Home Blog Balanço Patrimonial Simples: o que é e como fazer?

Balanço Patrimonial Simples: o que é e como fazer?

balanço patrimonial simples 1

O Balanço Patrimonial Simples é um dos principais relatórios de gestão de uma empresa, mas acaba sendo dispensado por muitos empreendedores.

O motivo disso é que, se não interpretado, o Balanço Patrimonial Simples pode parecer mais complexo do que é.

O que é Balanço Patrimonial?

O Balanço Patrimonial é um relatório contábil gerado após o registro de todas as movimentações financeiras de uma empresa dentro de determinado período.

Ele serve para informar toda a situação patrimonial do negócio após ações, como:

  • Bens;
  • Direitos;
  • Obrigações;
  • Investimentos;
  • Fontes de recursos.

Junto com a Demonstração de Resultado do Exercício, ele é uma ótima fonte de informação para o planejamento e criação de estratégias nas empresas.

Para que serve um Balanço Patrimonial?

calculadora preta e folha de papel com calculos

O Balanço Patrimonial serve para que os gestores possam tomar decisões financeiras mais bem fundamentadas, a partir dos registros contábeis do negócio.

Com ele, é possível conhecer todos os bens, direitos e obrigações que a companhia possui e quais as fontes de recursos disponíveis para os próximos projetos.

Assim, contribuindo também com o Planejamento Tributário do negócio.

Vale lembrar que o Balanço Patrimonial é uma demonstração contábil obrigatória para todas as empresas, devendo retratar fielmente sua situação financeira e patrimonial.

Somente assim ele consegue ser utilizado para informar agentes externos, como governo, acionistas e instituições financeiras, quanto para auxiliar na tomada de decisões.

Como fazer um Balanço Patrimonial Simples?

É preciso cumprir obrigações legais e revelar a real situação patrimonial e financeira da empresa dentro de um período de tempo.

Para isso, é importante conhecer a estrutura do balanço patrimonial, dividida em três categorias:

Ativos

Parte onde fica registrado tudo o que a empresa possui, ou seja, seus bens e direitos.

Os bens são o que o negócio tem em posse no momento, como máquinas e equipamentos. Já os direitos são o que a empresa possui, mas não tem em seu poder, como recursos depositados em instituições financeiras.

Assim, são formados os ativos, que são tudo aquilo que pode gerar benefícios econômicos para a companhia.

Existem também subdivisões dessa categoria, que contribuem nos cálculos e demonstrações. São eles:

Ativo circulante: bens e recursos aplicados que podem ser convertidos em dinheiro em um curto período de tempo (menos de um ano), como contas a receber e estoques.

Ativo não circulante: recursos de permanência duradoura, como as cotas societárias.

Passivos

No balanço, os passivos compreendem tudo aquilo que a empresa deve a terceiros, como suas dívidas e obrigações financeiras.

As dívidas se referem ao pagamento de fornecedores, compra de matéria-prima etc.

Já as obrigações consistem nos bens que não são da empresa, mas que estão sob o seu poder, como os funcionários e suas remunerações.

Os passivos também possuem subdivisões. São elas:

Passivo circulante: obrigações que a empresa tem que pagar durante o ano contábil, como os salários dos funcionários, fornecedores e tributos.

Passivo não circulante: obrigações a serem pagas em um período maior que um ano, como empréstimos financeiros.

Patrimônio Líquido

É a diferença entre os ativos e passivos, ou seja, o capital que a empresa possui em seu caixa.

Para que ele seja positivo, possibilitando que a empresa consiga honrar suas obrigações financeiras, é preciso que existam mais ativos que passivos.

Além disso, um bom sinal financeiro para o negócio é o crescimento do patrimônio líquido ao longo dos meses.

Com todos os registros e contas organizados e atualizados, é possível fazer um Balanço Patrimonial Simples e se beneficiar com suas informações.

Escrito por

Especialista em Finanças Corporativas pela Fundação Getúlio Vargas. É formado pelo Programa de Profissionais do Mercado Financeiro da Bolsa de Valores de São Paulo e pelo Programa CVM de Professores para Mercado de Capitais, Avaliador de Empresas pela NACVA - National Association of Certified Valuators and Analysts (EUA). Fundou a Empreender Dinheiro para democratizar o acesso à Educação Financeira de Alto Poder Transformacional e já impactou diretamente mais de 50.000 pessoas em suas soluções educacionais.

Compartilhe conosco suas experiências

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *