Churn: saiba por que esse reduzir esse indicador é tão importante

churn

Todos os negócios devem determinar quais são os seus indicadores chave de performance (KPI). E, com certeza, o churn rate é uma métrica essencial para todas empresas.

Portanto, para negócios que estão buscando constantemente melhorar seus resultados, conhecer o indicador churn rate e saber como reduzi-lo é extremamente relevante para o empreendedorismo.

O que é churn?

Churn rate é um termo muito comum no mundo dos negócios e representa a taxa de cancelamento ou abandono de clientes.

Para empresas que tenham produtos ou serviços de assinaturas, o churn rate demonstra a porcentagem de consumidores que cancelaram ou não renovaram as suas assinaturas.

Portanto, reduzir o churn rate de clientes é muito importante.

Já que, seria resultado de uma maior retenção e, possivelmente, fidelização de consumidores.

Empresas que deixam de lado as sua taxa de abandono perdem a oportunidade de analisar a evasão de clientes e desenvolver estratégias efetivas de retenção.

Ao calcular e analisar frequentemente essa métrica, a gestão pode analisar quais ações vêm ajudando a reter clientes e quais vêm sendo ineficazes.

Como calcular o churn rate?

Para calcular churn rate de determinado período, é necessário coletar o número de clientes adquiridos e o número de clientes que cancelaram no mesmo período.

Desta forma, basta apenas dividir o número de clientes que abandonaram sobre o número de clientes que foram conquistados no período.

  • Churn rate= Clientes que evadiram (período) / novos clientes (período)

Por exemplo, em um mês 200 novos clientes assinaram determinado serviço e 10 clientes cancelaram a assinatura, o churn rate desse negócio pode ser representado da seguinte forma:

  • Churn rate= 10/200 = 0,05 = 5%

4 dicas de como reduzir o churn do seu negócio

Portanto, para reduzir churn rate e otimizar a retenção de clientes no seu negócio, é interessante conhecer algumas dicas de redução do churn.

1. Comece a relação com o consumidor com o pé direito

Os esforços para reduzir a taxa de cancelamento do seu negócio devem iniciar no momento em que uma venda é fechada e o consumidor se torna cliente.

Muitas empresas, para recepcionar novos clientes, vêm apostando na estratégia de realizar um onboarding do cliente, onde o produto ou serviço é melhor apresentado e as boas vindas são definitivamente dadas.

Essa estratégia, assim como outras, é muito importante para que o consumidor enxergue ainda mais valor na sua empresa, diminuindo as chances de evasão.

2. Peça feedbacks em momentos estratégicos  

Pedir feedbacks sempre é importante, mas essa ação será muito mais efetiva se feita em momentos estratégicos.

Por exemplo, se sua equipe identificou que os consumidores tendem a evadir se passarem mais de 15 dias sem logar no aplicativo, entre em contato com clientes que estão a 10 dias sem entrar no app.

Desta forma, você pode incentivar o consumidor pedindo feedbacks. Isto demonstra que você está disposto a melhorar a experiência dele.

Ou, quando o consumidor atingir um objetivo com o seu produto ou serviço, aproveite para pedir feedbacks e manter o bom relacionamento.

3. Comunique-se proativamente com os clientes

A chave para retenção e fidelização de clientes é um bom relacionamento, e para isso é necessário que haja uma comunicação proativa.

Existem algumas estratégias que demonstram eficiente uma comunicação proativa com os clientes, como:

  • Envie conteúdos personalizados que sejam interessantes para os clientes;
  • Interaja com os clientes nas redes sociais;
  • Corrija prontamente problemas relacionados ao seu produto ou serviço.

4. Analise o churn rate para melhorar o serviço para o cliente

Se em determinado período de análise não houverem evasões, o churn rate do mesmo período será nulo.

Entretanto, sempre que houver churn rate, especialmente se for um número significativo, é necessário revisar tudo que foi feito no período, para assim desenvolver estratégias que otimizem a experiência do cliente.

Analisar e estudar a churn rate pode fazer que você previna novos clientes a evadirem por motivos que levaram antigos clientes a abandonarem o produto ou serviço.

Por fim, é necessário ressaltar que, assim como outros indicadores chaves, o churn precisa ser constantemente calculado e analisado, para assim prevenir a repetição de erros e, consequentemente, melhorar os resultados da empresa. Assine nossa newsletter para mais conteúdos gratuitos!

Acesso rápido

Compartilhe:

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no email
Arthur Dantas Lemos

Arthur Dantas Lemos

Especialista em Finanças Corporativas pela Fundação Getúlio Vargas. É formado pelo Programa de Profissionais do Mercado Financeiro da Bolsa de Valores de São Paulo e pelo Programa CVM de Professores para Mercado de Capitais, Avaliador de Empresas pela NACVA - National Association of Certified Valuators and Analysts (EUA). Fundou a Empreender Dinheiro para democratizar o acesso à Educação Financeira de Alto Poder Transformacional e já impactou diretamente mais de 50.000 pessoas em suas soluções educacionais.

Comentários:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Últimos artigos