Home Blog Bens Econômicos: o que são e quais os tipos existentes?

Bens Econômicos: o que são e quais os tipos existentes?

bens economicos casa imovel

Quando se fala em bens econômicos, muitas pessoas acabam se confundido com as diferentes terminologias existentes.

No entanto, é importante entender qual a definição de bens econômicos, seja para fins jurídicos ou para seu planejamento financeiro.

O que são bens econômicos?

Os bens econômicos são bens úteis, que possuem preços e são relativamente escassos.

Em geral, os bens econômicos são atribuídos a algum esforço humano e se dividem em:

Serviços, que possuem um preço, mas são intangíveis, como a consulta de um advogado ou educador financeiro e Bens materiais: aqueles tangíveis, como roupas, carros e alimentos.

Também existe uma divisão em relação os bens de consumo e bens de produtores.

Os chamados Bens dos Consumidores são aqueles que satisfazem diretamente as necessidades de quem os compram, como:

Eles podem ser de uso único, como os alimentos, ou de uso duradouro, como TVs, roupas etc.

Já os Bens de Capital ou dos Produtores são aqueles que ajudam direta ou indiretamente na produção de outros bens, como máquinas, plantas e matérias-primas agrícolas e industriais.

Eles também podem ser classificados como de utilização única ou durável.

Conceito de bens: materiais e não materiais

bens econômicos

Os bens materiais são aqueles que podem ser vistos, tocados e transferidos de um local para outro.

Eles podem ser divididos em:

  • Bens de consumo: destinados à satisfação de necessidades, podendo ser duráveis, como os imóveis, ou não-duráveis, como os alimentos;
  • Bens de capital: servem para provocar o surgimento de novos bens, como equipamentos, maquinários, edifícios etc.

Por outro lado, existem também os bens não materiais, que são intangíveis, pois não possuem forma e não podem ser vistos, tocados ou transferidos.

Esses são os serviços, como os de médicos, engenheiros, atores, advogados e professores.

As características comuns aos bens materiais e não materiais são o fato de terem valor e satisfazerem os interesses e necessidades humanas.

Vale lembrar que os bens econômicos têm um preço, e suas ofertas são menores em relação à demanda.

Um exemplo disso é a terra, que é escassa e serve para produzir alimentos por meio da agricultura.

Por isso, é comum existirem problemas em relação à economia de recursos para a satisfação das necessidades humanas.

Nesse sentido, todos os bens materiais são bens econômicos.

Bens econômicos e não econômicos: quais são eles?

Como dito anteriormente, os bens econômicos são aqueles atribuídos a algum valor e são relativamente escassos.

Nessa perspectiva, os bens não econômicos são aqueles que estão presentes gratuitamente na natureza. Por conta disso, também são chamados de bens gratuitos.

Eles não têm qualquer custo e são ilimitados no fornecimento, como o ar e a luz solar.

Nesse sentido, o conceito de bens não econômicos, não está ligado a noções de lugar ou tempo.

Também é possível transformar um bem gratuito em um bem econômico através da intervenção humana.

Por exemplo:

Areia ou terra perto do mar ou de um rio é coletada e levada para a a cidade para a construção de um edifício.

Qual a importância dessa definição?

O conhecimento sobre os diferentes conceitos de bens é fundamental, principalmente para fins judiciais.

Quando é necessário determinar o patrimônio de uma empresa, na área de contabilidade, esses termos são extensamente utilizados e ganham até novas terminologias, como: Bens Móveis, Imóveis, Tangíveis e Intangíveis.

Além disso, para conferir e montar contratos de venda de bens ou serviços, o conhecimento sobre os conceitos de bens econômicos é bastante necessário.

Escrito por

Especialista em Finanças Corporativas pela Fundação Getúlio Vargas. É formado pelo Programa de Profissionais do Mercado Financeiro da Bolsa de Valores de São Paulo e pelo Programa CVM de Professores para Mercado de Capitais, Avaliador de Empresas pela NACVA - National Association of Certified Valuators and Analysts (EUA). Fundou a Empreender Dinheiro para democratizar o acesso à Educação Financeira de Alto Poder Transformacional e já impactou diretamente mais de 50.000 pessoas em suas soluções educacionais.

Compartilhe conosco suas experiências

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

connect

we'd love to have your feedback on your experience so far

bicycle