Card sorting: entenda como funciona esse modelo de organização

Negócios que lidam com produção de produtos, projetos, com um time ou com proposição de soluções, podem enfrentar um problema estrutural: como planejar e integrar todos os membros de um projeto. O Card Sorting vem para auxiliar a lidar justamente com essa problemática no empreendedorismo.

O Card Sorting funciona por meio da arquitetura da informação, pode ser aplicado através da categorização dos processos de um conteúdo ou projeto. Ele pode ser realizado fisicamente por meio de post-it, lousa e piloto e até mesmo de forma virtual com planilhas, quadros e programas para gestão de etapas e processos.

Então, o Card Sorting é uma forma de projetar e exemplificar um conteúdo ou solução de maneira mais didática.

Essa prática pretende viabilizar a compreensão dos usuários envolvidos no processo e dar voz para que eles opinem na formulação do conteúdo.

Como funciona o Card Sorting?

O Card Sorting parte de um modelo mental de organização de informação para uma questão mais palpável de organização de ideias.

A partir dessa prática, geralmente, por meio da classificação de cartões, se obtém um fluxo e que deve ser aprimorado sempre que necessário.

Além disso, essa organização sistemática do Card Sorting permite que os participantes mergulhem o no projeto, opinando de forma mais aberta e buscando um aprimoramento coletivo.

Portanto, através das aplicações do Card Sorting é possível planificar um modelo de organização e suscitar perguntas que auxiliam na montagem ou criação de projeto, tais quais:

  • Como determinado produto poderia chegar às mãos do cliente;
  • Quais itens são essenciais em um menu interativo;
  • Quais sessões de um website são necessárias para a empresa em questão;
  • Qual seria a melhor maneira de lançar um novo produto;
  • Quais ações a empresa pode tomar para angariar novos clientes;
  • Como melhorar a percepção de valor do cliente em relação a um curso lançado;
  • Como aperfeiçoar a escala de produção;
  • Como lidar com um problema já existente.

Quais são os tipos de Card Sorting?

Na medida em que essa prática é implementada, a solução (ou produto) tende a ser mais assertivo, pois passou por um processo de curadoria que leva em consideração também a experiência do usuário.

Por conseguinte, existem três tipos de Card Sorting, entre eles:

  • Card Sorting aberto: o indivíduo dispõe de cards (cartões) que descrevem funcionalidades ou partes de um projeto, ele interpela as informações e defende um ponto. Geralmente, esse tipo é usado para definir arquiteturas e iniciar projetos;
  • Card Sorting fechado: atua sobre algo arquitetado ou estruturado, seu objetivo é organizar os cartões dentro de grupos definidos. Por exemplo, o usuário acessa o site e tem essas opções no menu. Geralmente, é utilizado para validar projetos em fase final;
  • Card Sorting híbrido: é uma mescla das duas modalidades cabe muito bem para projetos que estão em andamento, mas que abordam outras nuances e segmentações.

Em virtude disso, uma sessão de Card Sorting é organizada sob as seguintes etapas:

  1. Entrega-se os cards, fixos (a depender do projeto) e em branco;
  2. Cada pessoa terá um tempo estipulado para que reflita sobre os cards que são mais pertinentes para o projeto;
  3. Posteriormente, após a escolha dos cards se argumenta a importância e a opinião da pessoa sobre o card;
  4. Depois da exposição, o grupo chega a um consenso entre as opiniões demonstradas e informações, para assim, traçar um caminho.

Quais são as vantagens da organização por cards?

  • Baixo custo: é uma prática que tem seu custo operacional reduzido, a não ser pelo investimento em tempo, comprometimento e expertise da equipe;
  • Compreensão facilitada: por ser algo compartilhado permite que os indivíduos participantes troquem informações e entendam todas as etapas do processo. Além disso, devido o olhar reflexivo, torna o projeto mais didático para o cliente;
  • Troca e viabilização de informação: permite que as pessoas envolvidas no projeto participem e opinem sobre as etapas de forma menos verticalizada;
  • Aprimoramento constante: por o seu trâmite ser livre, permite que mais aperfeiçoamentos aconteçam.

Por fim, o Card Sorting é um tipo de modelo mental que empresas e pessoas podem aplicar para desenvolver novos conteúdos, projetos e soluções. Essa prática tem um baixo custo operacional e permite que as etapas de um processo sejam revisadas e aprimoradas de forma mais prática.

Acesso rápido

Compartilhe:

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no email
Arthur Dantas Lemos

Arthur Dantas Lemos

Especialista em Finanças Corporativas pela Fundação Getúlio Vargas. É formado pelo Programa de Profissionais do Mercado Financeiro da Bolsa de Valores de São Paulo e pelo Programa CVM de Professores para Mercado de Capitais, Avaliador de Empresas pela NACVA - National Association of Certified Valuators and Analysts (EUA). Fundou a Empreender Dinheiro para democratizar o acesso à Educação Financeira de Alto Poder Transformacional e já impactou diretamente mais de 50.000 pessoas em suas soluções educacionais.

Comentários:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Últimos artigos