Home Blog Como funciona o cartão de crédito consignado? Vale a pena fazer um?

Como funciona o cartão de crédito consignado? Vale a pena fazer um?

cartao de credito consignado

Se você já vai ter que usar um cartão e se enquadra no perfil do cartão de crédito consignado, ele pode ser uma opção mais vantajosa.

De fato, pensar como funciona o cartão consignado pode te induzir a imaginar que ele é complexo. Porém, ele funciona como qualquer outro cartão normal. A diferença é que, na hora de pagar, você apenas espera que ele desconte da sua conta-salário, contracheque ou folha de pagamento.

O cartão de crédito consignado é uma modalidade de cartão que te permite descontar automaticamente da sua conta salário ou do seu contracheque uma parte do valor gasto durante o mês.

Para quem é destinado o cartão de crédito consignado?

O cartão consignado é recomendado para pessoas que querem manter um controle maior dos seus gastos, por isso é uma ótima opção para quem está se educando financeiramente.

O perfil que as instituições financeiras buscam são:

  • Pessoas aposentadas;
  • Pensionistas do INSS;
  • Servidores públicos (mesmo que inativos);
  • Trabalhadores de empresa privada (vale lembrar que algumas instituições tendem a não aceitar o setor privado);
  • Militares das forças armadas.

Apesar de serem elegíveis, os perfis que as instituições buscam e os que são mais direcionados são: o cartão de crédito consignado para servidores públicos e para aposentados.

Nesse ponto, pode surgir um questionamento: “Mas por que cartão de crédito consignado para aposentados e servidores públicos é o perfil mais buscado?

Simples, esse tipo de crédito busca pessoas que tenham renda fixa comprovada e garantida. Por isso, esses dois são os mais buscados pelos bancos e instituições.

Como pedir o cartão de crédito consignado?

Para pedir, basta ir em um banco ou instituição financeira que ofereça esse tipo de cartão.

Contudo, você deve portar os seguintes documentos:

  • Documentos de identificação;
  • Carteira de trabalho;
  • Comprovantes de renda e salário;
  • Extratos da sua conta salário.

O mais recomendado é que você verifique se um banco ao qual você já tem conta oferece o serviço.

O motivo de escolher um banco do qual você já é cliente é que existe a chance de conseguir até isenção de encargos e menos taxas de juros do cartão de crédito consignado.

Quais as vantagens e desvantagens do cartão de crédito consignado?

Entre as vantagens do cartão de crédito consignado, é possível elencar as seguintes:

  • As taxas do cartão de crédito consignado são geralmente menores, variando seus juros entre 3% e 3,5%, em comparação com o normal que varia entre 10% e 15% ao mês.
  • O cartão não possui anuidade, proporcionando assim uma maior economia.
  • Pode ser solicitado mesmo que você esteja “negativo”, mas não é recomendado se você estiver superendividado.
  • Para obter liberação e aprovação do cartão não é preciso uma analise no SPC ou Serasa. Então, mesmo com o nome sujo, você ainda tem direito ao cartão.
  • Em relação a flexibilidade bancária, ele pode estar vinculado a qualquer conta corrente, indiferente de qual banco ela esteja.
  • Geralmente é de bandeira internacional.

Entre as desvantagens do cartão de crédito consignado, podemos citar:

  • Apresenta uma baixa taxa de crédito, representando no máximo 5% do seu salário.
  • Não é para todo perfil. Algumas pessoas, especialmente o setor privado, tendem a não receber uma oferta desse tipo de cartão.
  • Em alguns casos, dependendo das necessidades do usuário, ele pode não ser a melhor opção (em virtude do seu valor de crédito ser baixo, por vezes, vale mais a pena seguir para outros tipos de empréstimos).

Por fim, antes de saber se o cartão de crédito consignado vale a pena para você, faça as contas e avalie quanto do seu salário é destinado para pagamentos de contas fixas.

Entretanto, se você realmente precisa, e quer ao máximo consumir menos, o cartão de crédito consignado pode te ajudar, uma vez que apresenta menos chances de endividamento devido ao seu baixo valor de crédito. Para evitar empréstimos, aprenda a organizar o seu orçamento.

Escrito por

Especialista em Finanças Corporativas pela Fundação Getúlio Vargas. É formado pelo Programa de Profissionais do Mercado Financeiro da Bolsa de Valores de São Paulo e pelo Programa CVM de Professores para Mercado de Capitais, Avaliador de Empresas pela NACVA - National Association of Certified Valuators and Analysts (EUA). Fundou a Empreender Dinheiro para democratizar o acesso à Educação Financeira de Alto Poder Transformacional e já impactou diretamente mais de 50.000 pessoas em suas soluções educacionais.

Compartilhe conosco suas experiências

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *