Home Blog Vale a pena fazer um estágio não remunerado? Confira os prós e contras

Vale a pena fazer um estágio não remunerado? Confira os prós e contras

estagio nao remunerado

Iniciar no mundo profissional pode ser uma tarefa árdua. Precisamente, o estágio não remunerado atua nessa necessidade de apresentar uma experiência profissional para o estudante.

O estágio não remunerado funciona como um vínculo entre instituição educacional e empresas para inserção de estudantes na vida profissional e mercado de trabalho.

Estágio não remunerado é uma modalidade obrigatória de estágio que não apresenta retorno financeiro. Entretanto, ele apresenta um ganho de conhecimento, experiência profissional e histórico de trabalho para incrementação curricular.

A diferença entre estágio não remunerado e o comum

No mundo dos estágios, existe duas modalidades: os obrigatórios e não obrigatórios.

Pensando assim, há claramente diferença entre estágio remunerado e não remunerado que vai para além do valor financeiro.

O estágio remunerado se apresenta como uma atividade complementar opcional e deve ter uma bolsa auxilio.

Já o estágio sem remuneração é uma atividade da grade e carga horária universitária. O estágio voluntário não apresenta uma remuneração e para realizá-lo, é necessário:

  • Estar matriculado em uma instituição de ensino e ter regularidade de frequência.;
  • Fazer parte de um curso que apresente obrigatoriedade de estágio;
  • As funções desenvolvidas no estágio devem ser concomitantes com a área de conhecimento e de curso do estudante;
  • Deve-se assinar um termo de compromisso de estágio, entre a instituição de ensino e a empresa;
  • É preciso ter um professor orientador que acompanhe o estágio, além de um supervisor da área para acompanhar as atividades.

Entenda como funciona o estágio não remunerado

A ideia de um estágio voluntário ou não remunerado é apresentar a área profissional do curso para os estudantes.

Dessa forma, eles conseguem obter uma experiência profissional, desenvolver a educação financeira e colocar determinados preceitos do seu curso em prática.

Mas, como funciona o estágio não remunerado? Ele funciona através de uma conexão entre a universidade ou instituição de ensino e determinadas empresas parceiras.

Através dessa ligação, a instituição recebe uma oferta de vagas de estágio e conecta seus estudantes aos cargos.

Contudo, essa oferta não vem em momentos aleatórios, existe um período do curso universitário que já é determinado para isso.

Esse momento é salientado na grade curricular e tende a acontecer nos períodos entre o meio e o final do curso.

As vantagens do estágio sem remuneração

Apesar de não ter remuneração, existem algumas vantagens do estágio não remunerado que podem ser pontos decisivos em uma jornada profissional, entre elas:

  • Experiencia e conhecimento sobre a área profissional em questão;
  • Possíveis contatos-chave da sua área;
  • Possibilidade de efetivação;
  • Simulação da vida profissional: amadurecimento e responsabilidade. Preparação prática para vida profissional uma vez que será cobrado uma organização de tempo, comprometimento e divisão de tarefas entre estudo, trabalho e lazer;
  • Registro de experiência profissional prévia: apresentando assim, um histórico ou repertório profissional que auxiliará nas próximas seleções de emprego ou estágios.

Como funciona o contrato de estágio

Relativo ao contrato de estágio não remunerado, ele é realizado entre a instituição de ensino e a empresa em questão. O estágio é firmado por meio de um termo de compromisso.

Esse termo, serve para oficializar a relação de estágio entre as partes e consolidar se as atividades que serão executadas estão de acordo com a proposta do curso.

Os tópicos fundamentais que devem conter no termo de compromisso de estágio são:

  • Plano de atividades;
  • Horário de realização e jornada: condiz com o tempo de carga horária da cadeira de estágio não remunerado e é estabelecido pela instituição de ensino;
  • Duração do contrato ou termo de compromisso;
  • Negociação de benefícios caso seja estágio remunerado: auxílio-transporte e alimentação.

Em conclusão, é importante entender que o estágio não remunerado é uma parte crucial de um curso universitário. Ele é uma boa oportunidade de aprendizagem e de ganho de experiência profissional. Mais conteúdos relevantes? acompanhe a carta do fundador.

Escrito por

Especialista em Finanças Corporativas pela Fundação Getúlio Vargas. É formado pelo Programa de Profissionais do Mercado Financeiro da Bolsa de Valores de São Paulo e pelo Programa CVM de Professores para Mercado de Capitais, Avaliador de Empresas pela NACVA - National Association of Certified Valuators and Analysts (EUA). Fundou a Empreender Dinheiro para democratizar o acesso à Educação Financeira de Alto Poder Transformacional e já impactou diretamente mais de 50.000 pessoas em suas soluções educacionais.

Compartilhe conosco suas experiências

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *