Home Blog Empréstimo para pagar dívidas: 4 itens que requer atenção

Empréstimo para pagar dívidas: 4 itens que requer atenção

emprestimo para pagar dividas

empréstimo para pagar dívidas é uma alternativa que muitas pessoas em situação financeira difícil recorrem para conseguir algum tipo de sobrevida financeira. 

O empréstimo para pagar dívidas funciona por meio da contratação de um crédito em alguma instituição financeira para cobrir o valor de uma dívida precária. Por vezes, é negociado valores mais acessíveis em relação a juros e parcelas. 

Então, o empréstimo para pagar dívidas é um tipo de substituição de débitos feito com a intenção de diminuir as taxas pagas para a instituição financeira que é dona do primeiro crédito. Ele pode ter vários fins, mas geralmente tem por objetivo encerrar a dívida e limpar o nome do consumidor.

Como pedir um empréstimo para pagar a dívida?

Tente renegociar a dívida 

Não se assuste com o valor da sua dívida completa. Este é apenas o valor que você está sendo cobrado, mas não necessariamente é o que você vai pagar. 

Aproveite oportunidade, como por exemplo, o Feirão limpa nome da Serasa, onde você consegue descontos de até 95% da sua dívida 

Além do feirão, a dívida pode ser negociada diretamente com o credor. Normalmente para conseguir bons descontos é necessário que o montante seja pago de uma vez ou em poucas parcelas. 

Existem vários benefícios em tentar renegociar a dívida, sendo eles: 

  • Diminuir o montante que deve ser pago;
  • Limpar o nome com mais facilidade; 
  • Evitar problemas com o credor. 

Compensa fazer um empréstimo para pagar dívidas? 

Antes de tomar um novo empréstimo, é preciso estar atento a alguns pontos, como: 

Estar atento à taxa de juros ~

O novo empréstimo tem que ter benefícios em relação aos juros. Se a taxa de juros for muito alta, o negócio pode não apresentar vantagem em relação a sua atual dívida. 

Então, procure opções de crédito em que as taxas de juros sejam bem menores. Crédito consignado pode ser uma ótima opção nesse caso. 

Valor das parcelas 

Cuidado com o valor das parcelas. Não adianta pedir empréstimo se você não vai ter condições de arcar com o pagamento. O ideal é que o valor das parcelas não ultrapasse os 30% totais da sua renda.  

Portanto, mesmo em situações que pareçam “únicas”, só estabeleça compromissos financeiros se você tiver certeza que vai conseguir honrar os compromissos. É necessário muito cuidado, já que o que gera dívidas é justamente o estabelecimento de compromissos financeiros que a pessoa não consegue arcar 

Procure por instituições financeiras com credibilidade 

Cuidado com golpes! Se o empréstimo realmente for necessário, busque instituições e bancos com credibilidade. 

 

 

Qual a importância de implementar a reorganização financeira?

O maior motivo para as pessoas contraírem grandes dívidas é simples: elas gastam mais do que o seu orçamento permite. 

Por isso, uma boa organização financeira é importante para que você não se endivide, e ainda mais, possa até mesmo investir o excedente!  

É muito importante ter na ponta da caneta toda os custos e renda, e ainda reavaliar sempre que necessário os gastos dispensáveis.  

Deu para perceber que existem várias situações em que buscar empréstimo para pagar dívidas é muito vantajoso, como quando as taxas são inferiores ou quando se consegue uma ótima renegociação da dívida. O ideal é validar se o empréstimo é realmente necessário e se caso for, buscar as opções com menores taxas e que cabem no seu bolso.

Escrito por

Especialista em Finanças Corporativas pela Fundação Getúlio Vargas. É formado pelo Programa de Profissionais do Mercado Financeiro da Bolsa de Valores de São Paulo e pelo Programa CVM de Professores para Mercado de Capitais, Avaliador de Empresas pela NACVA - National Association of Certified Valuators and Analysts (EUA). Fundou a Empreender Dinheiro para democratizar o acesso à Educação Financeira de Alto Poder Transformacional e já impactou diretamente mais de 50.000 pessoas em suas soluções educacionais.

Compartilhe conosco suas experiências

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *