Home Blog O que é Cheque Especial? Saiba como funciona!

O que é Cheque Especial? Saiba como funciona!

cheque especial

Para muitas pessoas, o termo cheque especial é bastante confundido com o tradicional talão de cheques. No entanto, esse tipo de empréstimo possui características particulares de uso.

O motivo para a grande popularidade do cheque especial está na sua facilidade de acesso. No entanto, isso faz com que várias pessoas ignorem os altos juros cobrados por esse crédito.

Portanto, a forma correta de evitar problemas como o superendividamento por conta do cheque especial é buscar conhecimento sobre esse produto financeiro.

O que é cheque especial?

cheque especial

O cheque especial é um tipo de empréstimo automático cedido por um banco ao seu cliente direto em sua conta corrente.

Ele costuma ser utilizado quando o correntista necessita gastar além do valor que ele possui em sua CC.

Por exemplo:

Gisele possui o valor de R$50 em sua conta corrente, mas acaba precisando comprar um medicamento no valor de R$130. Para que ela não fique sem o tratamento, ela solicita ao banco uma parte de seu limite de cheque especial.

Esse valor de R$80 será devolvido posteriormente ao banco, porém com as devidas correções monetárias.

No entanto, existem algumas instituições financeiras que possibilitam o crédito gratuito quando o valor é devolvido dentro de uma certa quantidade de tempo (geralmente 10 dias).

Vale lembrar que essa vantagem possui um preço, geralmente bem alto. Os juros cobrados pelo cheque especial costumam ser maiores do que a taxa comum dos bancos quando são concedidos dias sem taxas.

Como funciona o cheque especial?

Mesmo com bastante gente utilizando essa forma de empréstimo, muitos ainda não entendem como o cheque especial funciona.

Esse empréstimo pré-aprovado está presente na conta corrente do cliente de uma instituição financeira, geralmente bancária.

No entanto, seu formato é peculiar, já que ele aparece como um valor excedente disponível para ser retirado, como se fizesse parte da receita total do indivíduo.

Justamente por conta disso, muitos acabam retirando-o sem antes pensar nos juros que serão cobrados posteriormente.

É importante entender que o valor oferecido para o cliente pode variar entre os bancos e também durante certos períodos de tempo. Isso porque ele depende da avaliação feita pelas instituições.

Por que o cheque especial tem juros tão altos?

A justificativa para o alto valor dos juros cobrados pelo cheque especial é de que os bancos disponibilizam esse valor sem nenhuma garantia de retorno.

E é essa característica que diferencia o crédito especial do empréstimo pessoal, onde o cliente precisa entrar em contato com a instituição ou utilizar o internet banking.

Após isso, são negociadas as condições e é assinado ou aceito um contrato para a obtenção desse tipo de crédito.

Já no cheque especial, o limite sempre fica disponível na conta corrente para ser utilizado a qualquer momento pelo cliente do banco.

Quanto é pago de juros por esse crédito?

Cada instituição financeira possui sua taxa de juros do cheque especial, que varia de acordo com diversos índices.

No entanto, de acordo com o Banco Central, a média cobrada varia entre 8% e 14% a.m ou 327% ao ano.

Enquanto isso, o valor médio do empréstimo pessoal fica na casa dos 6% ao mês ou 42% ao ano.

Por isso, apesar do nome bonito, ele deve ser visto como um crédito emergencial, retirado com bastante cuidado.

Quais os riscos do cheque especial?

A facilidade de obtenção do crédito especial é, sem dúvidas, responsável pela sua grande popularidade. No entanto, somada ao alto valor cobrado de juros, esses benefícios se tornam armadilhas para o cliente.

É preciso lembrar que, mesmo dentro da conta corrente, o valor disponibilizado não pertence a você. Isso porque, ao retirá-lo, caso você não o possua na data de vencimento, você estará contraindo uma dívida.

Além da taxa estipulada pelo banco, existe também uma multa de não pagamento, que faz esse valor ficar ainda maior.

Por isso, caso você esteja precisando de mais dinheiro, o empréstimo pessoal acaba sendo uma opção menos arriscada.

No entanto, para evitar chegar nessa situação, você pode buscar alguma renda extra para criar uma reserva de emergência.

Com ela, você evitará pagar juros quando estiver passando por dificuldades financeiras.

Então, o cheque especial é ou não recomendado?

Como já dito, existem vantagens e desvantagens em se utilizar o cheque especial. Por ser bastante prático e de rápido acesso, o valor cobrado pelos bancos em juros e multas acaba sendo maior.

Por isso, antes de qualquer problema, você deve analisar as situações em que esse crédito vale a pena.

Dessa maneira, você saberá exatamente o momento correto para utilizá-lo e terá outras opções para recorrer com mais calma, como sua própria reserva.

É importante lembrar que, antes de utilizar o cheque especial, você deve ter um bom planejamento para pagar esse valor antes da data de vencimento. Para ajudar nisso, baixe nossa Planilha: Planejador Financeiro Mensal!

Escrito por

Especialista em Finanças Corporativas pela Fundação Getúlio Vargas. É formado pelo Programa de Profissionais do Mercado Financeiro da Bolsa de Valores de São Paulo e pelo Programa CVM de Professores para Mercado de Capitais, Avaliador de Empresas pela NACVA - National Association of Certified Valuators and Analysts (EUA). Fundou a Empreender Dinheiro para democratizar o acesso à Educação Financeira de Alto Poder Transformacional e já impactou diretamente mais de 50.000 pessoas em suas soluções educacionais.

Compartilhe conosco suas experiências

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *