Compras por impulso: {6} dicas para evitar a prática e manter a disciplina

compras por impulso

Com certeza, todos já fomos a uma loja com o objetivo de adquirir um determinado produto — e no final, acabamos fazendo compras por impulso, saindo do lugar com vários produtos que não estávamos planejando.

Fazer compras por impulso é quase que um hábito para a maioria dos brasileiros. Principalmente, aqueles que não têm o costume da educação financeira.

Como funciona a compra por impulso?

As compras por impulso consistem na aquisição de bens e serviços em momentos não planejados e/ou desnecessários. Essa atitude pode ser motivada por diversos fatores — que, em grande parte dos casos, são emocionais.

Compras não-planejadas são as maiores causadoras de um descontrole dos gastos. Pessoas que apresentam esse comportamento, geralmente, têm muitas dificuldades em se organizar e planejar financeiramente, causando a contração de dívidas.

Por que as pessoas comprar por impulso?

compras-por-impulso-2

Muitos psicólogos defendem que ansiedade e a infelicidade são motivações fortes para que pessoas acabem fazendo compras impulsivas.

Além desses fatores, vivemos em uma sociedade levada pelo consumismo, onde comprar produtos, principalmente, da nova geração, é visto como algo positivo para a imagem da pessoa.

No Brasil, percebe-se que quando a sociedade está exposta a facilidades de crédito e menores juros, a tendência é que ocorra mais compra impulsiva.

Isso ocorre porque as pessoas tendem a solicitar mais crédito, sem se preocupar com a organização dos seus pagamentos, e o gasta de maneira compulsiva.

Dicas de como evitar compras por impulso

compras-por-impulso-3

Sabendo dessa realidade, é recomendado que os consumidores estejam atentos a algumas dicas que podem os ajudar a evitar compras por impulso.

1. Evite andar com o cartão de crédito e opte por pagar em dinheiro

O cartão de crédito pode ser um fator agravante de compras por impulso. Com ele, não sentimos a dor do pagamento na hora, mas sim, quando chega a fatura do cartão.

Portanto, uma boa solução é levar o dinheiro em espécie que você sabe que vai precisar para comprar o que determinou. Isso ajudará a evitar compras que superem o valor que foi planejado.

Além disso, evitar o uso do cartão de crédito vai ajudar a diminuir as chances de endividamento.

2. Crie um orçamento para “besteiras”

Determine, dentro do seu planejamento financeiro, um orçamento destinado a comprar “besteiras”.

Quando existe uma pequena reserva mensal, para compras de menos urgência, você se torna menos propenso a fazer compras impulsivas. Isso pode te ajudar muito a não chegar em uma situação de descontrole de gastos.

3. Faça listas sempre que sair para comprar

Fazer listas de compras é um hábito que te ajuda a poupar tempo e comprar somente o necessário.

As chances de acontecerem compras indesejadas e impulsivas reduzem significativamente quando você define o que é necessário antes de ir às compras.

4. Crie uma lista de espera

Esse é um hábito que todo comprador impulsivo deve adotar.

Se você viu algo que quer comprar, anote o nome do produto, e aguarde um tempo.

Depois de um período de tempo considerável, se você ainda tiver real interesse no produto, compre-o. E, caso você tenha perdido o interesse, parabenize-se pela estratégia usada para evitar uma compra desnecessária.

5. Mantenha-se focado em suas metas

É extremamente benéfico botar em um papel suas metas de curto, médio e longo prazo, e manter-se focado nelas.

Por isso, todas vezes antes de fazer uma compra, se questione:

  • Esse produto/serviço vale mesmo a pena?
  • Será que minhas metas e planejamentos podem estar sendo comprometidos?
  • Eu realmente quero/preciso disso?

6. Não se deixe levar por promoções

Muitas vezes, encaramos promoções como a última chance na vida de adquirir determinado bem por um bom preço.

Quando na verdade, as promoções vão e vêm. O ideal é que você saiba exatamente o que precisa comprar, e estude em quais condições, normalmente, vai encontrar aquele produto com o melhor preço.

Nesse caso, é sempre bom lembrar que a melhor forma de evitar compras por impulso é se planejar financeiramente. Entenda seus limites orçamentários e estabeleça suas prioridades, isso, o fará diminuir muito o número de compras indesejáveis e desnecessárias. Baixe a nossa planilha de planejamento mensal!

Acesso rápido

Compartilhe:

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no email
Arthur Dantas Lemos

Arthur Dantas Lemos

Especialista em Finanças Corporativas pela Fundação Getúlio Vargas. É formado pelo Programa de Profissionais do Mercado Financeiro da Bolsa de Valores de São Paulo e pelo Programa CVM de Professores para Mercado de Capitais, Avaliador de Empresas pela NACVA - National Association of Certified Valuators and Analysts (EUA). Fundou a Empreender Dinheiro para democratizar o acesso à Educação Financeira de Alto Poder Transformacional e já impactou diretamente mais de 50.000 pessoas em suas soluções educacionais.

Comentários:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Últimos artigos