Home Blog Equity crowdfunding: como funciona essa forma de investimento?

Equity crowdfunding: como funciona essa forma de investimento?

Conseguir um financiamento ou até mesmo pegar dinheiro com o banco não é uma alternativa viável para algumas empresas. Atrelado a isso, algumas pessoas que têm o interesse de investir não desejam as ações da bolsa e com isso, partem para um equity crowdfunding.

O equity crowdfunding funciona por meio de um financiamento de startups e empresas através de plataformas digitais. Através da concessão desse aporte financeiro, as empresas permitem que os investidores ganhem uma participação societária.

Então, equity crowdfunding é uma forma de investimento pautado no financiamento de empresas, geralmente, startups.

Por sua vez, as empresas já estão em um estado de desenvolvimento, mas buscam nesses investidores o capital necessário para uma mudança ou upgrade.

Qual a diferença entre financiamento coletivo e equity crowdfunding?

equity-crowdfunding

Existem algumas modalidades de investimento coletivo, entre elas, a mais conhecida “vaquinha online”.

A modalidade da vaquinha ou financiamento coletivo busca unir pessoas em prol de uma causa, marca, produto ou serviço e no fim, concede brindes e outros.

Por isso, a vaquinha é totalmente diferente do investimento através das plataformas de equity crowdfunding. Esse tipo de investimento em conjunto busca unir investidores (potenciais sócios participativos) com startups ou empresas que já estão em desenvolvimento.

Com o equity crowdfunding, os investidores buscam investir em startups com o intuito de deter melhores lucros e retornos sobre o que foi investido. Na vaquinha, eles buscam a realização de determinado projeto, o que pode gerar algum retorno, mas não especificamente financeiro.

Portanto, existem duas modalidades de investimento coletivo:

Crowdinvesting: modalidade de investimento coletivo em que empresas ou startups buscam o financiamento através de terceiros;

Crowdfunding: modalidade de captação de recursos em que um grupo de pessoas que concedem valores monetários diversos em prol de uma causa.

O que é necessário para fazer o equity crowdfunding?

Equity crowdfunding é legal? Segundo a Comissão de Valores Mobiliários (CVM), é uma forma válida e legal de investimento. Inclusive, foram estabelecidas algumas regras para organizar e reduzir os riscos desse tipo de investimento.

Para fazer equity crowdfunding, de acordo com os padrões previstos pela CVM, é necessário:

  • Divulgar riscos que envolvem o projeto;
  • É obrigatório divulgar ou dar acesso às informações como: dados financeiros da empresa e situação atual (se possível, perspectivas ou projeções);
  • Divulgar o valor pretendido (ou meta) nessa captação de recursos;
  • Estabelecer quais termos e condições para esse investimento (assim como, o que será oferecido);
  • Estabelecer ou deixar entendido o tipo de captação escolhida;
  • Tornar explicito o percentual de participação que a startup (ou empresa) irá conceder para os investidores;
  • Na oferta, conter o prazo de encerramento da operação de captação.

Quais são as vantagens do equity crowdfunding?

A não ser em alguns tipos de rendimento de renda fixa, que tendem a serem mais seguros, porém com baixa rentabilidade, a grande maioria dos investimentos apresentam riscos e consequentemente, vantagens.

No equity crowdfunding, essa perspectiva não é diferente.

Existe um risco maior, pois nesse tipo de investimento a valorização será a partir da consolidação do negócio, experiência da equipe envolvida, inovação, entre outros fatores.

Por isso, entre as vantagens do equity crowdfunding estão:

Para as empresas e startups:

  • Funciona como uma alternativa em comparação com os bancos e a bolsa de valores (nesse caso, não é necessário abrir o capital para a bolsa ou atuar com a pressão de uma instituição financeira);
  • Capitação de recursos necessários para realizar um projeto ou impulsionar o negócio.

Para o investidor:

  • Menores juros ou melhor capitalização dos recursos: diferente de uma casa de corretagem em que se paga a uma taxa ou dos bancos que cobram pelo serviço de gerir os investimentos;
  • Maximização de ganhos: essa novas empresas ou startups podem apresentar um aumento em potencial e gerar melhores lucros. Especialmente se for destinado para venda das ações posteriormente;
  • Algumas modalidades apresentam baixo custo de investimento: por volta dos R$1.000 em Equity Crowdfunding imobiliário.

Por fim, o equity crowdfunding é uma maneira viável de destinar uma parte de uma carteira de investimentos para obter um bom retorno em longo prazo. Contudo, ele deve ser encarado como um investimento de risco, sendo interessante averiguar as empresas em que se deseja investir e realizar as determinadas projeções sobre o negócio. Para mais dicas como essa, assine nossa newsletter no WhatsApp!

Escrito por

Especialista em Finanças Corporativas pela Fundação Getúlio Vargas. É formado pelo Programa de Profissionais do Mercado Financeiro da Bolsa de Valores de São Paulo e pelo Programa CVM de Professores para Mercado de Capitais, Avaliador de Empresas pela NACVA - National Association of Certified Valuators and Analysts (EUA). Fundou a Empreender Dinheiro para democratizar o acesso à Educação Financeira de Alto Poder Transformacional e já impactou diretamente mais de 50.000 pessoas em suas soluções educacionais.

Compartilhe conosco suas experiências

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *