Empreender com pouco dinheiro é possível? 7 dicas provam que sim!

aplicativo de vendas2

No mundo do empreendedorismo, empreender com pouco dinheiro é um grande desafio para pessoas que não possuem muito dinheiro.

No entanto, é altamente possível criar um negócio de sucesso começando a empreender com pouco dinheiro. Isso porque, com as estratégias certas, se torna mais fácil iniciar um projeto.

O que fazer para empreender sem dinheiro?

Empreender com pouco dinheiro

Para saber como empreender com pouco dinheiro é preciso analisar suas condições. Isso porque, com o mercado atual, existem diversas oportunidades disponíveis.

No entanto, nem todas conseguem ser adaptadas à rotina de cada um, que pode incluir afazeres do trabalho, faculdade e de casa.

Nesse caso, resta para o empreendedor bastante força de vontade e criatividade para não desistir de seu projeto.

Visando ajudar nesse processo, aqui estão algumas dicas para empreender com pouco dinheiro:

1. Desenvolva o que você faz de melhor

Um dos grandes erros de quem está começando a montar um negócio, é fazer atividades que não combinem com suas habilidades.

Somado à falta de recursos, isso só contribui para a má qualidade do seu produto ou serviço. Além de que, ao fazer algo que não gostamos, acabamos não nos motivando para fazer o projeto crescer.

Por isso, procure trabalhar com o que você já possui experiência, para que consiga exercer a atividade por conta própria e de forma eficiente.

Melhorando, assim, sua produção e a satisfação de seus clientes.

2. Invista somente no necessário

Outro grande problema ao iniciar um projeto, é usar o pouco dinheiro disponível em coisas não essenciais.

Quando não há investimento, o foco precisa ser na entrega do melhor serviço possível, e não na localização, por exemplo.

Por isso, evite gastar com itens secundários ou de luxo, e foque somente no principal para que seu empreendimento funcione corretamente.

Isso diminuirá as despesas para você e sua empresa, que já incluem os tributos, contas e gastos com logística.

3. Procure espaços mais baratos

Quando a empresa precisa de um espaço físico para funcionar, não tem como fugir.

No entanto, mesmo com essa obrigação, existem várias alternativas para gastar menos dinheiro, como:

  • Trabalhar em home-office, transformando um espaço de casa;
  • Utilizar espaços de coworking, junto à outros profissionais;
  • Adaptar automóveis, no caso do ramo de alimentação.

Isso facilita a vida de quem necessita de espaços físicos para reuniões ou interações diretas com clientes.

4. Cogite um negócio digital

Abrir um negócio digital tem sido uma grande opção para as pessoas que não possuem muito dinheiro para investir em um projeto.

No entanto, ao contrário do que muitos pensam, não são apenas os pequenos negócios que estão na internet.

Na verdade, as empresas em maior crescimento no mercado estão presentes no espaço digital.

Isso se dá aos diversos benefícios dessa forma de comércio, que são:

  • Flexibilidade de horário;
  • Acessibilidade;
  • Facilidade de atingir muitas pessoas;
  • Investimento inicial reduzido;
  • Escalabilidade.

Por conta disso, vale a pena analisar se seu projeto pode ser adaptado ao ambiente digital. Isso impulsionará de forma considerável o seu potencial de vendas.

5. Invista na presença digital

Essa dica vale tanto para os negócios digitais quanto físicos. O que antes era um diferencial, hoje tem se tornado uma obrigação para os empreendedores.

Isso porque mais da metade dos brasileiros já possuem conexão com a internet, o que significa um público gigante a ser alcançado.

É essa realidade que tem ampliado os resultados de diversos negócios, fazendo  marcas serem conhecida pelo grande público.

Por conta disso, vale a pena adotar estratégias de marketing online e introduzir seu negócio nas redes sociais.

6. Defina um nicho de mercado

Um nicho de mercado é como um grupo específico dentro da grande massa de consumidores.

Esse grupo é caracterizado como nicho por ter interesses e necessidades semelhantes entre si, mas que não são bem atendidas.

Isso ocorre, pois as empresas comuns são mais direcionadas para os interesses gerais do público consumidor.

Dessa forma, definir um nicho de mercado pode representar uma grande oportunidade para o desenvolvimento ou crescimento de um negócio.

Além disso, fica mais fácil entender exatamente as necessidades e oferecer aquilo que o consumidor procura.

Tudo isso sem exigir um  grande investimento para competir com outros negócios mais estabelecidos no mercado.

7. Determine seu objetivo e mantenha-o em mente!

Quando não se tem uma meta, é satisfatório chegar em qualquer lugar. Por isso, se você deseja fazer seu negócio crescer, mesmo sem dinheiro, é preciso ter um objetivo bem definido.

É orientando-se nele que você deve desenvolver suas estratégias e ficar motivado para enfrentar as dificuldades que irão surgir. Acompanhe a nossa carta do fundador, com conteúdos diários e gratuitos!

Acesso rápido

Compartilhe:

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no email
Arthur Dantas Lemos

Arthur Dantas Lemos

Especialista em Finanças Corporativas pela Fundação Getúlio Vargas. É formado pelo Programa de Profissionais do Mercado Financeiro da Bolsa de Valores de São Paulo e pelo Programa CVM de Professores para Mercado de Capitais, Avaliador de Empresas pela NACVA - National Association of Certified Valuators and Analysts (EUA). Fundou a Empreender Dinheiro para democratizar o acesso à Educação Financeira de Alto Poder Transformacional e já impactou diretamente mais de 50.000 pessoas em suas soluções educacionais.

Comentários:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Últimos artigos