BBRK3: tudo sobre os papéis da BR Brokers!

BBRK3

Na B3, a bolsa de valores brasileira, há diversos setores de investimentos, como, por exemplo, o setor imobiliário. Entre as opções desse segmento, está a Brasil Brokers Participações S.A (BBRK3).

A BR Brokers (BBRK3) atua com intermediação e consultoria imobiliária. Portanto, sua classificação setorial é financeiro, exploração de imóveis e intermediação imobiliária.

Em razão do seu setor e atuação, a BR Brokers (BBRK3) pode ser de interesse dos investidores. Logo, vale a pena ver se o modelo de negócio da empresa faz sentido para quem busca negociar na bolsa.

Modelo de negócio da BR Brokers (BBRK3)

A Brasil Brokers Participações S.A se configura como uma plataforma completa de serviços imobiliários, composta por 17 imobiliárias, de 8 Estados. Sendo assim, os principais serviços que a empresa oferece são:

  • Comercialização imobiliária de unidades comerciais e residenciais para aquisição ou locação;
  • Estudo de viabilidade imobiliária para novos empreendimentos;
  • Consultoria e planejamento de marketing para lançamentos imobiliários;
  • Acompanhamento jurídico;
  • Assessoria de crédito imobiliário;
  • Administração de locação.

Em primeiro lugar, vale explicar que os lançamentos imobiliários são negócios que uma empresa vende e que contrata a construção de imóveis em sistema de condomínio e os oferta em prestações antes mesmo de estarem prontos.

Dessa forma, a empresa se compromete por contrato a entregá-los dentro do prazo e condições que foram estabelecidos.

Com atuação em todas as etapas do processo de intermediação imobiliária, a Brasil Brokers faz parte do processo para realizar a venda dos imóveis lançados pelos incorporadores aos clientes finais, podendo receber a comissão pelo incorporador ou do cliente final.

Além disso, a companhia também está presente em 5 Estados através de lojas físicas e, ainda, em todo Brasil por meio da rede de parceria. Somado a isso, o grupo conta com aproximadamente 600 colaboradores e quase 8 mil corretores associados.

Por fim, o modelo de negócio da BR Brokers busca investir nas inovações e tecnologias que melhorem a experiência do consumidor, em ferramentas de pesquisa e inteligência imobiliária, além de intenso treinamento para a sua força de vendas.

Informações básicas sobre os papéis da BR Brokers

bbrk32

A B3 – bolsa da qual a BR Brokers faz parte – disponibiliza algumas informações sobre a empresa. São elas, por exemplo:

  • Tipos de papeis: A empresa apresenta ações ordinárias (BBRK3 ON). Esse tipo de papel prioriza o direito a voto durante assembleias executivas, dependendo da quantidade que se compra;
  • Segmento de listagem: Novo Mercado. A BR Brokers participa do nível mais alto da B3, apresentando alta transparência e uma boa governança corporativa;
  • Tamanho: a empresa é considerada uma Micro Cap;
  • Ações em circulação: são 75 milhões de papéis;
  • Tag Along: 100% ON;
  • Free Float: 78,1%.

Dados importantes sobre a BR Brokers (BBRK3)

Em primeiro lugar, é preciso, muito antes de investir em uma ação, saber fazer uma avaliação sobre a empresa que se visa negociar. Uma dessas formas é através da análise fundamentalista.

Nesse tipo de análise, se observa a situação financeira, econômica e mercadológica de uma empresa para decidir comprar ou vender papéis.

No caso da BR Brokers, por exemplo, ela apresenta uma boa governança, no entanto, tem um alto endividamento. Além disso, não mostra um histórico recorrente de dividendos, o que é interessante para quem pratica a prática de buy and hold.

O investidor pode, todavia, lucrar com os papéis da empresa através da venda por um valor mais alto do que o que se comprou.  Essa prática se configura como trade e foca no curto prazo.

Pontos positivos da BR Brokers (BBRK3):

  • Grandes parcerias com clientes incorporadores no mercado primário;
  • Diversificação de produtos;
  • Fomento de financiamentos imobiliários do País.

Pontos negativos da BR Brokers (BBRK3)

  • Setor de consumo cíclico;
  • Alto endividamento;
  • Segmento com grande concorrência.

Conhecendo a história da BR Brokers

bbrk33

O ano de surgimento da BR Brokers se confunde com o ano em que a companhia abriu o capital para o mercado de ações: 2007.

O objeto social da companhia era a participação em outras sociedades que atuam no setor imobiliário. Nesse ano, também, se concluiu o processo de reestruturação societária, com a aquisição de 16 empresas de intermediação e consultoria imobiliária pelo País.

Em 2008, foram adquiridas mais 10 empresas. Desde então, a companhia criou uma vasta rede de lojas e parcerias.

Em 2010, a BR firmou um contrato com o banco HSBC para oferecer crédito imobiliário para o mercado secundário. Além disso, mais 7 companhias foram adquiridas entre os anos de 2011 e 2012.

A empresa viveu bons anos até 2014, quando houve a crise imobiliária, que impactou a companhia como um todo. Lojas foram desmobilizadas, assim como o quadro de funcionários foi reduzido.

Após esse desafio, a partir de 2017, a companhia criou uma constante evolução no ambiente digital, desenvolvendo um processo de diversificação no modelo de negócios.

Sendo assim, o grupo voltou suas atenções para o mercado de compra e venda de imóveis secundários, crédito imobiliário, assessoria a negócios coorporativos e, ainda, o mercado de locação. Por fim, nesse ano também, houve um aumento de capital da empresa.

Concorrentes da BR Brokers

Além de observar informações sobre a BR Brokers, é interessante conhecer a concorrência do setor imobiliário. Existem, por exemplo, a LPS Brasil (LPSB3), a BR Properties (BRPR3) e a São Carlos (SCAR3).

Assim como a BR Brokers, a LPS Brasil atua na intermediação imobiliária nos mercados primário (lançamentos) e secundário (imóveis de terceiros), e na promoção de financiamentos imobiliários através da CrediPronto.

Em segundo lugar, se tem a BR Properties, que é uma das principais empresas de investimento em imóveis comerciais de renda, participando, assim, do setor de explorações de imóveis.

O foco da empresa está na aquisição, locação, administração, incorporação e venda de bens como escritórios e galpões industriais.

Por fim, a São Carlos é uma empresa de investimento e administração de imóveis comerciais. Seu foco de atuação é a compra de edifícios de escritório grandes e com ineficiências.

Além disso, o portfólio da empresa tem, sobretudo, edifícios de escritórios padrão classe A e imóveis de varejo. 

Como investir na BR Brokers (BBRK3)?

Levando em conta todas as informações acima, o investidor pode tomar uma ação. No entanto, é preciso que o investidor aprenda antes como investir em uma ação na bolsa de valores. Sabendo disso, então, cabe a ele decidir se vale a pena ou não comprar o ticker da BR Brokers (BBRK3).

Qual o tamanho da BBRK3?

A BR Brokers se configura como uma microcap, com valor de R$ 160 milhões em 2020.

Qual é o segmento de listagem da BBRK3?

A BR Brokers participa do nível mais alto da B3, apresentando alta transparência e uma boa governança corporativa: o Novo Mercado.

Quais são os concorrentes da BBRK3?

Algumas das empresas do setor imobilário que concorrem com a BR Brokers são, por exemplo, a LPS Brasil (LPSB3), a BR Properties (BRPR3) e a São Carlos (SCAR3).

Acesso rápido

Compartilhe:

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no email
Arthur Dantas Lemos

Arthur Dantas Lemos

Especialista em Finanças Corporativas pela Fundação Getúlio Vargas. É formado pelo Programa de Profissionais do Mercado Financeiro da Bolsa de Valores de São Paulo e pelo Programa CVM de Professores para Mercado de Capitais, Avaliador de Empresas pela NACVA - National Association of Certified Valuators and Analysts (EUA). Fundou a Empreender Dinheiro para democratizar o acesso à Educação Financeira de Alto Poder Transformacional e já impactou diretamente mais de 50.000 pessoas em suas soluções educacionais.

Comentários:

Uma resposta

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Últimos artigos