Saiba para que serve o código do banco

codigo de banco

Ao realizar uma transação, seja uma transferência ou um pagamento, é comum informar o código do banco destinatário.

O código do banco funciona como uma identificação de uma instituição bancária ao se fazer uma operação. Cada banco tem o seu, ou seja, é um código único.

Nas operações realizadas no caixa eletrônico, por exemplo, pode não ser necessário informar esse código. No entanto, em aplicativos e sites, o código do banco é exigido.

Entendendo o código do banco

Em primeiro lugar, vale dizer que esse código é um Compe. Isto é, um Código do Sistema de Operações Monetárias e Compensação de Outros Papéis.

O código faz parte de um órgão que processa diariamente a compensação de cheques, além de outros documentos que circulam entre os bancos brasileiros. Esse órgão é o Sistema de Operações Monetárias Nacional.

Sendo assim, ao fazer uma transferência ou emitir um cheque, é pelo processamento no Compe que o dinheiro vai para onde você o enviou. Por essa razão, esse número é tão importante.

Dessa forma, o código serve para identificar as instituições bancárias em operações de Transferência Eletrônica Disponível (TED), Documento de Ordem de Crédito (DOC) e compensação de cheques.

Na hora de realizar alguma dessas tarefas, ele é solicitado. Além do código, para fazer uma operação, é preciso ter, por exemplo:

  • Nome completo do destinatário;
  • CPF ou CNPJ do destinatário;
  • Valor que será transferido;
  • Tipo de conta (por exemplo, se é corrente ou poupança);
  • Número da agência;
  • Número da conta.

Por fim, vale lembrar que com informações incorretas, você corre o risco de transferir valores para contas erradas.

O que acontece quando o código fornecido está errado?

Ao informar o código errado, a operação não acontece e o dinheiro retorna para a conta inicial.

Por isso, é importante se atentar ao número do código, pois não há uma verificação automática de dados pessoais. Sendo assim, o código informado será essencial para a realização de uma transferência, por exemplo.

Exemplos de códigos bancários

codigo de banco 2

Essas são alguns das identificações dos bancos brasileiros que existem:

Bancos tradicionais:

  • Código do Banco do Brasil: 001;
  • Código do Banco Bradesco: 237;
  • Banco Santander: 033;
  • Código da Caixa Econômica Federal: 104;
  • Código do Banco Itaú: 341;

Bancos digitais:

Caso o usuário tenha alguma dúvida sobre esses códigos, basta acessar o site da instituição bancária para confirmar os números.

Instituição com mais de um código do banco

Outro ponto fundamental é que existem bancos que têm mais de um nome e, logo, mais de um código.

É o caso, por exemplo, do Itaú. Ele aparece como Itaú Unibanco, com o código 341, e Itaú Unibanco Holding, com o código 652.

Além disso, essa situação também ocorre com o Bradesco, que aparece com diferentes denominações e números.

Portanto, o fato de existir mais de um código do banco mostra a importância de se ter certeza do número antes de realizar uma operação. A identificação do banco é uma das informações mais necessárias para a transação ser feita de forma segura e efetiva.

Acesso rápido

Compartilhe:

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no email
Arthur Dantas Lemos

Arthur Dantas Lemos

Especialista em Finanças Corporativas pela Fundação Getúlio Vargas. É formado pelo Programa de Profissionais do Mercado Financeiro da Bolsa de Valores de São Paulo e pelo Programa CVM de Professores para Mercado de Capitais, Avaliador de Empresas pela NACVA - National Association of Certified Valuators and Analysts (EUA). Fundou a Empreender Dinheiro para democratizar o acesso à Educação Financeira de Alto Poder Transformacional e já impactou diretamente mais de 50.000 pessoas em suas soluções educacionais.

Comentários:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Últimos artigos