Casa da moeda: descubra como funciona o sistema!

Casa da moeda 1

O dinheiro tem muito valor, com ele é possível comprar coisas básicas para sobrevivência, bens, obter conforto e maior segurança para conseguir se manter financeiramente estável. Por isso, a casa da moeda possui um papel relevante na economia, sendo responsável pelo papel e a moeda que faz a economia brasileira girar.

Diante disso, existe uma ampla curiosidade em como saber como o dinheiro é fabricado. Assim, é válido ressaltar que casa da moeda brasileira é uma das instituições mais antigas do Brasil e a produção do dinheiro é feita diariamente por essa instituição.

O que é a casa da moeda?

A casa da moeda do Brasil (CMB) é uma empresa pública vinculada ao Ministério da Fazenda que é responsável pela emissão monetária do país. Ou seja, no local fabrica-se a moeda e o papel-moeda que circula na economia brasileira.

A CMB também tem a função de produzir passaportes, documentos de segurança, selos fiscais, selos postais, diplomas, certificados e outros tipos de produtos gráficos de segurança.

Além disso, a empresa também é responsável por emitir produtos na área metalúrgica, como:

  • Medalhas comemorativas;
  • Comendas;
  • Distintivos e moedas utilizando metais como ouro e prata.

Quais as funções da casa da moeda?

Dentre as principais funções da casa da moeda, estão:

  1. Executa a fabricação de papel-moeda, medalhas comemorativas e moeda metálica;
  2. Realização de impressão de selos, sendo eles: fiscais, postais e federais;
  3. Impressão de títulos da dívida pública;
  4. Realiza a fabricação de passaportes para utilização do Governo Federal;
  5. Mantém atividades referentes ao controle fiscal. 

Ressaltando que a casa da moeda ainda realiza a venda de moedas comemorativas, que são autorizadas pelo Banco Central sendo referentes a quantidades determinadas.

Qual a relação da casa da moeda com o Banco Central?

Em território nacional, a CMB possui atuação como empresa pública. Por isso, entende-se que a mesma compõe a administração indireta, estando obrigatoriamente associada a um órgão federativo. Sendo este, a União. 

Além disso, outras instituições adotam o mesmo modelo de personalidade jurídica, sendo elas:

  • Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico (BNDES);
  • Caixa Econômica Federal;
  • Correios. 

Sendo assim, é importante frisar que a casa da moeda atua como um instrumento de ação utilizado pelo Banco Central.

Lembrando que o Bacen é o responsável por definir quanto de dinheiro deverá ser impresso, principalmente, porque a quantidade de capital que está em circulação no mercado pode ter impacto direto na economia, devendo estar alinhado às vertentes da política econômica. 

Dessa forma, conclui-se que a casa da moeda do Brasil (CMB) realiza a fabricação, de forma exclusiva, do dinheiro nacional para o Banco Central do Brasil ou BACEN e como já dito anteriormente, é o órgão federal que possui como responsabilidade efetuar a distribuição, emissão e manter o controle do meio circulante.

História da casa da moeda

Casa da moeda 2

A casa da moeda é uma empresa pública que possui vínculo com o Ministério da Fazenda. 

Assim, sendo fundada em 1964, a empresa já acumula mais de 325 anos de existência. 

A história da casa da moeda tem início quando ocorre a criação no Brasil Colônia, por governantes portugueses, de uma empresa com a função de fabricar moedas com o ouro que decorria das minerações. 

Sendo assim, no ano seguinte à fundação, ocorreu a cunhagem das primeiras moedas originalmente brasileiras, na cidade de Salvador, que tornou-se a primeira sede da casa da moeda do Brasil, realizando a substituição de moedas estrangeiras que circulavam em território nacional. 

Foi em 1695 que surgiram as primeiras moedas oficiais do Brasil, sendo elas em réis de ouro e prata, ficando conhecidas como “série das patacas”. 

Alguns anos passaram-se e, em 1843, utilizando técnicas “intaglio”, a CMB começou a imprimir o selo “Olho de Boi”, considerado o primeiro das Américas e o terceiro do mundo. 

Década de 90

No ano de 1969, se lançou cinco diferentes denominações de cédulas brasileiras, sendo uma surpresa para os especialistas internacionais.

Portanto, foi em 1994, que a CMB  obteve participação ativa na implantação do Plano Real. 

E, a partir de 2008, a empresa passou por um amplo processo de modernização. Sendo marcado pela aquisição de linhas de produção de cédulas. 

Dessa forma, observa-se que a CMB possui a capacidade de fabricação que possibilita atender grande parte do meio nacional, atuando em três turnos de operação.

Além disso, o processo de fabricação de cédulas envolve profissionais da área técnica, engenharia de produto, produção e design. Podendo contar com o que há de mais moderno no mercado internacional. Sendo assim, o processo de fabricação de cédulas passa pelo processo de cunhagem, contagem e embalagem.

Fabricando produtos na área de metalúrgica, por meio da utilização de metais nobres como ouro e prata.

Já na área de impressos, a casa da moeda possui a função de produzir documentos de segurança como passaportes, diplomas, certificados e produtos gráficos relacionados a segurança.

Como funciona a fabricação do dinheiro?

Como a casa da moeda é a única instituição brasileira autorizada a fabricar o papel-moeda, então, junto ao Banco Central (BACEN) é decidida a quantidade de cédulas e moedas que devem circular pelo país.

No entanto, é o Banco Central que fica responsável pela emissão, distribuição e controle os meios circulantes. Porém, é o presidente do banco, junto ao governo, que define a quantidade de dinheiro que deve circular.

Assim, em 2019, emitiram-se aproximadamente 1,5 bilhão de unidades monetárias.

E se faltar dinheiro?

Mesmo existindo órgãos responsáveis pelo controle econômico, uma crise financeira pode fazer com que dinheiro falte.

No entanto, mesmo a casa da moeda sendo a instituição responsável pela fabricação monetária, ela não pode simplesmente produzir mais dinheiro para ser distribuído.

Pois, isso causaria uma hiperinflação, ocasionando a desvalorização da moeda brasileira. Já que mesmo tendo mais dinheiro circulando, possivelmente a produção das empresas não cresceria.

Portanto, isso iria sobrecarregar o mercado a ponto da demanda da população por produtos aumentar e não ter oferta o suficiente. O que levaria ao aumento dos preços e, consequentemente, ao descontrole econômico.

Desta forma, a casa da moeda pode ser considerada um dos órgãos mais importantes do país. Pois, além da responsabilidade em produzir o papel-moeda, a empresa também é responsável pela produção de documentos de interesse da população.

O que é a casa da moeda?

A casa da moeda é uma empresa pública, responsável por fabricar a moeda e o papel-moeda que circula no Brasil.

Quando fundou-se a casa da moeda?

Se fundou a casa da moeda em 1964.

Qual a relação da casa da moeda com o Banco Central?

O BACEN é responsável por decidir o quantitativo de cédulas e moedas que devem ser fabricadas pela casa da moeda para, logo após, entrarem em circulação no país.

Acesso rápido

Compartilhe:

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no email
Arthur Dantas Lemos

Arthur Dantas Lemos

Especialista em Finanças Corporativas pela Fundação Getúlio Vargas. É formado pelo Programa de Profissionais do Mercado Financeiro da Bolsa de Valores de São Paulo e pelo Programa CVM de Professores para Mercado de Capitais, Avaliador de Empresas pela NACVA - National Association of Certified Valuators and Analysts (EUA). Fundou a Empreender Dinheiro para democratizar o acesso à Educação Financeira de Alto Poder Transformacional e já impactou diretamente mais de 50.000 pessoas em suas soluções educacionais.

Comentários:

Uma resposta

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Últimos artigos