelo Programa de Profissionais do Mercado Financeiro da Bolsa de Valores de São Paulo e pelo Programa CVM de Professores para Mercado de Capitais, Avaliador de Empresas pela NACVA - National Association of Certified Valuators and Analysts (EUA). Fundou a Empreender Dinheiro para democratizar o acesso à Educação Financeira de Alto Poder Transformacional e já impactou diretamente mais de 50.000 pessoas em suas soluções educacionais.

Comentários:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Últimos artigos