AZUL4: descubra tudo sobre as ações da Azul!

AZUL4

A Azul Linhas Aéreas (AZUL4) é uma empresa que integra o mercado brasileiro de transporte aéreo, incluindo em suas rotas destinos nacionais e internacionais. 

As ações da Azul (AZUL4) fazem parte da parte da bolsa de valores brasileira ou B3 (Brasil, Bolsa e Balcão) e integram o Índice Bovespa (Ibovespa).

O que é a Azul Linhas Aéreas (AZUL4)?

A Azul (AZUL4) é uma das grandes empresas que integram o mercado aéreo nacional, atendendo a mais de 100 destinos brasileiros. Suas ações são negociadas na B3 (Brasil, Banco e Balcão) através do ticker AZUL4.

Em síntese, a Azul atua no mercado desde 2008, oferecendo serviços de transporte aéreo. A companhia possui, em média, mais de 329.703.517 milhões de ações, sendo 68% destas em free float

Além da Azul, outras empresas integram o setor aéreo brasileiro, dentre elas está a  GOL Linhas Aéreas Inteligentes S.A. (GOLL4) e a CVC Brasil (CVCB3).

  • Gol: atua no transporte aéreo brasileiro e está sediada em São Paulo, opera em mais de 60 aeroportos no território brasileiro e em mais de 23 destinos internacionais. Além disso, é considerada a terceira empresa com a maior frota de aeronaves;
  • CVC Brasil: a companhia é considerada uma das maiores operadoras de turismo na América Latina, direcionando suas atividades para viagens de lazer, corporativas e intercâmbio, além do mais, a CVC realizou a aquisição da Submarino Viagens, Bibam Group e Ola. 

Dessa forma, diante da expressividade da Azul para o mercado financeiro e sua atuação na B3, é importante compreender sua história e trajetória profissional, além de seu modelo de negócio.

Assim, através das informações adquiridas os investidores poderão tomar boas decisões de investimentos.

História da Azul (AZUL4)

azul3 ações da azul 1

No ano de 2008, a Azul Linhas Aéreas foi fundada por David Neeleman, ainda sem o nome definido, a empresa já tinha encomendado 36 aeronaves do tipo E-195 da Embraer. Assim, para definir o nome da companhia, o empresário criou um website “voceescolhe.com.br” onde o público poderia enviar sugestões de nomes.

Dessa forma, ainda em 2008, a empresa recebeu o Certificado de Homologação de Empresa de Transporte Aéreo, da Anac, realizando seu voo inaugural. 

Logo após, no ano de 2009, a Azul Cargo começou a operar, esse segmento da empresa ficou responsável por fretar cargas aéreas de pequenas encomendas que seriam transportadas no porão das aeronaves. 

Em 2009,  a Azul implementou o serviço de ônibus executivo, transladando passageiros entre o centro da cidade de São Paulo e o aeroporto de Viracopos. 

Foi em 2010 que a Azul decidiu operar fortemente no mercado regional.

Assim, a empresa realizou a aquisição de uma aeronave turbo hélice, permitindo a realização de rotas curtas e transportar cerca de 70 passageiros e a operação em locais com pouca infraestrutura. 

Extensão da Azul

No ano de 2012, a empresa executou uma fusão com sua principal concorrente na época, a TRIP Linhas Aéreas, a Azul permaneceu com seu nome e englobou algumas identidades visuais da TRIP, que deixou de operar com essa nomeação.

Posteriormente, em 2014, a Azul decidiu ingressar no mercado internacional. Para isso, a companhia realizou a aquisição de aeronaves Airbus A330-200, iniciando voos para Fort Lauderdale, além de realizar voos para países da América Latina e cidades europeias.

Ainda em 2014, a empresa encomendou jatos Airbus A320neo, buscando competir em mercados domésticos de alta densidade.

A Azul foi eleita em 2017 a melhor companhia aérea low-cost da América do Sul no SkyTrax, um dos rankings mais importantes de empresas aéreas, além de também ser considerada a melhor companhia da América Latina pelo Trip Advisor.

Além disso, também em 2017, a empresa foi eleita a companhia aérea brasileira mais pontual do Brasil, possuindo, em média, 85% dos pousos e decolagens acontecendo dentro de 15 minutos do horário programado.  

Dessa forma, no ano de 2018, a Azul Linhas Aéreas já era detentora de 32 aeronaves ATR 72-600, 63 E-Jets, 18 A320neo e 7 Airbus A330-200, possuindo no total 102 aeronaves. 

Em 2020, a empresa foi atingida pela crise do novo Coronavírus ou Covid-19, reduzindo sua malha aérea em 90%. 

Linha do tempo da Azul (AZUL4)

  • 2008 – A Azul Linhas Aéreas é fundada, por David Neeleman;
  • 2008 – Companhia recebe o Certificado de Homologação de Empresa de Transporte Aéreo, da Anac;
  • 2009 – Azul Cargo começa a operar;
  • 2009 – A empresa implementa o serviço de ônibus executivo, transladando passageiros;
  • 2010 – A companhia aérea começa a operar fortemente no mercado regional;
  • 2012 –  Empresa executa uma fusão com sua principal concorrente na época, a TRIP Linhas Aéreas;
  • 2014 – A Azul Linhas Aéreas começa a  ingressar no mercado internacional;
  • 2014 – Buscando competir no mercado doméstico de alta densidade, a companhia encomenda jatos Airbus A320neo; 
  • 2017 – A empresa é eleita a melhor companhia aérea low-cost da América do Sul no SkyTrax e considerada a melhor companhia da América Latina pelo Trip Advisor;
  • 2017 – A Azul é eleita a companhia aérea brasileira mais pontual do Brasil;
  • 2018 – Companhia já possuía, em média, 102 aeronaves;
  • 2020 – Azul é atingida pela crise do novo Coronavírus ou Covid-19.

O que faz a Azul (AZUL4)? 

A Azul (AZUL4) integra o setor de linhas aéreas brasileiras, sendo considerada uma das maiores empresas de transporte aéreo em território nacional.

Desse modo, alguns programas integram a empresa, dentre eles estão:

  • Azul Service;
  • Azul Cargo Express.

Portanto, percebe-se que a empresa atua diversificando seus programas e serviços, buscando oferecer inovações aos seus consumidores.

Como atua a Azul (AZUL4)?

A Azul Linhas Aéreas é umas das grandes empresas que integram o setor aéreo brasileiro.

Dessa forma, a companhia possui, em média, mais de 140 aeronaves, além disso, a Azul oferece 249 rotas diferentes, sendo a única companhia presente em 70% das rotas, além de possuir 12 milhões de clientes em seu programa de fidelidade Tudo Azul

Além do mais, a empresa atende com mais de 916 voos diários alcançando a 116 destinos. Assim, a Azul concentra suas operações nos aeroportos de Viracopos, Confins, Guarulhos e Recife. 

Em suma, observa-se que a empresa procura ampliar seus serviços, para atingir clientes em todo território nacional.

As ações da Azul (AZUL4): onde e como são negociadas? 


ticker da Azul é AZUL4 e pode ser usado para realizar negociações na bolsa de valores brasileira ou B3.

As ações da companhia são comercializadas através de plataformas digitais, oferecendo assim, segurança e agilidade aos investidores. 

A Azul Linhas Aéreas possui ações preferenciais (AZUL4 PN) que oferecem prioridade no recebimento de dividendos.

Desse modo, para iniciar os investimentos em ações, é de suma importância realizar a abertura de uma conta numa corretora de valores

Logo após, deve-se realizar uma transferência TED com o capital desejado para realizar o investimento.

Assim, posteriormente, o investidor poderá selecionar a ação da Azul que é representada pelo ticker AZUL4.

Características das ações da Azul (AZUL4)

As ações da Azul (AZUL4) são negociadas na bolsa de valores brasileira ou B3 (Brasil, Bolsa e Balcão), possuindo as seguintes características:

A classificação setorial da Azul (AZUL4), tendo em vista as informações divulgadas na B3 é: Bens Industriais, Transporte e Transporte Aéreo.

Além disso, seu Segmento de Listagem na B3 é o Nível 2.

Suas ações oferecem Tag Along de 100% PN e têm free float de 68%.

Como ganhar dinheiro com as ações da Azul (AZUL4)?

investir em azul azul4

Primeiramente, é de extrema relevância entender que existem maneiras variadas de obter lucros com as ações da Azul (AZUL4) na B3.

Dentre essas formas, seria válido incluir o ganho de dividendos. Entretanto, a companhia não apresenta um histórico recorrente de pagamento de dividendos.

Além disso, o investidor poderá adquirir lucros, através da comercialização de suas ações por um preço mais alto que o adquirido anteriormente. 

Desse modo, algumas precauções podem possibilitar que o acionista realize suas negociações de forma mais segura.

Dentre essas precauções, pode-se destacar a diversificação da carteira de investimentos, criando uma carteira que detenha renda fixa e renda variável.

Assim, é importante se atentar a liquidez, segurança e rentabilidade de uma ação, antes de adquiri-la.

Dependendo do perfil do investidor e seus objetivos, garantir uma boa rentabilidade pode significar mais benefícios em comparação à busca por uma alta liquidez.

Porém, priorizar rentabilidade e/ou liquidez, irá depender dos objetivos do investidor, dado que o acionista poderá realizar investimentos de curto, médio e longo prazo.

Vale a pena investir na Azul (AZUL4)? 

A Azul Linhas Aéreas (AZUL4) é uma das maiores companhias de transporte aéreo do Brasil.

A empresa opera um vasto número de rotas, sendo grande parte dessas regionais. Por conta disso, a companhia apresenta um crescimento rentável, visto que a Azul é a única operadora presente em cerca de 70% das rotas brasileira.

Entretanto, a empresa integra um setor altamente concorrido, o que pode impactar no crescimento da empresa.

Como os níveis das tarifas e demandas são diferentes entre as companhias, existem riscos gerados para a empresa, visto que um dos principais fatores na decisão de compra dos consumidores é o preço.  

Desse modo, antes de direcionar seu capital para uma ação da Azul, é importante realizar uma análise fundamentalista.

Assim, será possível conferir se seus investimentos estão sendo realizados de forma consciente, seja com a Azul (AZUL4) ou com outra empresa que integre a bolsa de valores.

Acesso rápido

Compartilhe:

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no email
Arthur Dantas Lemos

Arthur Dantas Lemos

Especialista em Finanças Corporativas pela Fundação Getúlio Vargas. É formado pelo Programa de Profissionais do Mercado Financeiro da Bolsa de Valores de São Paulo e pelo Programa CVM de Professores para Mercado de Capitais, Avaliador de Empresas pela NACVA - National Association of Certified Valuators and Analysts (EUA). Fundou a Empreender Dinheiro para democratizar o acesso à Educação Financeira de Alto Poder Transformacional e já impactou diretamente mais de 50.000 pessoas em suas soluções educacionais.

Comentários:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Últimos artigos