Entenda o que é custo de capital e como calculá-lo na sua empresa

calculadora do cidadao

Quando vamos investir ou empreender, precisamos calcular indicadores que mostrem a viabilidade do negócio, e sem dúvidas o custo de capital é uma das melhores formas de obter esta resposta.

Portanto, para empreendedores e investidores, entender o conceito e como calcular o custo de capital é essencial para aumentar as chances de êxito nas decisões relacionadas a aplicação do seu capital, seja em projetos ou ativos nas finanças.

O que é o custo de capital?

É o retorno necessário para que um investimento ou projeto valha a pena financeiramente.

E consiste na média do custo de capital próprio e para terceiros, usados para financiar um negócio.

  • Próprio: é calculado a partir da expectativa de retorno sobre o patrimônio líquido de um negócio, baseando-se em determinado nível de taxa de juros e um período determinado.
  • Para terceiros: são recursos externos buscados pelos negócios para financiar suas atividades, muitas vezes são classificados como as obrigações e dívidas do negócio.

Portanto, para os empreendedores, sinaliza quando um projeto vale o esforços financeiros ou não.

E para os investidores, de forma semelhante, essa atividade aponta quando um investimento vale o risco quando comparado ao retorno.

Ou seja, poderia ser representado somente pelo custo de capital próprio, se a empresa não buscasse financiamento externo, ou poderia ser calculada somente para terceiros, caso a empresa dependesse 100% do capital externo.

Todavia, normalmente o custo de financiamento dos negócios é composto por uma combinação entre as duas categorias.

Como calcular o custo de capital de um negócio?

Portanto, para essas empresas que utilizam uma combinação entre capitais de terceiros e próprios, o custo de capital médio é calculado de forma ponderada entre todas formas de captação de recurso.

Por isso, a título de cálculo, o custo de capital é chamado de CMPC (Custo Médio Ponderado de Capital), que pode ser definido como a média ponderada dos meios de financiamentos.

Para entender como calcular o custo de capital de um negócio, é necessário entender primeiramente o cálculo dos demais custos

O custo de capital próprio é normalmente associado ao retorno compensatório pelo risco do investimento.

Já o custo de capital de terceiros é calculado da seguinte forma:

  • Capital de terceiros = (Despesas com juros/ Dívida total) * (1 – taxa de imposto)

E por fim, o custo de capital de um negócio pode ser definido através da ponderação entre o custo de capital de terceiros e do custo de capital próprio.

Por exemplo, imagine que a empresa X tem custo de capital próprio igual a 15%, já o custo do capital de terceiros igual 10%. Os pesos de cada um dos custo são 60% e 40% respectivamente.

Logo, o custo de capital dessa empresa pode ser calculado da seguinte forma:

  • Custo de capital da empresa X: (15*0,6)+(10*0,4) = 13

Portanto, a taxa de juros de retorno para que valha a pena investir nesta empresa deve superar o valor de 13% do custo de capital.

Ao minimizar custo de capital, empresas conseguem atrair mais facilmente a atenção de investidores.

Claro, esse exemplo foi uma simplificação do cálculo feito por empreendedores e investidores na hora de tomar decisões estratégicas.

De toda forma, a partir de análises fundamentalistas sobre o balanço patrimonial das empresas, a partir do conhecimento deste conceito e do seu cálculo, já é possível tomar decisões mais coerentes.

Por fim, é necessário lembrar que, para quem pretende ter sucesso nos seus negócios e investimentos, o conhecimento de conceitos, como o custo de capital, é essencial para tomada de decisões bem fundamentadas.

Acesso rápido

Compartilhe:

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no email
Arthur Dantas Lemos

Arthur Dantas Lemos

Especialista em Finanças Corporativas pela Fundação Getúlio Vargas. É formado pelo Programa de Profissionais do Mercado Financeiro da Bolsa de Valores de São Paulo e pelo Programa CVM de Professores para Mercado de Capitais, Avaliador de Empresas pela NACVA - National Association of Certified Valuators and Analysts (EUA). Fundou a Empreender Dinheiro para democratizar o acesso à Educação Financeira de Alto Poder Transformacional e já impactou diretamente mais de 50.000 pessoas em suas soluções educacionais.

Comentários:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Últimos artigos