BRKM5: vale a pena investir na Braskem?

brkm5

Dentro da bolsa de valores, há vários setores para investir, como, por exemplo, o setor petroquímico. A Braskem (BRKM5) é uma das empresas que fazem parte desse segmento.

Sendo assim, a Braskem (BRKM5), que é controlada pelo Grupo Odebrecht, atua com foco de produção de resinas termoplásticas. Portanto, sua classificação setorial é materiais básicos, químicos e petroquímicos.

Tendo em vista esse cenário, vale a pena entender qual é o histórico, modelo de atuação e informações fundamentais para saber como e se vale a pena investir na Braskem, através do ticker BRKM5.

Modelo de negócio da BRKM5

Apesar de ter foco na produção de resinas termoplásticas, a Braskem também produz outros produtos como, por exemplo:

  • Produção de biopolímeros;
  • Poliolefinas;
  • Vinílicos;
  • Químicos básicos;
  • Solvente.

Os principais segmentos de mercado em que a empresa atua, oferecendo matérias-primas, são os de adesivos, borrachas, construções e do agronegócio.

Ainda, a Braskem se trata de uma companhia de nível global e suas operações estão distribuídas entre diversos países. Sendo assim, os segmentos da Braskem incluem unidades industriais no Brasil e no exterior, como, por exemplo, México, Estados Unidos e Europa.

Sua capacidade de produção é de 16 milhões de toneladas por ano de resinas termoplásticas junto com outros produtos. Além disso, conta com cerca de 23 laboratórios de controle, 2 centros de inovação e mais de 8 mil funcionários.

Por fim, outro ponto relevante sobre a Braskem e seu modelo de produção é a sustentabilidade. Desde a fundação, a companhia anunciou que os processos produtivos seriam voltados para isso, com foco no meio ambiente. 

Informações básicas sobre as ações da BRKM5

brkm52

Algumas das informações importantes sobre os papéis da Braskem são oferecidas pela B3, da qual ela faz parte. No entanto, a empresa ainda está listada na NYSE (EUA) e Latibex (Espanha). 

Como dados, há, por exemplo, os tipos de ações. A empresa tem três tipos de papéis. Em primeiro lugar, são as ações ordinárias, que dão direito a voto nas assembleias, referidas como BRKM3.

O Grupo Odebretch é responsável por Odebrecht mais de 50% das ações ordinárias da Braskem. Já a Petróleo Brasileiro S.A – Petrobras tem mais de 47%.

Além desse tipo, existem as ações preferenciais, que se dividem em duas classes. Primeiro, existe as ações preferenciais classe A, representadas pelo ticker BRKM5.

As ações preferenciais têm preferência no recebimento de dividendos. Já as ações preferenciais classe B são identificadas pelo ticker BRKM6.

Outras características importantes sobre a empresa são:

  • Segmento de listagem: Nível 1. Esse tipo de segmento exige, por exemplo, a manutenção de, no mínimo, 25% das ações circulando no mercado;
  • Ações em circulação: a Braskem tem 797 milhões de papéis;
  • Tamanho: é uma empresa Mid Cap;
  • Tag Along: 100%;
  • Free Float: 45,9% das ações ordinárias.

Dados importantes sobre a BRKM5

Antes de investir, é preciso fazer uma avaliação sobre a empresa. Por exemplo, há a análise fundamentalista. Fatores como governança, dívida e pagamento de dividendos são importantes para ela.

A Braskem, por sua vez, apresenta uma boa governança e um pagamento recorrente de dividendos desde 1996. Essa é, inclusive, uma das formas de lucrar com os papéis da Braskem. No entanto, é uma empresa bem endividada.

Pontos positivos da BRKM5:

  • Líder na produção de resinas termoplásticas nas Américas;
  • Maior produtora de PP nos EUA e líder na produção de PE no México;
  • Única companhia do setor petroquímico integrada no Brasil.

Pontos negativos da BRKM5:

  • Setor com concorrência crescente;
  • Patrimônio Líquido negativo;
  • Controle estatal.

Conhecendo a história da BRKM5

A história da empresa começa oficialmente em 2002, após a fusão de seis empresas do Grupo Odebrecht.

No entanto, os primeiros passos para chegar nisso são dados em 1979, com a Odebrecht comprando 33% da Companhia Petroquímica de Camaçari, produtora de PVC.

Nasce, assim, em 1987, a Odebrecht Química, com participações na Salgema (cloro e soda), Poliolefinas (polietilenos), PPH (polipropileno) e Unipar (holding de petroquímicas).

Já em 1992, o Brasil começa a privatizar o setor petroquímico e a Odebrecht passa a controlar a Central de Matérias-Primas do Polo Petroquímico do Rio Grande do Sul.

Alguns anos depois, em 1995, a Odebrecht cria a OPP Petroquímica, passando a controlar a Salgema, a CPC e a CQR (Companhia Química do Recôncavo).

Século 21

brkm53

No começo do século 21, em 2001, com o grupo Mariani, a Odebrecht compra a Central Petroquímica de Camaçari.

Dessa forma, em 2002, ocorre propriamente o nascimento da Braskem, integrando Copene, OPP, Trikem, Proppet, Nitrocarbono e Polialden.

Além disso, nesse mesmo ano, a empresa abre capital e passa a ter suas ações listadas nas Bolsas de Valores de São Paulo e de Nova York.

Um ano depois, a Braskem tem ações listadas na bolsa de Madri. Em 2004, a Braskem lança um programa de inovação, passando a liderar o mercado de resinas termoplásticas e assina a Declaração de Produção Mais Limpa, viabilizada pela ONU.

É em 2005 que a Braskem passa a integrar o Índice de Sustentabilidade Empresarial da Bolsa de Valores de São Paulo.

Já em 2011, a Braskem passa a liderar a produção de polipropileno dos Estados Unidos e de biopolímeros no mundo.

A Braskem, em 2013, começa a integrar a primeira carteira do Índice Dow Jones de Sustentabilidade para países emergentes.

Em 2016, a Braksem Inaugura Complexo Petroquímico do México. Além disso, em parceria com a Made in Space, a Braskem leva o Plástico Verde à Estação Espacial Internacional.

Por fim, em 2017, a empresa inaugura sua planta de Polietileno de Ultra-Alto Peso Molecular, em La Porte, no Texas.

Concorrentes da BRMK5

Além de observar informações da própria empresa, é interessante conhecer a concorrência do setor. Existem, por exemplo, companhias como a PetroRio (PRIO3) e a Petrobras (PETR4).

A PetroRio, em primeiro lugar, é uma empresa que foca na gestão de reservatórios de petróleo, sendo considerada uma das maiores petroleiras privadas do Brasil.

Além disso, ela se dedica à produção, exploração, venda e transporte de petróleo e gás natural.

Já a Petrobras é uma empresa de capital aberto, cujo acionista majoritário é o Governo do Brasil. Além disso, é uma das companhias mais importantes do setor de energia do mundo.

A companhia tem como atividade principal a exploração e produção de petróleo, refinamento, comercialização e transporte de petróleo e gás natural.

Como investir na Braskem (BRMK5)?

Visto essas informações acima, é possível decidir se vale a pena ou não investir nos tickers da Braskem. Caso a intenção do investidor seja comprar papéis, é possível seguir alguns passos para isso.

Escolher uma corretora de valores

Você precisa fazer uma pesquisa entre as corretoras de valores existentes e descobrir qual se encaixa melhor no seu perfil de investidor e oferece as ações de seu interesse.

Além disso, é preciso que a instituição financeira seja credenciada em órgãos relevantes como o Banco Central e a Comissão de Valores Mobiliários (CVM). Escolhendo a corretora, basta enviar os documentos para abrir uma conta.

Enviar o dinheiro para a corretora por PIX ou TED 

O segundo passo para investir é transferir o valor que deseja aplicar para a sua conta da corretora. Isso pode ser feito através de um TED ou de um PIX.

É importante que você faça a transferência desse valor a partir de uma conta cadastrada no seu CPF.

Selecionar a ação da Braskem

Por fim, já tendo a decisão de comprar papéis da empresa, basta selecionar a ação da empresa (BRMK5, BRKM6 e BRKM3).



Qual é o Tag Along das ações da BRKM5?

A Braskem tem ações com Tag Along de 80% ON.

A BRKM5 realiza o pagamento de dividendos?

A Braskem realiza o pagamento de dividendos aos acionistas recorrente, desde 1996.

A BRKM5 participa do Ibovespa?

A BRKM5 tem 0,36% no IBOV. 

Acesso rápido

Compartilhe:

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no email
Arthur Dantas Lemos

Arthur Dantas Lemos

Especialista em Finanças Corporativas pela Fundação Getúlio Vargas. É formado pelo Programa de Profissionais do Mercado Financeiro da Bolsa de Valores de São Paulo e pelo Programa CVM de Professores para Mercado de Capitais, Avaliador de Empresas pela NACVA - National Association of Certified Valuators and Analysts (EUA). Fundou a Empreender Dinheiro para democratizar o acesso à Educação Financeira de Alto Poder Transformacional e já impactou diretamente mais de 50.000 pessoas em suas soluções educacionais.

Comentários:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Últimos artigos