Home Blog ERP: conheça o Sistema Integrado de Gestão Empresarial!

ERP: conheça o Sistema Integrado de Gestão Empresarial!

erp

Um grande problema, seja em pequenas ou grandes empresas, é a perda de tempo com processos extensos de gerenciamento. E justamente para solucionar essa questão, existe o ERP.

O ERP funciona compactando todos os dados de uma empresa e utilizando-os para fazer diagnósticos e buscar produtividade e redução de custos.

Mas o que é ERP?

erp

O ERP, sigla em inglês para Enterprise Resource Planning ou Sistema Integrado de Gestão Empresarial, é um software para a gestão de empresas.

Suas inúmeras funcionalidades podem contribuir bastante para toda a estruturação dos processos de um negócio, sejam eles internos ou externos.

Assim, fazendo a análise de dados e processos e possibilitando ao gestor tomadas de decisões mais eficientes para a empresa.

História do ERP

Apesar de moderno, o início do seu desenvolvimento se dá há mais de 100 anos a partir do  modelo EOQ (Economic Order Quantity) criado por Ford Whitman Harris para programar a produção.

Por vários anos o modelo EOQ foi utilizado, até que uma fabricante de ferramentas chamada Black and Decker desenvolveu uma solução ainda mais eficaz para o planejamento de suas necessidades.

Esse novo método foi chamado de MRP (Material Requirements Planning), que soma alguns conceitos do EOQ e os integra a um computador.

Após alguns anos de utilização, ela foi atualizada para o modelo MRP II (Manufacturing Resource Planning) em 1983.

A partir desse momento, já haviam diferentes componentes de software capazes de integrar informações sobre inúmeras atividades da empresa em diversos setores.

Enquanto a tecnologia foi evoluindo, o MRP II também, sendo utilizado em diferentes áreas, como:

Assim, sendo denominado de ERP.

Como funciona a ERP dentro das empresas?

Resumidamente, o sistema ERP ajuda o gestor a saber sobre as entradas e saídas no caixa da empresa, além dos resultados das vendas e processos de estoque.

No entanto, além disso, ele apresenta dados sobre a equipe, possibilitando a gestão por competências, onde se observa a produtividade de cada colaborador.

Isso só é possível pois o ERP é um software que deve ser implementado em todos os departamentos da empresa, ajudando a integrar todas as informações em um só lugar.

Assim, tornando a visualização e análise dos dados mais rápida, clara e eficiente. Além de melhorar a comunicação entre as diferentes áreas.

Exemplos de utilização

Com esse software, qualquer área consegue acompanhar o andamento de outra. Podemos utilizar o estoque como exemplo:

Caso a equipe de vendas deseje promover melhor algum produto, é possível descobrir se existe um bom nível de estoque de segurança dele.

Além disso, para alavancar o desejo dos consumidores pelo produto, o setor de marketing pode promovê-lo caso perceba que ele está com um baixo nível de vendas e, consequentemente, parado no estoque.

Como se divide o Sistema ERP?

A função do ERP é oferecer um fácil controle das áreas da empresa, assim conseguindo suprir todas as suas necessidades. São elas:

Para isso, ele se divide em três partes: apresentação, processamento lógico e armazenagem de dados.

A parte de apresentação é a que inicia o sistema, possibilitando o acesso e preenchimento de dados. É ela que transmite as informações de maneira simples e prática para o gestor.

Já o processamento lógico é a parte onde as informações enviadas são integradas nos diferentes módulos do sistema.

Essa camada está sempre sujeita a novas atualizações com o objetivo de aperfeiçoar a performance e melhorar a segurança do ERP.

Por fim, existe a armazenagem, responsável por estocar todas as informações obtidas em um banco de dados ou nuvem.

Qual a diferença entre ERP e CRM?

Como já dito, o ERP é um sistema em software que interliga diferentes setores de uma empresa.

Isso faz com que diversos procedimentos sejam simplificados e se tornem mais ágeis dentro da rotina do negócio.

Além disso, com a armazenagem, todas as informações ficam guardadas em um banco que dados que pode ser acessado em qualquer momento que seja necessário.

Já o CRM é outro tipo de software, esse com foco nas vendas. Ele permite ao gestor a inclusão de diversas informações sobre clientes e relações comerciais em diferentes estágios.

Seu objetivo é tornar o relacionamento comercial da empresa mais eficiente e demonstrar possíveis problemas no processo de vendas.

Qual a importância de ter um ERP?

A função principal do Sistema ERP é justamente facilitar o gerenciamento das empresas através da automatização de inúmeros processos e integração das diferentes áreas.

E por conta disso, ele é uma excelente solução para empresas que busquem  redução de custos e tempo com atividades prolongadas.

Entre as diversas vantagens do ERP, estão:

  • Automatização de processos;
  • Eliminação de retrabalhos;
  • Melhoria na comunicação interna;
  • Aumento de produtividade
  • Facilidade de análises importantes.

Como escolher bem um ERP para a minha empresa?

É importante buscar um software que ofereça soluções completas para as necessidades do negócio, de acordo com suas características.

Não adianta pagar por um sistema mais avançado e completo se suas prioridades forem atendidas por um mais básico.

Por isso, determine exatamente as áreas da empresa que necessitam da automação proporcionada pelo ERP.

Como descobrir se a sua empresa precisa do sistema?

Existem alguns sinais que podem ajudar o líder a identificar se o Sistema ERP é uma necessidade real da empresa.

Geralmente, quando a equipe gasta muito tempo em tarefas que já são possíveis de serem automatizadas, como preenchendo formulários, por exemplo.

Ou também quando o gestor possui dificuldade em acessar informações sobre as áreas da empresa e não consegue tomar decisões seguras sobre o negócio.

No entanto, o sinal mais crítico de que a empresa necessita automatizar seus processos é quando se tem dificuldades em acompanhar números e resultados.

Esse tipo de problema pode prejudicar o desenvolvimento e manutenção da empresa.

Portanto, caso alguns desses fatores sejam percebidos, a empresa pode estar precisando de uma melhoria em seus processos.

Por que investir em um ERP para pequenas empresas?

Muitas pessoas no mundo do empreendedorismo acabam tendo uma má impressão sobre a importância de um bom ERP para seus negócios.

E principalmente para as pequenas empresas,  que lidam mais diretamente com controle financeiro, comercial e de estoque, a automatização é bastante eficiente.

Por conta dessa característica, diversos pequenos negócios acabam quebrando ou se afundando em dívidas, se enfraquecendo dentro do mercado ao longo do tempo.

Portanto, não deixe de lado os benefícios do ERP e continue buscando bons conteúdos sobre gestão. Para ajudar nisso, baixe o Ebook: 10 Melhores Livros sobre Finanças e Empreendedorismo!

Escrito por

Especialista em Finanças Corporativas pela Fundação Getúlio Vargas. É formado pelo Programa de Profissionais do Mercado Financeiro da Bolsa de Valores de São Paulo e pelo Programa CVM de Professores para Mercado de Capitais, Avaliador de Empresas pela NACVA - National Association of Certified Valuators and Analysts (EUA). Fundou a Empreender Dinheiro para democratizar o acesso à Educação Financeira de Alto Poder Transformacional e já impactou diretamente mais de 50.000 pessoas em suas soluções educacionais.

Compartilhe conosco suas experiências

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *