Crédito ou débito: qual usar na hora de comprar?

credito ou debito 2

O crédito ou débito podem ser bons aliados na hora de fazer o planejamento financeiro. No entanto, também podem ser grandes vilões para quem não sabe como usar bem esses serviços.

Algumas pessoas possuem resistência quanto ao uso do cartão de crédito ou débito e preferem sempre pagar em dinheiro vivo. No entanto, existem benefícios nessas aplicações.

Sendo assim, seja crédito ou débito, o importante é que se escolha comprar e usar modos de pagamentos de forma inteligente e consciente.

Qual a diferença entre o cartão de crédito e débito?

O cartão de crédito é uma forma de pagamento à vista em que se usa o montante para a fatura em uma data definida. Essa modalidade também viabiliza o parcelamento de valores, na maioria dos casos, sem o acréscimo de juros.

De forma geral, o cartão de crédito permite que você compre e pague depois. Ou seja, o banco te empresta dinheiro para que você faça a compra. Isso deve ser um fato de muito cuidado pois não exime o cliente do cartão de ter o valor do que foi comprado para pagar, mesmo que tenha mais tempo para isso.

Já o cartão de débito é uma forma de pagamento eletrônica que desconta o valor gasto da conta do usuário, sem que haja a necessidade de efetuação de saque.

O cartão de débito usa o saldo de sua conta corrente ou conta digital para pagar sua compra. Sendo assim, você precisa ter o saldo em conta, visto que o dinheiro sai de sua conta na hora, como um saque.

No entanto, é importante observar uma questão. Caso você não tenha o valor, duas coisas podem acontecer. Se o saldo for menor do que o valor da compra, ela pode não ser aprovada ou, ainda, se você tiver limite de crédito no banco, sua conta pode ficar com saldo negativo

Logo, você vai entrar no cheque especial. Além disso, também terá que pagar juros de acordo com dias em que o saldo continuar negativo. Portanto, se não houver planejamento, pagar no débito também pode resultar em dívidas.

Vantagens e desvantagens de pagar no débito

Além da facilidade de uso, pagar no cartão de débito pode oferecer outros ganhos, como, por exemplo:

  • Mais segurança em relação ao dinheiro vivo;
  • Permite o acompanhamento de gastos realizados através do internet banking;
  • Dificilmente se cobra encargos pela utilização do cartão.

O cartão de débito está disponível na conta poupança, conta salário e conta corrente. Na conta corrente, alguns bancos automatizam o cheque especial caso o usuário realize uma compra e não possua valor disponível para o pagamento.

No entanto, a alternativa do cheque especial é uma das desvantagens de pagar no débito. A facilidade de utilização desse serviço pode trazer grandes juros ao consumidor. Ou seja, a disposição de efetuar compras rápidas é um perigo para quem não administra bem o dinheiro.

Vantagens e desvantagens de pagar no crédito

Assim como o débito, o cartão de crédito também permite o acompanhamento de gastos feitos e isso pode ser um ótimo aliado na hora de fazer a gestão financeira.

Determinar uma verba específica para gastar no crédito faz com que haja um melhor planejamento, sem permitir que quem usa entre em uma bola de neve.

Além disso, algumas vantagens do cartão de crédito estão em bônus para quem usa corretamente o cartão de crédito e data fixa para realizar todos os pagamentos referente ao mês.

As desvantagens de pagar no crédito estão ligadas a forma de uso. Por exemplo, um grande cartão que oferece bons programas de milhas provavelmente cobra anuidade, mas esses serviços nem sempre são usufruídos pelo cliente.

Para quem não costuma recorrer ao crédito, os programas de fidelidade podem não ser muito vantajosos e fazer a opção de um cartão sem cobrança de anuidade é uma atitude mais sustentável.

Além disso, um outro ponto negativo pode ser a perda de controle de despesas. Isso ocorre porque há um descasamento entre a data da compra e o efetivo pagamento. Ainda, outro problema pode ser as taxas de juros que incidem quando a fatura não é totalmente paga.

Como usar o cartão de crédito

Entender que o cartão de crédito não é uma extensão do salário é um dos primeiros tópicos para fazer bom proveito desse serviço. Percebido isso, é preciso atentar para outras questões, como:

No entanto, em caso de mau uso do cartão de crédito, existem algumas dicas que podem ajudar a livrar das parcelas.

  • Estabelecer consumo mais leves;
  • Diminuir o hábito de comprar a prazo;
  • Praticar o orçamento doméstico;
  • Em última instância, recorrer a empréstimo com juros menores do que o cartão de crédito.

Modalidades de cartão de crédito

Os cartões de crédito podem ser de dois tipos. São eles, o básico e o diferenciado. O básico é aquele que se usa apenas para o pagamento de produtos e serviços.

Já o diferenciado está associado a programas de recompensas. Desse modo, ele oferece benefícios adicionais, como, por exemplo, desconto nas compras, programas de pontos, seguro de viagem etc.

Qual é melhor: crédito ou débito?

Em primeiro lugar, o melhor a fazer na hora de optar por débito ou crédito é comparar em qual dos dois está a opção mais vantajosa e que mais traz benefícios financeiros para você. Seja no desconto em compras pagas no débito ou na obtenção de pontos através do crédito.

Com isso em vista, se reforça que cartão de crédito e cartão de débito são formas de pagamento que têm suas vantagens e desvantagens, como foi posto.

Sendo assim, a escolha depende do seu planejamento financeiro e varia de acordo com as necessidades de quem é responsável pela compra. Cada situação sempre será particular. Portanto, o uso do crédito ou débito deve ser escolhida pelo cliente do cartão junto com a análise financeira que melhor se adequa a ele.

É melhor crédito ou débito?

Todos os dois apresentam vantagens e desvantagens. Já que um permite que você compre na hora e o outro, a prazo. Portanto, isso vai depender de como os gastos acontecem para quem faz as compras.

Acesso rápido

Compartilhe:

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no email
Arthur Dantas Lemos

Arthur Dantas Lemos

Especialista em Finanças Corporativas pela Fundação Getúlio Vargas. É formado pelo Programa de Profissionais do Mercado Financeiro da Bolsa de Valores de São Paulo e pelo Programa CVM de Professores para Mercado de Capitais, Avaliador de Empresas pela NACVA - National Association of Certified Valuators and Analysts (EUA). Fundou a Empreender Dinheiro para democratizar o acesso à Educação Financeira de Alto Poder Transformacional e já impactou diretamente mais de 50.000 pessoas em suas soluções educacionais.

Comentários:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Últimos artigos