Home Blog Contrato de futuros: entenda como funciona

Contrato de futuros: entenda como funciona

contrato de futuros

Não é novidade que o mundo dos investimentos é amplo e complexo. Uma das alternativas disponíveis nesse espaço, é o contrato de futuros.

contrato de futuros pode acontecer no chamado mercado futuro, onde é possível realizar variadas operações, com diversos tipos de risco e retorno, entre outras especificidades.

O que é contrato de futuros?

contrato-de-futuros-1

O contrato de futuros é um acordo de compra e venda de um ativo financeiro, firmado entre dois investidores. Nesse caso, o contrato é indicado para uma data futura.

Por exemplo:

Uma pessoa que adquire produtos no mês de abril, onde a compra está sendo realizada em dólares. No entanto, a dívida realizada só será quitada no mês de novembro. 

Para proteger o valor que será pago relativo a compra realizada em abril, essa pessoa pode realizar um contrato futuro.

Assim, se o dólar sofrer variações para cima, por exemplo, subir a cotação de R$3,50 para R$4,00 em uma data futura, aquela pessoa pagará o relativo ao preço anterior. Dessa forma, é possível prever qual é o montante total da dívida, sem haver prejuízo.

Existem diversos modelos de contrato e ativos financeiros que são atrelados aos contratos futuros. Alguns ativos objetos, por exemplo:

  • Ouro;
  • Euro;
  • Boi gordo;
  • Dólar futuro;
  • Milho;
  • Índice futuro;
  • Café.

Quais são as características dos contratos futuros?

Apesar de se tratar de um compromisso para ser liquidado em uma data prevista, esse tipo de contrato pode ser vendido antes da data do seu vencimento.

Assim, os contratos são padronizados pela B3 (antiga BM&F Bovesp) com o intuito de facilitar o entendimento por parte dos investidores envolvidos na relação do acordo. E para isso, precisam seguir uma série de características básicas. Podendo-se destacar dois pontos:

  • Vencimento;
  • Limite de oscilação diária.

Vencimento

Quem vai investir através de contrato de futuros, precisa estar ciente da tabela de vencimento. Assim, é possível entender qual a data prevista para a liquidação do acordo. Os códigos referentes aos mês são indicados da seguinte forma:

Janeiro

F

Julho

N

Fevereiro

G

Agosto

Q

Março

H

Setembro

U

Abril

J

Outubro

V

Maio

K

Novembro

X

Junho

M

Dezembro

Z

Além disso, também é possível notar dois números posteriores ao código, que indicam o ano de referência. Se, por exemplo, o ativo tiver indicado: M19 ao final do código, isso significa que o mês do vencimento do contrato é em junho do ano de 2019.

Limite de oscilação diária

Para reduzir a volatilidade imposta através de pessoas que fazem especulações, existe um limite de oscilação diária nos contratos futuros.

Por exemplo, no Ibovespa futuro, o limite de oscilação relativa ao dia é de 10%, seja dentro do contexto de valorização ou desvalorização.

Onde são negociados os contratos de futuros?

Os contratos futuros são negociados através da Brasil Bolsa Balcão (B3).

Ou seja, lá, o investidor pode encontrar diversos tipos de contratos, sejam eles de renda fixa ou de renda variável.

Qual é o perfil do investidor de contratos futuros?

O mercado futuro exige do investidor um grande conhecimento sobre o tipo de ativo que está sendo negociado. Dessa forma, o risco de perder dinheiro é diminuído de forma considerável.

Mas, além de ser direcionado para investidores que possuem uma maior disponibilidade para acompanhar as tendências do mercado e identificar a maior alternativa para proteger o seu capital, existem três perfis de investidores no contrato de futuros:

  • Especuladores;
  • Hedgers;
  • Arbritadores.

Os especuladores, assumem o risco do mercado futuro e apostam em uma direção de ativos que seja favorável ao seu próprio investimento.

No entanto, possui uma grande exposição e, em determinado ponto, influencia na volatilidade dos ativos disponíveis no mercado.

Mas, com o limite de oscilação diária, existe uma segurança quanto ao patrimônio envolvido nas relações de acordos de compra e venda de ativos.

Já, os hedgers, são os investidores que estão atrás da proteção dos seus ativos. Dessa forma, esse tipo de investidor não está focando em lucros diretamente, mas, visando a diminuição de sua exposição no mercado.

Os arbitradores são o “meio termo” no contrato de futuros. Esses investidores visam baixos lucros e que não possuam riscos de mercado. A sua principal atuação se dá através de distorções de preços no mercado ou até mesmo, erros de precificação de ativos.

Vale a pena fazer contratos futuros?

Qualquer modalidade de investimento exige ajustes para o próprio perfil e desejo do investidor. Dessa forma, é impossível direcionar se vale ou não fazer aplicações através de contratos futuros.

Mas, é possível avaliar se essa é a melhor opção dentro da sua realidade para proteger os seus ativos. No exemplo da valorização do dólar, o investidor protegeu o seu patrimônio através do contrato de futuros.

Portanto, principalmente para quem lida com ativos objetos que sofrem variações constantes, é indispensável encontrar formas de se proteger no mercado. E, uma dessas possibilidades, é o próprio contrato.

Dessa forma, estudar sobre o mercado é um fator crucial para aumentar as chances de proteção e diminuir os riscos de perda. Afinal, os investimentos precisam ser pensados de acordo com as próprias disponibilidades financeiras e afins.

Por fim, é importante lembrar também que o contrato de futuros, em alguns casos, exige que a liquidação seja feita de forma presencial, mesmo que essa seja uma pequena minoria.

Escrito por

Especialista em Finanças Corporativas pela Fundação Getúlio Vargas. É formado pelo Programa de Profissionais do Mercado Financeiro da Bolsa de Valores de São Paulo e pelo Programa CVM de Professores para Mercado de Capitais, Avaliador de Empresas pela NACVA - National Association of Certified Valuators and Analysts (EUA). Fundou a Empreender Dinheiro para democratizar o acesso à Educação Financeira de Alto Poder Transformacional e já impactou diretamente mais de 50.000 pessoas em suas soluções educacionais.

Compartilhe conosco suas experiências

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *