Análise de concorrência: entenda como analisar o seus competidores

analise de concorrencia 3

Saber como tocar um negócio não está limitado a entender a potencialidade do produto ou serviço oferecido aos clientes. Para conseguir obter a maior margem de lucro e conhecer o mercado, é útil realizar uma análise de concorrência.

Como o próprio nome sugere, a análise de concorrência é uma prática que permite que a empresa conheça os negócios concorrentes. O estudo de outros empreendimentos do mesmo ramo permite a ampliação da visão e recursos competitivos.

Para fazer uso da análise de concorrência é preciso seguir alguns passos. Além disso, monitorar concorrentes, antes de tudo, exige sensibilidade para conhecer a própria empresa. Não é possível fazer paridades se não existir objetos comparativos.

Por que fazer o estudo dos concorrentes é importante?analise-de-concorrencia-2

A importância da análise dos concorrentes em suma está no desenvolvimento de possibilidades mercadológicas. Ou seja, conhecer as demandas do mercado e as empresas que estão inseridas.

Para mais de assuntos financeiros, entender como os concorrentes entregam os produtos ou serviços para os seus consumidores é uma forma de elaborar um diferencial criativo. Mas é importante se manter dentro dos limites éticos e legais para realizar pesquisas de concorrentes.

Entre os motivos essenciais para a análise de concorrentes, temos:

  • Descobrir a posição da empresa em relação aos concorrentes;
  • Elaborar pontos de melhoria;
  • Conhecer as diversidades de clientes que são atendidos pelo mercado;
  • Avaliar estratégias.

Como fazer a análise dos concorrentes?

Para analisar concorrentes, é necessário entender sobre a própria empresa e fazer uma ponderação de quem são os reais concorrentes. Afinal, se for seguida uma linha de raciocínio que foge do modelo e do mercado do seu negócio, as “respostas” da análise de concorrência não farão sentidos.

Além das opções tradicionais, também existem ferramentas de marketing que podem ajudar a realizar a análise do concorrente no ambiente digital. O que é importante, já que, boa parte dos clientes de uma empresa podem vir através das redes sociais, por exemplo.

Pontos que devem ser analisados nos concorrentes

Ferramentas e estratégias de análise de concorrência

Uma boa pesquisa de correntes precisa ter recursos de realização. Para isso, é preciso entender qual o tipo de concorrência que será analisada.

  • Concorrente direto: possui o mesmo tipo de público e comercializa o mesmo produto e/ou serviço.
  • Concorrente indireto: não comercializa o mesmo de produto ou serviço, mas atinge o mesmo público alvo com a estratégia de substituição de produto/serviço.
  • Concorrente substitutos: são os concorrentes que podem oferecer ao consumidor final a possibilidade de ter a experiência na própria casa. Seja na venda de um produto ou até mesmo um serviço.

Tendo o conhecimento da própria empresa e do tipo de concorrente, é necessário fazer uma pesquisa de mercado e determinar o objetivo de análise. Por exemplo, o produto/serviço; público-alvo e afins.

O que fazer depois de realizar a análise de concorrência?

Se prender a análise da concorrência pode trazer a sensação de diminuição da própria empresa. Por isso, é preciso entender que a análise de concorrência pode trazer bons ou maus resultados.

Isto é, entregar o que os outros negócios estão tendo de positivo e o seu negócio está pecando por não investir no crescimento. Mudar a percepção sobre o que fazer com a análise de concorrência diz respeito a utilizar com inteligência as informações coletadas.

A análise de concorrência é feita para trazer recursos para otimização dos processos, estratégias, gestão, entre outros. Não para fazer com que o empreendedor desista do próprio negócio. Para mais dicas como essa, assine nossa newsletter no WhatsApp e receba ainda mais conteúdos gratuitos!

Acesso rápido

Compartilhe:

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no email
Arthur Dantas Lemos

Arthur Dantas Lemos

Especialista em Finanças Corporativas pela Fundação Getúlio Vargas. É formado pelo Programa de Profissionais do Mercado Financeiro da Bolsa de Valores de São Paulo e pelo Programa CVM de Professores para Mercado de Capitais, Avaliador de Empresas pela NACVA - National Association of Certified Valuators and Analysts (EUA). Fundou a Empreender Dinheiro para democratizar o acesso à Educação Financeira de Alto Poder Transformacional e já impactou diretamente mais de 50.000 pessoas em suas soluções educacionais.

Comentários:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Últimos artigos