Home Blog Contabilidade para pequenas empresas: {6} dicas essenciais

Contabilidade para pequenas empresas: {6} dicas essenciais

contabilidade para pequenas empresas 1

A contabilidade para pequenas empresas muitas vezes é negligenciada no início das atividades de um negócio.

Entretanto, a contabilidade para pequenas empresas é extremamente importante para a organização financeira no empreendedorismo e, por consequência, permite o desenvolvimento sustentável financeiro da empresa, sem a contração de dívidas.

Portanto, estabelecer a contabilidade para pequenas empresas significa, desde estágios iniciais do negócio, cuidar da saúde financeira para permitir um crescimento sustentável e escalável.

6 dicas de contabilidade para pequenas empresas

contabilidade-para-pequenas-empresas-2

Para quem não está muito familiarizado com os conceitos contábeis, essa pode parecer uma tarefa muito difícil.

Entretanto, com algumas dicas de contabilidade básica, você pode entender como fazer a gestão financeira para pequenas empresas.

1. Planejamento financeiro

Assim como nas finanças pessoais, o planejamento financeiro é indispensável para o crescimento de uma empresa.

O planejamento deve conter todas as atividades operacionais da empresa que gerem custos e as que gerem receitas.

É interessante sempre se antecipar em relação ao tempo, e estimar as contas para um período futuro, como o ano seguinte, por exemplo.

Assim, será possível ter noção dos recursos que estarão disponíveis em determinado período e, assim, planejar projetos e investimentos do negócio.

2. Escolha o enquadramento correto para a sua empresa

Para definir o enquadramento da empresa é necessário levar em consideração 3 fatores:

  • Faturamento anual;
  • Número de colaboradores;
  • Definir entre indústria ou comércio/serviços.

Ao ter essas 3 informações, o enquadramento poderá ser corretamente escolhido, e a partir daí, definir questões importantes, como regime tributário, por exemplo.

Definir corretamente o enquadramento é muito importante, já que evita cobrança excedentes de impostos, multas e perda de benefícios.

3. Analisar regime tributário

Ao definir o enquadramento, naturalmente, o regime tributário associado estará em vigência.

O regime tributário é o que definirá quais alíquotas e taxas que deverão ser pagas

Os regimes tributários mais comuns são o simples nacional e o lucro presumido, o primeiro sendo o mais popular, por simplificar o pagamento dos impostos.

4. Adote um software de qualidade

Utilizar bons softwares de gestão contábil pode aliviar bastante o trabalho de um contador.

Assim como nas demais áreas de gestão, automatizar processos agiliza o trabalho da empresa e torna o processo mais eficiente.

Usar softwares ERP (enterprise resource planning) e CRM (customer relationship management) pode ajudar muito na gestão do negócio, inclusive agilizar as atividades contábeis.

5. Obedeça uma rotina contábil

São muitas tarifas, pendência financeiras, faturas, duplicatas, entre outros fatores relevantes para a contabilidade, envolvidas no processo produtivo de uma empresa.

É necessário um conhecimento básico de contabilidade para empreendedor, para que os compromissos contábeis sejam prontamente cumpridos.

A falta de um pagamento ou um atraso, por exemplo, podem resultar prejuízos financeiros não sustentáveis para a saúde financeira do negócio.

6. Tenha um setor financeiro colaborativo

A gestão colaborativa pode ser muito eficiente, inclusive se tratando de atividades financeiras e/ou burocráticas.

Quando a equipe responsável pelo financeiro da empresa está integrada ao resto do time e ciente das suas respectivas atividades, o controle financeiro é facilitado.

A colaboração agiliza a interseção entre um planejamento de determinado setor e a avaliação financeira para  analisar se o projeto é viável, por exemplo.

Portanto, é possível perceber que a contabilidade para pequenas empresas é importante para viabilizar um crescimento sustentável em relação às finanças do negócio, tornando o processo contábil um hábito, mesmo após a expansão da empresa.

Escrito por

Especialista em Finanças Corporativas pela Fundação Getúlio Vargas. É formado pelo Programa de Profissionais do Mercado Financeiro da Bolsa de Valores de São Paulo e pelo Programa CVM de Professores para Mercado de Capitais, Avaliador de Empresas pela NACVA - National Association of Certified Valuators and Analysts (EUA). Fundou a Empreender Dinheiro para democratizar o acesso à Educação Financeira de Alto Poder Transformacional e já impactou diretamente mais de 50.000 pessoas em suas soluções educacionais.

Compartilhe conosco suas experiências

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *