O que é um carro alienado? Como funciona a sua compra e venda?

carros mais economicos

Comprar um veículo pode ser algo que pesa bastante no bolso. Por isso, algumas instituições financeiras e bancos criaram o financiamento com a modalidade de carro alienado.

O carro alienado funciona como um tipo de arrendamento ou empréstimo do veículo, mas que, ao final do pagamento das parcelas e dívidas, ele passa a ser do titular.

Portanto, o carro alienado é uma modalidade de veículo que foi financiado por uma instituição financeira ou banco.

Nesse caso, o carro é dado como garantia caso o titular não cumpra com o acordo e não pague as parcelas do financiamento.

Assim como outras formas de financiamento, é necessário disciplina e educação financeira para alienar um veículo.

Como saber se um veículo está alienado?

O veículo alienado é aquele que está como garantia em uma ação de financiamento.

Por isso, para checar a essa informação, é preciso entrar no site do Detran do estado em que o carro estiver registrado e consultar os débitos existentes.

Para realizar a consulta será preciso:

  • O número da placa do veiculo;
  • O número de RENAVAM (Registro Nacional de Veículos Automotores, ou seja, o número de registro presente no documento do carro).

Além de poder consultar se o veículo foi financiado ou se ainda está alienado, será possível ver as multas que o veículo tem, além de furtos, adulterações de chassi e outros.

É possível desalienar um veículo e vendê-lo

Como tirar alienação de um veículo? A alienação veicular vem do termo alienação fiduciária que é um modelo de garantia e transferência de bens, imóveis e propriedades, como forma de pagamento de uma dívida.

Para desalienar um veículo, é necessário quitar a dívida por completo. Só assim, o automóvel será desalienado.

Entretanto, é possível transferir a dívida de um carro alienado para outra pessoa. Dessa maneira, o novo beneficiado terá que arcar com a dívida junto à instituição ou ao banco.

Portanto, a venda de um veículo alienado consiste na transferência da dívida de um individuo para outro.

Vale lembrar que essa transferência só pode ocorrer com a aprovação de um banco ou instituição financeira.

Os riscos e cuidados de um carro alienado

No momento de compra ou transferência de dívida de um veículo alienado, é preciso se ater a alguns riscos e cuidados, entre eles estão:

  • O veículo pode apresentar parcelas em atraso, isso gera altas taxas de juros e em alguns casos não compensa realizar a compra do veículo;
  • O carro pode apresentar multas e elas serão transferidas integralmente para o novo dono;
  • Não pode ser realizado um contrato de gaveta ou de boca, mas sim ser formalizado juntamente com a prestadora do crédito/financiamento;
  • Em alguns casos há o esquecimento de transferência do veículo para o nome do novo dono. Isso só pode ser realizado pelo antigo titular do veículo e instituição que concedeu o financiamento não terá envolvimento;
  • É preciso ter cuidado ao firmar um contrato de financiamento, deve-se ter certeza que poderá arcar com o pagamento das parcelas.

Por fim, o carro alienado é uma transação que deve ser buscada quando quiser evitar altas taxas de juros. Entre as opções de crédito, ele se destaca pela sua taxa de juros baixa. Entretanto, a melhor opção para comprar um carro continua sendo o pagamento à vista.

Acesso rápido

Compartilhe:

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no email
Arthur Dantas Lemos

Arthur Dantas Lemos

Especialista em Finanças Corporativas pela Fundação Getúlio Vargas. É formado pelo Programa de Profissionais do Mercado Financeiro da Bolsa de Valores de São Paulo e pelo Programa CVM de Professores para Mercado de Capitais, Avaliador de Empresas pela NACVA - National Association of Certified Valuators and Analysts (EUA). Fundou a Empreender Dinheiro para democratizar o acesso à Educação Financeira de Alto Poder Transformacional e já impactou diretamente mais de 50.000 pessoas em suas soluções educacionais.

Comentários:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Últimos artigos