O que faz um educador financeiro?

educador financeiro 1

A busca por um educador financeiro está se tornando cada vez mais frequente. Mas esse ‘fenômeno’ não começou a ocorrer de maneira isolada. Existem diversos fatores que influenciaram no crescimento da necessidade desse profissional.

educador financeiro tem como missão ensinar os alunos a terem educação financeira. Isso significa dizer que, ele ajuda pessoas a desenvolverem uma relação sustentável com o dinheiro.

O que é um educador financeiro?


O educador financeiro (também conhecido como coach financeiro), é uma pessoa capacitada para ajudar pessoas e negócios a lidarem de forma inteligente com as finanças.

Não é incomum encontrar dúvidas quanto o papel de um educador e um consultor financeiro. Por mais que ambas as profissões lidem diretamente com a melhoria da qualidade financeira, existe uma diferenciação no papel de cada um.

Ao contrário do educador financeiro, que atua em um ambiente mais intrínseco. Por exemplo: entendendo padrões comportamentais e estimulando mudança de hábitos ruins.

O consultor tem como método de abordagem a resolução de problemas presentes, ou seja, que podem ser trabalhados de forma pontual.

Por exemplo, encontrar o melhor caminho para a quitação de dívidas, planejar uma projeção financeira e ajudar a montar uma carteira de investimentos.

Qual é o melhor: educador financeiro ou consultor financeiro?

Nos dois casos existe a possibilidade da resolução de problemas financeiros.

Ou seja, ambas as atuações são boas e importantes, e cada profissão é adequada para momentos específicos.

Educador financeiro

Como o próprio nome sugere, o educador é alguém que vai ensinar a lidar com o dinheiro partindo da base.

  • Diagnóstico dos padrões financeiros do educando;
  • Estímulo para o desenvolvimento de novos hábitos econômicos;
  • Ensina boas práticas financeiras para serem desenvolvidas ao longo da vida.

E essas são etapas importantes, já que, a maioria dos brasileiros não sabem como gerir os seus próprios recursos. Entrando em um processo de ansiedade, inadimplência e, no final, uma bola de neve!

Consultor financeiro

O consultor financeiro atua, mais ou menos, como uma bússola. Isto é, ajuda a pessoa que está sendo consultada a encontrar os melhores caminhos para alcançar os seus próprios objetivos.

  • Indicar melhores investimentos a serem realizados de acordo com cada ocasião e objetivo;
  • Analisar quais sistemas de previdência fazem sentido para o cliente (caso seja solicitado);
  • Desenvolver a melhor forma de executar um planejamento tributário, a fim de, avaliar o impacto na vida do cliente.

São algumas das atividades relacionadas a uma consultoria financeira, seja ela pessoal ou empresarial.

Como escolher um educador financeiro?

O acompanhamento por esse profissional, tem que trazer resultados libertadores em relação ao comportamento econômico.

Isto é, estimular a capacidade de “caminhar com as próprias pernas” pela pessoa que está sendo acompanhada.

E não criar uma relação de dependência. Ou seja, sim, pode-se beber mais “água da fonte”.

Quem solicitou um acompanhamento do profissional pode voltar a solicitá-lo, mas precisa entender que, o papel do educador é ensinar e o do aluno, de aprender.

Se nada foi ensinado e nada foi aprendido. Com certeza, esse não é um profissional bom e comprometido.

Nesses casos, o ideal é recorrer a outros profissionais e dar continuidade ao processo de reeducação financeira.

Por fim, escolha um educador financeiro que você conhece não apenas a inteligência que possui, mas se a didática é compatível com o que você procura.

Acesso rápido

Compartilhe:

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no email
Arthur Dantas Lemos

Arthur Dantas Lemos

Especialista em Finanças Corporativas pela Fundação Getúlio Vargas. É formado pelo Programa de Profissionais do Mercado Financeiro da Bolsa de Valores de São Paulo e pelo Programa CVM de Professores para Mercado de Capitais, Avaliador de Empresas pela NACVA - National Association of Certified Valuators and Analysts (EUA). Fundou a Empreender Dinheiro para democratizar o acesso à Educação Financeira de Alto Poder Transformacional e já impactou diretamente mais de 50.000 pessoas em suas soluções educacionais.

Comentários:

4 respostas

  1. Sempre me identifiquei muito com questões financeiras. Nem sempre fui tão organizada, mas com o tempo fui evoluindo e percebendo que gostava dessa organização, de redução de despesas, de valores a ser destinados conforme metas. E então hoje penso, será que um curso desses não seria o ideal, já que sinto forte em mim a vontade de orientar pessoas?

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Últimos artigos