Home Blog Como escolher a melhor Corretora de Valores?

Como escolher a melhor Corretora de Valores?

corretora de valores1

Alguns títulos financeiros, de renda fixa e renda variável, não podem ser comprados diretamente pelo investidor, o que demanda uma corretora de valores para intermediar a negociação.

Por isso, para quem deseja investir, é indispensável entender o que é uma corretora de valores e como escolher uma para você investir.

O que é uma corretora de valores?

corretora de valores

A corretora de valores é a instituição financeira responsável por intermediar a compra e venda de ativos financeiros.

Também conhecida como corretora de investimentos, ela é uma peça fundamental do sistema financeiro, atuando principalmente para investimentos na bolsa de valores.

Basicamente, se uma pessoa física não qualificada desejar investir na bolsa de valores, será necessário a intermediação de uma corretora autorizada.

A corretora de valores, por sua vez, para poder fazer a intermediação, necessita da autorização do BACEN CVM.

  • BACEN: a constituição de toda corretora de valores depende da aprovação do Banco Central;
  • CVM: é a Comissão de Valores Mobiliários. O exercício das atividades das corretoras dependem da autorização do CVM;

Como investir através de uma corretora de valores?

Se você pretende começar a investir, o primeiro passo prático é abrir a conta em corretora de valores.

Para isso, você pode olhar a lista da Bovespa das mais de 80 corretoras habilitadas para investir seu dinheiro.

Após escolher a melhor corretora para a sua situação, basta transferir dinheiro para a sua nova corretora de investimentos, e começar a pensar nas aplicações.

É importante lembrar que, apenas transferir o seu dinheiro para uma corretora de valores não o fará render.

Portanto, ao abrir sua conta, é necessário já ir pensando nos seus primeiros passos como um investidor.

Antigamente, quando as corretoras ainda não haviam chego à internet, o investidor precisava contactar uma mesa de operação e enviar suas ordens de compra através do telefone.

Entretanto, hoje em dia, a ordem de compra é enviada facilmente através do seu local de acesso no site da corretora.

Ainda existe a opção do home broker, que é um instrumento de negociação no mercado de capitais via internet.

É importante lembrar que o home broker e espaço para enviar ordens diferem de corretora para corretora, sendo um importante critério de escolha na hora de decidir aonde abrir a conta.

Como escolher a minha corretora de valores?

Primeiramente, é importante dizer que é impossível apontar uma corretora ideal para todos os tipos de investidores.

Cada corretora possui sua particularidade, podendo ser mais benéfica para alguém, a depender da sua situação financeira e estratégia de investimento.

No entanto, para quem deseja escolher uma corretora de valores, existem 3 principais pontos a serem analisados:

  • Segurança;
  • Experiência do usuário;
  • Custo.

Segurança

Quando se trata do nosso dinheiro, existe uma palavra que sempre queremos que esteja por perto: segurança.

Portanto, na hora de decidir em qual corretora abrir conta, é necessário levar em consideração a segurança.

Uma corretora pode ser definida como segura se atender a todos os seguintes critérios:

  • Sigilo em relação aos dados do cliente;
  • Segurança digital do site;
  • Coerência nas recomendações de compra.

Os dois primeiros pontos, normalmente, são atendidos por todas corretoras.

Entretanto, último ponto raramente é atendido pelas corretoras de valores.

E você pode até estar se perguntando: “o que a coerência nas recomendações de compra tem a ver com segurança”?

Quem está começando a investir, principalmente aqueles com menor educação financeira, tende a seguir recomendações da corretora.

Sabendo disso, corretoras aproveitam para empurrar produtos que são desinteressantes para o consumidor.

E, como se trata do seu dinheiro, é possível considerar esse ponto como um critério de segurança.

A dica é: fuja de corretoras que fazem péssimas recomendações de compra.

Na verdade, o ideal é nunca seguir as recomendações da corretora e buscar tomar as suas próprias decisões de investimentos, baseadas no seu objetivo financeiro.

Experiência do usuário

Para avaliar produtos e serviços, é muito interessante analisá-lo a partir da experiência do usuário.

Para o serviço das corretoras de valores isso não pode ser diferente. Neste caso, quando falamos da experiência do usuário, são levados em consideração diversos fatores, como:

  • Facilidade para registrar ou renovar conta;
  • Uso através do celular via app da corretora;
  • Facilidade de analisar opções de investimentos;
  • Clareza nas informações referentes a conta, compra e venda de ativos, rendimentos, entre outros fatores importantes para o investidor;
  • Disponibilidade de ferramentas, relatórios e planilhas para auxílio do investidor;
  • Navegabilidade e rapidez de conexão.

Cada corretora possui características diferentes em relação a esses diversos pontos.

Assim, para escolher a mais interessante, é indicado que você liste quais desses fatores são mais importantes para seus investimentos.

A partir disso, escolha a corretora que melhor satisfaz aos pontos que você destacou como mais importante.

Custos

Por último, e talvez o mais importante dos pontos a serem analisados na hora de abrir uma conta em uma corretora, estão os custos.

Quem investe, na grande maioria das vezes, tem grande zelo pelo seus recursos e tende sempre a escolher a opção com maior custo benefício.

Portanto, é impossível escolher uma corretora apenas pelas suas funcionalidades, sem levar em consideração os seus custos.

Entre os custos de uma corretora de valores, estão:

  • Taxa de corretagem: cobrada pelas corretoras de investimentos pela intermediação de compra e venda de ativos financeiros.
  • Taxa de custódia: cobrada mensalmente por corretoras para guardar os ativos financeiros do investidor.

Hoje em dia, aqui no Brasil, com o crescimento da competição entre as corretoras de valores, é possível encontrar opções com taxas baixas ou até mesmo de graça, a depender do produto financeiro que você está investindo.

Por isso, para escolher a melhor opção de corretora, é necessário pesquisar bem a que contempla as suas necessidades a um menor custo.

Por exemplo, é possível que a corretora mais completa tenha um custo tão alto, que talvez seja mais interessante optar por uma mais simples, com tudo que você precisa e cobrando um menor preço.

É interessante sempre escolher corretoras que cobrem uma taxa de corretagem significativamente menor do que o valor que você pretende investir mensalmente.

Desta forma, seus investimentos não estarão sendo comprometidos por uma alta corretagem.

Por fim, é indicado que você mesmo pesquise sobre cada corretora de valores e escolha a que mais faz sentido para você. Quando se trata do seu dinheiro, ninguém entende melhor do que você o que deve ser feito.

Escrito por

Especialista em Finanças Corporativas pela Fundação Getúlio Vargas. É formado pelo Programa de Profissionais do Mercado Financeiro da Bolsa de Valores de São Paulo e pelo Programa CVM de Professores para Mercado de Capitais, Avaliador de Empresas pela NACVA - National Association of Certified Valuators and Analysts (EUA). Fundou a Empreender Dinheiro para democratizar o acesso à Educação Financeira de Alto Poder Transformacional e já impactou diretamente mais de 50.000 pessoas em suas soluções educacionais.

Compartilhe conosco suas experiências

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *