Cliente insatisfeito: {5} dicas para lidar com ele

cliente insatisfeito 2

Conversar com um cliente insatisfeito, seja por motivos válidos ou não nem sempre pode ser uma tarefa muito fácil.

No entanto, é através da forma de abordagem de clientes insatisfeitos que as empresas conseguem conquistar uma boa imagem dentro do mercado.

Por isso, ao oferecer um produto ou serviço, é preciso se preparar para possíveis clientes insatisfeitos que possam vir a aparecer.

Como responder um cliente insatisfeito da maneira correta?

cliente-insatisfeito

Existem vários motivos para a insatisfação de clientes, como:

  • Mal atendimento;
  • Desconhecimento sobre as funções do item comprado;
  • Qualidade ruim de um produto ou serviço.

No entanto, dependendo do problema, ainda é possível contornar a situação e fidelizar o cliente. evitando que ele se torne um detrator. Mas para isso, é preciso bastante jogo de cintura e atenção ao problema.

Confira algumas dicas para atender um cliente insatisfeito:

1. Esteja disposto a ouvir o cliente

O cliente é o bem mais importante para um negócio. Sem ele, não existe giro de caixa nem muito menos perspectiva de crescimento para qualquer empresa.

Por isso, se mostre disponível para entender completamente o que o cliente disser, estando do lado dele em busca de sua satisfação.

Mesmo que em alguns momentos isso seja difícil, é preciso manter a calma diante da apresentação de um problema, seja ela como for.

Isso porque, muitas vezes, o problema que poderia ser resolvido de forma simples, acaba tomando proporções muito maiores. Sendo ruim tanto para o consumidor, quanto para o funcionário e a empresa.

2. Peça desculpas

Uma das atitudes mais positivas para uma empresa é reconhecer o próprio erro.

Por conta disso, quando o cliente reclama, antes da resolução, ele espera que a empresa assuma sua falha e se mostre arrependida.

Um simples pedido de desculpas pode ser o gesto que irá acalmar clientes raivosos e os fará escolher novamente a empresa.

Por isso, ao atender um cliente insatisfeito, desculpe-se pelo transtorno causado e se mostre disponível para resolver a situação.

3. Escute o cliente e sua situação com calma

Um grande erro de várias empresas é interromper o cliente no meio de sua reclamação, não o deixando com espaço para se expressar.

No entanto, um bom atendente precisa ouvir tudo que o cliente tem a dizer com atenção e entender o problema a partir do seu ponto de vista. Só dessa maneira a empresa demonstra se importar de verdade com sua reclamação.

Ainda assim, ao ouvir o cliente com calma, fica mais fácil encontrar soluções para suas questões.

4. Demonstre empatia

Ter um comportamento monótono, com respostas decoradas e má disposição só causa prejuízos ao atendimento de um cliente insatisfeito. Afinal, o cliente precisa saber que está falando com outro ser humano no telefone ou até pessoalmente.

Por isso, busque ser empático, se colocando no lugar dessa pessoa e demonstrando algum tipo de reação sobre sua reclamação.

Caso o problema fuja de suas habilidades, explique ao cliente a sua situação como funcionário. Além disso, vale informar que você irá fazer o máximo possível para que sua situação seja resolvida.

Assim, ele perceberá que você entende seu problema e, mesmo com dificuldades, está disposto a auxiliá-lo.

5. Busque ao máximo resolver a situação

Após entender o lado do cliente completamente, chega o momento de oferecer a melhor solução possível.

Isso porque, como já houve um desgaste na relação com esse cliente, a sua fidelização está em jogo. Por isso, a empresa deve se dedicar ainda mais para fazê-lo sair ganhando nessa situação, caso seja adequado.

Antes disso, vale perguntar ao próprio cliente o que ele deseja que seja feito para que suas expectativas fiquem o mais perto de serem alcançadas.

6. BÔNUS: Retorne o contato com o cliente

Mesmo após solucionar a insatisfação do cliente, uma atitude diferencial é entrar em contato com ele novamente. Essa abordagem serve para a empresa se certificar de que tudo está correndo bem.

No entanto, para o cliente, esse tipo de atenção faz com que ele se sinta mais próximo da empresa e, consequentemente, mais importante.

O chamado feedback pós-atendimento demonstra que a empresa se preocupa com a satisfação dos clientes e que o problema ocorrido foi uma exceção.

Além disso, ajuda que o empresário compreenda melhor os problemas com seus produtos e serviços e consiga aprimorá-los cada vez mais. Assim, evitando o surgimento de um novo clientes insatisfeito. Acompanhe a nossa carta do fundador, com conteúdos diários e gratuitos!

Acesso rápido

Compartilhe:

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no email
Arthur Dantas Lemos

Arthur Dantas Lemos

Especialista em Finanças Corporativas pela Fundação Getúlio Vargas. É formado pelo Programa de Profissionais do Mercado Financeiro da Bolsa de Valores de São Paulo e pelo Programa CVM de Professores para Mercado de Capitais, Avaliador de Empresas pela NACVA - National Association of Certified Valuators and Analysts (EUA). Fundou a Empreender Dinheiro para democratizar o acesso à Educação Financeira de Alto Poder Transformacional e já impactou diretamente mais de 50.000 pessoas em suas soluções educacionais.

Comentários:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Últimos artigos