Home Blog Dividir apartamento: 4 dicas de convivência!

Dividir apartamento: 4 dicas de convivência!

dividir apartamento 2

Para dividir apartamento é preciso ter bastante maturidade e uma boa educação financeira para contornar eventuais problemas financeiros. Diferente da vivência em família, nesse caso, são pessoas com renda mais baixa que decidem dividir as despesas.

Ao dividir apartamento, muitos acabam enfrentando alguns conflitos de convivência. Entretanto, a maioria deles podem ser resolvidos com uma boa organização financeira, principalmente para quem deseja atingir a estabilidade financeira.

Quem decide dividir apartamento pode enfrentar diversas dificuldades inesperadas. Ainda assim, essa pode ser a única alternativa para sair da casa dos pais.

Por isso, existem algumas dicas para melhorar o convívio de quem escolhe dividir a moradia.

Vai dividir o apartamento? Saiba o que fazer

1. Melhorar a comunicação

Quando falamos de qualquer tipo de relacionamento, a comunicação é a maior das regras de convivência. Ela é fundamental para que a vivência seja saudável.

A interação precisa respeitar a privacidade de cada um. Ainda assim, ela ajuda a entender as dificuldades um do outro e, a partir disso, desenvolver soluções para esses problemas.

Já quando falamos das finanças, essa comunicação é ainda mais importante para o bom funcionamento financeiro.

Por isso, fale abertamente sobre dinheiro e despesas mensais da casa. Isso pode promover uma maior compreensão em possíveis dificuldades.

2. Criar um planejamento financeiro

Para um funcionamento eficiente de toda a casa, é preciso fazer a gestão de custos, pois devem ser anotados:

  • Despesas fixas (aluguel, condomínio etc.);
  • Despesas inesperadas (delivery de restaurantes, reparos na casa etc);
  • Despesas variáveis (contas de luz, água, energia e internet);
  • Despesas anuais (impostos).

Após isso, verifique se existem custos que podem ser reduzidos ou anulados, e façam uma divisão entre os integrantes da casa.

É preciso ter prazos de pagamento definidos, de preferência antes da validade de cada conta. Além disso, a escolha de um responsável por coletar os valores e fazer o pagamento pode facilitar o processo de organização.

3. Fazer uma divisão de tarefas

Após entender os custos e todo o funcionamento da casa, é hora de fazer a divisão das responsabilidades de cada morador.

Seja na organização doméstica ou financeira, é preciso determinar qual a obrigação de cada um. Entretanto, é importante lembrar que essa divisão deve ser justa e igualitária.

Para isso, façam duas tabelas com os nomes dos moradores da casa. Uma deverá ter o as despesas de cada um, e a outra as obrigações.

4. Ter responsabilidade

Quando se decide dividir despesas de moradia é preciso ter bastante maturidade. Não se deve atrasar os pagamentos mensais e é preciso cumprir regras e obrigações.

Algumas responsabilidades vêm junto à liberdade de estar longe dos pais. Entre elas, estão:

  • Preparação de alimentação;
  • Divisão do orçamento;
  • Limpeza da casa.

Por isso, ao escolher dividir o aluguel, entendam que todos são responsáveis pelo funcionamento da casa.

Entretanto, é claro que existem as vantagens de dividir apartamento. Para quem quer economizar, o rateio de aluguel é a melhor alternativa. Com isso, é possível juntar dinheiro para projetos pessoais e, ainda sim, possuir mais privacidade que na casa dos pais.

Fora isso, a divisão de tarefas ajuda a diminuir o trabalho em deixar a casa limpa e organizada. Por isso, se você pensa dividir apartamento, aproveite os benefícios e cumpra as obrigações. Assim, a boa convivência estará garantida. Se organize financeiramente, veja a planilha calculadora para independência financeira!

Escrito por

Especialista em Finanças Corporativas pela Fundação Getúlio Vargas. É formado pelo Programa de Profissionais do Mercado Financeiro da Bolsa de Valores de São Paulo e pelo Programa CVM de Professores para Mercado de Capitais, Avaliador de Empresas pela NACVA - National Association of Certified Valuators and Analysts (EUA). Fundou a Empreender Dinheiro para democratizar o acesso à Educação Financeira de Alto Poder Transformacional e já impactou diretamente mais de 50.000 pessoas em suas soluções educacionais.

Compartilhe conosco suas experiências

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *