Break even: por que atingir é tão importante para um negócio

break even3

Para ter lucro, evidentemente, as receitas de uma empresa devem superar seus custos totais, por isso o cálculo do break even se tornou uma informação importante para o sucesso dos negócios.

O break even é a expressão usada em inglês para representar o ponto de equilíbrio da sua empresa, portanto, é necessário entender como calculá-lo para acessar essa informação valiosa do empreendedorismo.

O que é break even?

O break even (BE) é o ponto onde os custos totais da empresa são igualados a todas as receitas.

Portanto, essa é uma informação essencial para a gestão da empresa, já que, ao atingir o break even financeiro, é possível saber os níveis de produção que serão lucrativos para o negócio.

Este ponto de equilíbrio é muito importante por também mostrar a quantidade necessária de dinheiro ou produção para cobrir os custos totais da empresa.

Primeiramente, é importante introduzir alguns conceitos que podem tornar o cálculo do break even mais simples.

  • Custos fixos: são os custos permanentes dentro de uma empresa, que não variam de acordo com o volume de produção, como o aluguel do imóvel, por exemplo.
  • Custos variáveis: são os custos que variam de acordo com o nível de produção da empresa, como as comissões de vendas, por exemplo.
  • Margem de contribuição: custo unitário para fazer o produto ou executar o serviço. Este valor é definido subtraindo da receita os custos variáveis.
  • Índice de margem de contribuição: é o valor obtido através da divisão da margem de contribuição pela receita total da empresa.

Para achar o break even (BE) numericamente, de forma simples, basta aplicar os valores na seguinte fórmula:

  • BE = Custos fixos / Índice de margem de contribuição.

Exemplo de cálculo do break even

Agora com a fórmula, basta um exemplo prático para que fique fácil de entender como calcular o break even.

Imagine uma empresa “X” que tem receita total igual a R$100 mil, custos fixos iguais a R$10 mil e custos variáveis iguais a R$20 mil.

Primeiramente, é necessário calcular a margem de contribuição que, nesse caso, será R$100 mil das receitas menos R$20 mil dos custos variáveis, resultando em R$80 mil.

Depois disso, a gestão da empresa “X” deve calcular o índice de margem de contribuição, que será a própria margem de contribuição (R$80 mil) dividida pela receita (R$100 mil), resultando em um índice igual a 0,8.

Por fim, basta apenas dividir os R$10 mil, que representam os custos fixos totais, sobre o índice de margem de contribuição, definindo assim que o BE ou ponto de equilíbrio financeiro é igual a R$12,5 mil.

Qual a importância do BE?

Com o resultado do break even obtido, a gestão da empresa “X” agora sabe exatamente o ponto onde as suas receitas se igualam aos custos, ou seja, o ponto de produção em que a empresa para de produzir com prejuízo, e pode começar a produzir obtendo lucro.

Portanto, fica fácil de entender porque o break even é um indicador tão importante para um negócio. Cálculos como esse, mostram de forma mais clara informações financeiras essenciais para a projeção de qualquer empresa.

Acesso rápido

Compartilhe:

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no email
Arthur Dantas Lemos

Arthur Dantas Lemos

Especialista em Finanças Corporativas pela Fundação Getúlio Vargas. É formado pelo Programa de Profissionais do Mercado Financeiro da Bolsa de Valores de São Paulo e pelo Programa CVM de Professores para Mercado de Capitais, Avaliador de Empresas pela NACVA - National Association of Certified Valuators and Analysts (EUA). Fundou a Empreender Dinheiro para democratizar o acesso à Educação Financeira de Alto Poder Transformacional e já impactou diretamente mais de 50.000 pessoas em suas soluções educacionais.

Comentários:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Últimos artigos