Home Blog Carteira de investimentos moderada: saiba mais!

Carteira de investimentos moderada: saiba mais!

carteira de investimentos moderada 1

Alguns investidores, sejam iniciantes ou não, possuem alta aversão ao risco e, por isso, optam por ativos que tragam mais segurança, mesmo que entreguem menor rentabilidade. No caso de uma carteira de investimentos moderada, existe um equilíbrio entre os dois fatores.

Ou seja, o investidor que tem uma carteira de investimentos moderada está em busca de segurança, claro, mas também quer obter rentabilidade com as suas aplicações. Por isso, é comum que mescle o seu portfólio com ativos de renda fixa e renda variável.

O que é carteira de investimentos?

carteira de investimentos moderada

Antes de entender o que é uma carteira de investimentos moderada, é preciso entender o que é uma carteira de investimentos.

De forma simplificada, uma carteira de investimentos é a junção de todos os seus ativos alocados, seja em renda fixa ou em renda variável. Na maioria dos casos, alocados nos dois tipos de investimentos.

Assim, a variação de produtos financeiros que você tiver, é caracterizado como o seu portfólio ou carteira de investimentos.

O que é carteira de investimentos moderada?

Dito isso, uma carteira de investimentos moderada é aquela que está equilibrada em ativos de renda fixa e renda variável. Mas, não necessariamente, composta em 50% e 50%.

A renda variável, apesar de ser de maior risco, oferece as maiores possibilidades de retorno.

Por sua vez, a renda fixa é uma ambiente mais seguro, mas oferece as menores rentabilidades. Assim, quando existe uma moderação no tipo de aplicação, é possível ganhar mais dinheiro sem arriscar todo o capital.

Por isso, o investidor moderado pode ser, muitas vezes, encarado como o formato de estratégia mais inteligente e sustentável no longo prazo.

Os outros dois tipos de investimento são:

  • Conservador: é aquele investidor que não está disposto a correr riscos e, por isso, aplica todo o seu capital investido em ativos de renda fixa. Assim, é possível saber exatamente qual a rentabilidade, os riscos e as taxas. Porém, esse formato é o que entrega os menores ganhos;
  • Arrojado: é aquele investidor que está disposto a correr riscos se isso significar maiores ganhos. Por isso, é comum que toda, ou a maior parte do seu capital, seja investido em ativos de renda variável, como as ações.

Quem deve ter uma carteira de investimento moderada?

Cada investidor precisa avaliar as próprias necessidades na hora de compor uma carteira de investimentos. Isso também não significa dizer que não se possa transitar em um tipo de aplicação e depois, partir para outra.

É muito comum que investidores conservadores passem para moderados, arrojados voltem a ser conservadores e por aí vai.

Então, a composição depende muio das preferências e características do investidor. Em qualquer que seja o formato, o indispensável é montar uma estratégia assertiva.

Na dúvida, é possível testar cada um dos modelos e estudar melhor sobre cada um deles. E também, nada ensina mais do que ter a própria pele no jogo.

No entanto, a carteira de investimento moderada pode oferecer as principais vantagens, principalmente para novos investidores. Preservar a riqueza e ainda assim, ampliá-la, é um fator de equilíbrio crucial nos investimentos.

Escrito por

Especialista em Finanças Corporativas pela Fundação Getúlio Vargas. É formado pelo Programa de Profissionais do Mercado Financeiro da Bolsa de Valores de São Paulo e pelo Programa CVM de Professores para Mercado de Capitais, Avaliador de Empresas pela NACVA - National Association of Certified Valuators and Analysts (EUA). Fundou a Empreender Dinheiro para democratizar o acesso à Educação Financeira de Alto Poder Transformacional e já impactou diretamente mais de 50.000 pessoas em suas soluções educacionais.

Compartilhe conosco suas experiências

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *