Home Blog Descontrole financeiro: saiba como identificar e sair dessa situação

Descontrole financeiro: saiba como identificar e sair dessa situação

descontrole financeiro

O descontrole financeiro pode ser extremamente comprometedor para suas finanças, causar estresse, problemas emocionais e outros problemas para sua saúde.

Sem dúvidas, o descontrole financeiro é um dos fatores que mais atrapalham as pessoas de conseguirem conquistar uma tranquilidade em relação a seu dinheiro.

O descontrole financeiro é a desorganização quanto aos seus recebimentos e dívidas ocasionada por vários maus hábitos financeiros.

Portanto, o primeiro passo para utilizar a educação financeira é identificar: a falta de controle sobre o dinheiro.

Como identificar o descontrole financeiro?

descontrole-financeiro-2

As causas de ter uma vida descontrolada financeiramente podem variar bastante. A demissão de um emprego, o consumismo desenfreado, um divórcio ou até mesmo um ritmo acelerado de trabalho, podem resultar em uma perda de controle sobre as finanças.

Mas, como dito antes, para quem precisa colocar os pés no chão e se organizar financeiramente, identificar essa situação é o primeiro passo. Portanto, esteja atento a alguns dos principais sinais do descontrole financeiro.

1. Ter o costume de gastar mais do que ganha

Se gastar mais que recebe é algo recorrente na sua vida, você deve começar a se preocupar desde já.

Primeiro, sempre será recomendado poupar e construir uma boa reserva. Além disso, com o uso de crédito ou empréstimos você pode postergar pagamentos, mas, uma hora ou outra, a conta vai chegar e, se você gasta tudo que ganha, não conseguirá pagar.

2. Atrasar contas

Pagar as contas com atraso é um sinal claro de descontrole sobre as finanças. Portanto, é importante se esforçar para só estabelecer compromissos financeiros mensais que cabem no seu orçamento.

E, é importante lembrar que, ao ter contas atrasadas, serão cobrados juros. Esses valores cobrados a mais por conta dos juros podem pesar bastante nas suas finanças.

3. Recorrer a cheque especial e parcelamento de faturas de cartão

Os juros do cheque especial e do rotativo do cartão de crédito são uns dos mais altos do mercado. Portanto, ao recorrer a essas opções de crédito, você provavelmente irá pagar muito caro.

Logo, é necessário estar de olho na conta corrente para não usar o cheque especial e sempre pagar as faturas do cartão integralmente.

4. Procurar frequentemente por empréstimo

Quem frequentemente procura por empréstimos, claramente, está gastando mais do que deve.

Entretanto, empréstimos a juros baixos ou com parentes e familiares podem ser uma ótima opção para quem estar querendo se livrar de dívidas com altos juros.

5. Estar constantemente estressado e ansioso por conta das dívidas

Se frequentemente você se sente prejudicado emocionalmente por conta da sua saúde financeira, então, está na hora de buscar uma reorganização.

É normal que o descontrole financeiro afete aspectos gerais da sua vida. Por isso, é imprescindível identificar e sair dessa situação.

Dicas de como sair do descontrole financeiro

descontrole-financeiro-3

Para vencer o descontrole financeiro, primeiramente você deve estar atento a aos sinais listados acima.

Após tomar conhecimento dessa situação, existem algumas estratégias e medidas que podem ser postas em práticas para ajudar a reorganização financeira.

Dica 1: Planeje-se financeiramente

Começar um planejamento financeiro será essencial para te tirar das dívidas e iniciar uma reconstrução financeira.

Lembre-se de estabelecer metas de curto e longo prazo, diferenciá-las e ser objetivo quanto ao seu planejamento.

Comece planejando quais dívidas devem ser quitadas primeiro e construa o passo a passo necessário para reorganizar suas finanças e buscar a independência financeira.

Dica 2: Adeque seus gastos

Para pagar dívidas e começar a poupar você deverá certamente gastar menos do que costumava gastar.

Logo, será necessário colocar na ponta da caneta todos os seus recebimentos e gastos previstos, e assim, saber quanto você terá disponível.

Dica 3: Recorra a amigos e familiares

Muitas vezes o nosso orgulho nos torna contrário a qualquer ajuda financeira. Mas na hora de se livrar de dívidas por conta dos seus altos juros, a ajuda de amigos e familiares será a melhor opção.

Pessoas próximas não vão desejar lucrar em cima do empréstimo, assim como os bancos fazem.

Portanto, é importante ter esse apoio para se reorganizar financeiramente.

Dica 4: Cuide da sua saúde

É muito importante não deixar que o estresse e ansiedade atrapalhem ainda mais uma situação financeira desconfortável.

Por isso, é importante estar com uma rotina confortável, com atividades prazerosas, e com tempo para que você possa aliviar sua mente.

Por fim, é importante destacar que o descontrole financeiro, se for prolongado, pode afetar sua vida em diversos aspectos. Portanto, é importante estar atento a suas finanças e a sua mente, para que situações pontuais não prejudiquem no longo prazo.

Escrito por

Especialista em Finanças Corporativas pela Fundação Getúlio Vargas. É formado pelo Programa de Profissionais do Mercado Financeiro da Bolsa de Valores de São Paulo e pelo Programa CVM de Professores para Mercado de Capitais, Avaliador de Empresas pela NACVA - National Association of Certified Valuators and Analysts (EUA). Fundou a Empreender Dinheiro para democratizar o acesso à Educação Financeira de Alto Poder Transformacional e já impactou diretamente mais de 50.000 pessoas em suas soluções educacionais.

Compartilhe conosco suas experiências

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *