Home Blog Custo de um funcionário: saiba quanto custa para contratar alguém

Custo de um funcionário: saiba quanto custa para contratar alguém

custo de um funcionario 2

Novos projetos? Lidar com o aumento da equipe? Novos colaboradores? Algumas empresas e gestores têm dificuldades em calcular qual é o custo de um funcionário e isso pode refletir negativamente na vida financeira das empresas.

O custo de um funcionário funciona por meio de um cálculo sobre uma série de fatores entre eles, o salário, para determinar os percentuais pagos em relação aos impostos e contribuições. Além disso, há os benefícios: vale transporte e alimentação, 13° e férias.

Então, o custo de um funcionário é um cálculo sobre todos os valores que incidem na contratação de um colaborador e que serão obrigações de uma empresa. Vale salientar que este cálculo deve conter todos os gastos com impostos, extras e combinações formais.

Qual o impacto de novos funcionários em uma empresa?

custo de um funcionario

A empresa que deseja contratar novos funcionários, provavelmente, está necessitando  de ajuda para contemplar áreas que atuantes, novos projetos ou segmentos. Por isso, entender o custo para contratar um funcionário é essencial para o bem-estar da empresa.

Nessa perspectiva, de nada adianta contratar um funcionário se ele irá impactar negativamente a empresa no quesito financeiro. Diversas empresas, inclusive, vão à falência devido ao descontrole financeiro. Portanto, saber:

  • Quais são as funções pré-determinadas para o novo funcionário, elas justificam a contratação?
  • Se o novo ativo ajudará, de fato, a empresa de acordo com a necessidade dela.
  • Se a empresa tem condições financeiras de arcar com esse novo gasto em comparação com a necessidade e os benefícios trazidos para a empresa.
  • Qual é o modelo de contratação, ele é condizente com a realidade financeira e necessidades da empresa?

Saber essas premissas, permite que a empresa se organize, consiga reduzir alguns gastos e se programe para investir ainda mais na empresa, já que a mesma entrará com os recursos de forma planejada.

Como calcular quanto custa um funcionário?

Os custos com funcionários formam potenciais gastos no orçamento anual e mensal de uma empresa. Nessa perspectiva, saber quanto custa um funcionário permite que empresa faça a modalidade de contratação de acordo com a real necessidade da mesma.

Existem alguns fatores que implicam na hora de calcular custo de funcionário, entre eles:

  • Salário: é o fator chave para o cálculo dos demais já que o valor do salário será adotado como base para calcular os valores de contribuição, impostos, vales e afins.
  • Benefícios: seguros, vale transporte, vale refeição, plano de saúde.
  • Encargos trabalhistas: são aqueles custos trabalhistas referentes ao décimo terceiro (sendo compensado no final do ano), férias e Descanso Semanal Remunerado (DSR) – valor pago para nos finais de semana ou dias fora da jornada.
  • Impostos, contribuições e encargos sociais: é levado em conta as contribuições previdenciárias (INSS, FGTS e multas de rescisão).
  • Custos adicionais: licença maternidade e paternidade, itens para trabalho (eletrônicos, uniformes e afins), acidentes. Esses custos podem parecer irrisórios, mas no final, impactaram os custos com funcionários.
  • Ainda exerce influência também o modelo de declaração do Imposto de Renda (IR), seja o Simples Nacional, lucro presumido, real e afins.

Portanto, por meio do cálculo dos custos de contratação a empresa poderá chegar no custo real que aquele funcionário representa e decidir se a aquisição desse ativo é válida, se a modalidade de contratação é o ideal de acordo com a necessidade e se a empresa consegue arcar com os gastos.

Por fim, o custo de um funcionário auxilia empresas na hora de planejar financeiramente seu orçamento para mudanças de equipe, contratação de novos funcionários e ajustes salariais, já que, não adianta ampliar o time e suprir necessidades, se isso será mal planejado e impactará financeiramente a empresa.

Escrito por

Especialista em Finanças Corporativas pela Fundação Getúlio Vargas. É formado pelo Programa de Profissionais do Mercado Financeiro da Bolsa de Valores de São Paulo e pelo Programa CVM de Professores para Mercado de Capitais, Avaliador de Empresas pela NACVA - National Association of Certified Valuators and Analysts (EUA). Fundou a Empreender Dinheiro para democratizar o acesso à Educação Financeira de Alto Poder Transformacional e já impactou diretamente mais de 50.000 pessoas em suas soluções educacionais.

Compartilhe conosco suas experiências

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *