Home Blog Disrupção: entenda mais sobre esse conceito de inovação!

Disrupção: entenda mais sobre esse conceito de inovação!

disrupcao

O termo disrupção foi inicialmente introduzido por Clayton M. Christensen, professor da Universidade Harvard, nos Estados Unidos.

O conceito de disrupção se tornou muito popular, o que acabou ocasionando, infelizmente, em uma grande desentendimento sobre o que o termo realmente representa no empreendedorismo.

O que é disrupção?

responsabilidade-limitada

A disrupção é uma forma de inovação em que um novo mercado é criado, derrubando um mercado existente e as firmas que operam dentro dos moldes deste antigo mercado.

Como dito anteriormente, a disrupção é uma forma de inovação, mas nem toda inovação é disruptiva, mesmo que seja uma inovação revolucionária.

Normalmente, as inovações disruptivas não vêm de grandes empresários já consolidados em mercados existentes.

Na verdade, as disrupções que observamos recentemente surgem de empreendedores que estão ingressando no mercado e em startups.

Fatos sobre a disrupção

Por conta da popularidade que o termo ganhou, muitas pessoas começaram a associar disrupção a inovações que não são necessariamente disruptivas, de acordo com o conceito inicialmente introduzido.

Portanto, para que seja corretamente identificada, é necessário listar alguns fatos sobre as inovações disruptivas:

Nem toda inovação é disruptiva

Este é o principal fato sobre a disrupção, por isso, deve ser reforçado novamente para que qualquer inovação não seja considerada disruptiva.

Por exemplo, a empresa Uber, apesar de ter sido muito inovadora, não causou uma disrupção de mercado, já que ela adaptou um serviço já existente com a sua tecnologia, tornando o serviço mais eficiente e barato para o consumidor.

Disrupção, de certa forma, é uma aposta

Mesmo que pareça uma boa ideia, não há garantia que um novo mercado vai ser criado por causa de um produto ou serviço.

Muitas vezes, é necessário fazer vários lançamentos, ajustes e adição de recursos para que o produto chegue na sua forma final.

Ou seja, é possível que haja muitas perdas durante a trajetória até chegar na ideia disruptiva.

Disrupção leva tempo

A disrupção, ao contrário do que muitos pensam, não acontece do dia para a noite. Mudar os hábitos de consumo das pessoas leva tempo.

Na verdade, é até mais fácil que uma empresa cresça aceleradamente nos seus primeiros anos, se ela apenas apresentar um incremento ao mercado existente, ao invés de derrubá lo.

Exemplo do que é disrupção

Um ótimo exemplo do que é disrupção é o site Wikipedia, que substituiu totalmente as antigas enciclopédias.

As enciclopédias eram conjuntos de livros que explicavam de forma organizada e ordenada conhecimentos gerais. Esses livros eram muito caros e divididos em vários volumes.

A wikipédia executa uma função parecida, já que é um site de conhecimentos gerais, mas que está sendo constantemente atualizado por usuários online e disponibilizando conhecimentos de forma gratuita.

Desta forma, a Wikipedia construiu um novo mercado, substituindo o antigo e duradouro

Exemplo do que NÃO é disrupção

Além da Uber, a empresa Tesla é comumente considerada uma empresa disruptiva, já que praticamente tudo o que é feito internamente na empresa é inovador, desde da estrutura de trabalho até o design dos produtos.

Entretanto, a empresa vende veículos que, pelo menos até o momento, não mudaram o mercado de carros e transporte como um todo.

Além disso, seus produtos são muito caros, sendo inacessíveis para a maioria do mercado consumidor.

Portanto, fica clara que a ideia de disrupção, além de estar ligada ao ideias inovadora, tem como característica a criação de um novo mercado, realmente mudando a forma de consumir das pessoas. Assine nossa newsletter para mais conteúdos gratuitos!

Escrito por

Especialista em Finanças Corporativas pela Fundação Getúlio Vargas. É formado pelo Programa de Profissionais do Mercado Financeiro da Bolsa de Valores de São Paulo e pelo Programa CVM de Professores para Mercado de Capitais, Avaliador de Empresas pela NACVA - National Association of Certified Valuators and Analysts (EUA). Fundou a Empreender Dinheiro para democratizar o acesso à Educação Financeira de Alto Poder Transformacional e já impactou diretamente mais de 50.000 pessoas em suas soluções educacionais.

Compartilhe conosco suas experiências

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *