Home Blog CVCB3: descubra tudo sobre as ações da CVC!

CVCB3: descubra tudo sobre as ações da CVC!

CVCB3

A CVC (CVCB3) centraliza suas atividades no agenciamento de turismo, ofertando viagens de lazer, intercâmbio e corporativas, além de operar no turismo rodoviário, marítimo e aéreo.

Além disso, as ações da CVC (CVCB3) integram a bolsa de valores brasileira e seus ativos podem ser adquiridos por investidores que observam no setor de turismo e lazer, boas oportunidades.

O que é a CVC (CVCB3)?

A CVC (CVCB3) atua no setor de serviços e produtos turísticos. A companhia é brasileira e pode ser considerada uma das grandes agências de turismo da América Latina, além disso, seus ativos são negociados na B3 (Brasil, Bolsa e Balcão) através do ticker CVCB3.

Em resumo, a CVC age no setor turístico, desde o ano de 1972, operando o turismo nacional e internacional. A companhia possui mais de 133.917.946 milhões de ações, sendo 89,7% destas em free float.

Além da CVC, outras empresas compõem o mercado turístico brasileiro, dentre elas estão a Localiza Hertz (RENT3) e a Smiles (SMLS3):

  1. Localiza Hertz: a empresa atua no setor de mobilidade, possuindo companhias no Brasil e América Latina, sendo uma empresa especializada em aluguéis de carros.
  2. Smiles: a companhia administra o programa smiles, que proporciona aos clientes da Gol Linhas Aéreas e suas companhias parceiras, administração de pontos em troca de benefícios no turismo e entretenimento.

Desse modo, mediante a relevância da CVC no mercado financeiro e sua participação na bolsa de valores brasileira, a B3, é de suma importância entender sua trajetória e seu modelo de negócio.

Portanto, através do conhecimento, os acionistas poderão investir de maneira efetiva e consciente.

História da CVC (CVCB3)

A agência de viagens CVC surgiu em 1972, na região do Grande ABC Paulista, em São Paulo, a partir da associação de Carlos Vicente Cerchiari e Guilherme Paulus.

Logo após, em 1976, a associação se desfez e a empresa começou a ser administrada apenas  por Guilherme Paulus e sua esposa, Luiza Paulus.

Em 1978, a companhia começou a organizar grupos de viagens, programando viagens de 1 dia, depois para finais de semana e posteriormente programando viagens durante férias e feriados prolongados.

Foi em 1981, que a empresa começou a oferecer pacotes de viagens com transporte aéreo.

Posteriormente, em 1983, a companhia inaugurou suas primeiras lojas fora da região do ABC Paulista, que ficaram localizadas na cidade de Santos, litoral de São Paulo, e em São José dos Campos, no interior paulista.

Em 1989, a empresa CVC comprou 100 mil passagens da Viação Aérea São Paulo (Vasp), esse quantitativo representava uma média de 50% de todo movimento mensal da companhia aérea.

No ano de 1992, a CVC começou a fretar aviões para uso exclusivo de seus passageiros.

Logo após, em 1997, a companhia começou a vender pacotes de viagens para a Ásia e Europa.

Foi em 1998, que a CVC inaugurou sua primeira loja em shopping center, localizada no Shopping Plaza Sul, em São Paulo. Além disso, a empresa já contava com agências em Santos, Guarulhos, Osasco, Campinas, Mogi das Cruzes, São José dos Campos, Ribeirão Preto, Porto Alegre, Belo Horizonte, Londrina e Florianópolis.

Expansão da CVC

Posteriormente, em 2000, a companhia inaugurou sua primeira loja virtual de turismo do Brasil, incluindo diversas funcionalidades.

Em 2002, a CVC completou 30 anos de histórias, além do mais, a empresa alcançou a marca de 5 milhões de passageiros embarcados.

Logo após, em 2003, a companhia conseguiu o fretamento do navio R5 Blue Dream, que a empresa trouxe da Europa para operar no Brasil, além disso, em 2003, a TAM disponibilizou um avião personalizado com a logomarca da agência CVC.

No ano de 2005, a CVC decidiu fretar mais 5 transatlânticos para ofertar uma temporada de cruzeiros no Brasil, em parceria com a South African Airways.

Foi em 2007, que a companhia comemorou 35 anos de atividades relacionadas ao turismo, realizando uma temporada inesquecível para a empresa, visto que, a cotação do dólar estava em queda.

Em 2010, a empresa anunciou que Carlyle, um dos grandes fundos de private equity do mundo, adquiriu 63,6% do controle da CVC.

Após isso, em 2013, a CVC foi escolhida para participar do Field Global Immersion Program, da Universidade de Harvard.

Além disso, a empresa abriu seu capital em 2013, para negociações na bolsa de valores;

Assim, em 2014, a empresa anunciou um crescimento de 20% em suas vendas, comparado ao mesmo período de 2013.

No ano de 2015, a CVC começou a atuar no mercado de viagens de intercâmbio.

Em 2016, foi anunciado que a CVC apresentou crescimento em seus principais indicativos, registrando 12,7% de alta em passageiros embarcados e aumento de 6% nas vendas.

Posteriormente, em 2017, a empresa realizou duas aquisições, a Trend e Visual Turismo, além do mais, a empresa também adquiriu 49% da Rextur Advance. Ainda em 2017, a empresa lançou a marca CVC Corp, que adota uma estrutura matricial.

Foi em 2018, que a empresa realizou aquisições no exterior, anunciando a compra de 60% de dois players na Argentina, o Bibam Group e Ola.

Logo após, em 2020, a CVC foi diretamente afetada pela crise do novo Coronavírus, visto que, houve uma ausência de mobilização social, gerando como consequência, a queda do turismo.

Linha do tempo da CVC (CVCB3)

  • 1972 – Fundação da agência de viagens CVC;
  • 1976 – Associação é desfeita e a empresa começa a ser operada por Guilherme Paulus e sua esposa;
  • 1978 – A CVC começa a organizar seus primeiros grupos de viagem;
  • 1981 – Começam a ser ofertados pacotes de viagens com transporte aéreo;
  • 1983 – A empresa inaugura suas primeiras lojas fora do ABC Paulista;
  • 1989 – CVC compra mais de 100 mil passagens da Vasp;
  • 1992 – A companhia começa a fretar aviões para uso exclusivo de seus passageiros;
  • 1997 – Começam a ser vendidos pacotes de viagem para Ásia e Europa;
  • 1998 – Primeira loja em shopping center é inaugurada;
  • 2000 – A empresa lança sua primeira loja de turismo em plataforma digital;
  • 2002 – CVC completa 30 anos de história e alcança a marca de 5 milhões de passageiros embarcados;
  • 2003 – A empresa consegue o fretamento do navio R5 Blue Dream;
  • 2003 – A TAM disponibiliza um avião personalizado para a empresa;
  • 2005 – A companhia decide fretar 5 transatlânticos;
  • 2007 – CVC comemora 35 anos de atividades na área do turismo;
  • 2010 – Carlyle adquire 63,6% do controle da CVC;
  • 2013 – Participação no Field Global Immersion Program, da Universidade de Harvard;
  • 2013 – A CVC abre seu capital na bolsa de valores;
  • 2014 – É anunciado um crescimento de 20% em suas vendas;
  • 2015 – A empresa começa a oferecer pacotes de intercâmbio;
  • 2016 – CVC anuncia um crescimento de seus principais indicadores;
  • 2017 – São adquiridas a Trend e Visual Turismo;
  • 2018 – É lançada a marca CVC Corp, que adota uma estrutura matricial;
  • 2020 – CVC é afetada diretamente pela crise do novo Coronavírus.

Como atua a CVC (CVCB3)?

A empresa é considerada uma das maiores operadoras de turismo da América Latina.

Dessa maneira, a companhia possui, em média, 1416 lojas, 15 mil clientes por dia nas lojas da empresa e 200 mil acessos por dia no site.

Além disso, a CVC é detentora da Submarino Viagens e Almundo, além do mais, a companhia possui participações em outras empresas, dentre elas estão:

  1. RexturAdvance;
  2. Bibam Group;
  3. Ola.

Dessa maneira, pode-se observar a expansão e popularização da CVC por diversos países.

Características das ações da CVC (CVCB3)

As ações da CVC são negociadas na B3 e possuem as demais características:

A classificação setorial da CVC (CVCB3) segundo as informações divulgadas na B3 é: Consumo Cíclico, Viagens, Lazer e Turismo.

Além do mais, seu segmento de mercado na bolsa de valores é o Novo Mercado.

Suas ações oferecem Tag Along de 100% ON, além de free float de 89,7%.

O que faz a CVC (CVCB3)?

A principal atividade da CVC está relacionada ao gerenciamento de pacotes e serviços de turismo.

Assim, dentre alguns de seus serviços oferecidos, estão:

  • Pacotes de viagens de férias ou lazer;
  • Agenciamento de intercâmbios culturais;
  • Pacotes de viagens corporativas.

Em suma, pode-se observar que a empresa busca oferecer pacotes e serviços diversos aos seus clientes.

As ações da CVC (CVCB3): onde e como são negociadas?

O ticker da CVC (CVCB3) é negociado na bolsa de valores brasileira, ou seja, B3.

As ações da companhia podem ser realizadas em plataformas digitais, buscando simplificar o processo para os acionistas e zelando pela segurança deles.

A companhia possui ações ordinárias (CVCB3 ON) que dão direito ao voto durante as assembleias empresariais.

Dessa forma, para adquirir ações da CVC, é de suma importância que o investidor abra uma conta numa corretora de valores de sua preferência.

Posteriormente, será importante realizar uma transferência TED, com o valor desejado para realizar o investimento, logo após, o acionista poderá selecionar as ações da CVC, referida como CVCB3.

Como ganhar dinheiro com as ações da CVC (CVCB3)?

Primeiramente, é válido entender que existem variadas maneiras de adquirir lucro com as ações da CVC (CVCB3) na B3.

Dentre essas maneiras, é possível incluir o ganho de dividendos, visto que, a empresa possui como histórico um pagamento recorrente de dividendos.

Além disso, o acionista poderá conseguir lucro mediante a venda de suas ações por um preço mais alto, em comparação, ao valor adquirido anteriormente.

Além do mais, algumas questões podem possibilitar que os acionistas realizem seus investimentos com prudência e segurança, dentre essas questões, está a diversificação da carteira de ativos, criando uma carteira com renda fixa e renda variável.

Assim, é necessário que o investidor fique atento a segurança, liquidez e rentabilidade antes de negociar ações na bolsa de valores.

Desse modo, diante de seus objetivos e seu perfil investidor, possuir uma boa rentabilidade, pode representar uma opção mais viável para o acionista, em comparação, a busca por uma alta liquidez.

Porém, a priorização entre alta liquidez ou rentabilidade, dependerá dos objetivos do acionista, isso porque, o investidor poderá adquirir ações para curto ou longo prazo.

Vale a pena investir na CVC (CVCB3)?

A CVC (CVCB3) é uma das principais operadoras de turismo do Brasil.

Visto que, a empresa possui uma grande atuação em território nacional, possibilitando que grande parte dos brasileiros, obtenham seus serviços, seja em suas lojas físicas ou online.

Entretanto, a empresa enfrenta uma ampla concorrência, principalmente no setor online, isso porque, existem variadas empresas que ofertam serviços parecidos e até iguais aos da CVC, como é o caso da Booking, Decolar, Airbnb e outros.

Dessa forma, antes de selecionar qual será a ação que você irá destinar seus ativos, é válido realizar uma análise fundamentalista, para verificar se seus investimentos estão sendo realizados de maneira consciente, seja com a CVC (CVCB3) ou com outra empresa inserida na bolsa de valores.

Escrito por

Especialista em Finanças Corporativas pela Fundação Getúlio Vargas. É formado pelo Programa de Profissionais do Mercado Financeiro da Bolsa de Valores de São Paulo e pelo Programa CVM de Professores para Mercado de Capitais, Avaliador de Empresas pela NACVA - National Association of Certified Valuators and Analysts (EUA). Fundou a Empreender Dinheiro para democratizar o acesso à Educação Financeira de Alto Poder Transformacional e já impactou diretamente mais de 50.000 pessoas em suas soluções educacionais.

Compartilhe conosco suas experiências

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *