Home Blog Folga financeira: como alcançar?

Folga financeira: como alcançar?

folga financeira 3

A folga financeira é o objetivo da maioria das pessoas. Isso porque, com ela, é possível fazer escolhas mais adequadas às nossas vontades e necessidades.

Entretanto, para alcançar a folga financeira, muitas vezes é preciso abrir mão de algumas atitudes irresponsáveis com o dinheiro.

Dessa forma, a folga financeira corresponde à liberdade de conseguir pagar todas as despesas e ter dinheiro sobrando no final do mês. Ou seja, viver de forma tranquila, sem a ansiedade financeira, ficando mais propenso a alcançar sonhos e objetivos.

O que significa viver com folga financeira?

folga financeira

A vida com a folga no orçamento é desejada por toda sociedade. Com ela, é possível alcançar metas que às vezes necessitam de uma condição financeira razoável.

Por esse motivo, problemas como endividamento (ou até superendividamento) e falta de organização monetária precisam ser eliminados da rotina.

Para isso, existem alguns passos que ajudam pessoas apertadas financeiramente a saber como fazer sobrar mais dinheiro ou se livrar mais facilmente das dívidas.

Faça um controle financeiro pessoal

Ter um controle financeiro pessoal não significa viver abrindo mão das suas preferências nem deixar o conforto de lado.

Na verdade, ele permite que a vida financeira seja compatível com a renda recebida mensalmente.

Um bom planejamento financeiro possibilita:

  • Analisar despesas e receitas;
  • Perceber gastos desnecessários;
  • Evitar desperdícios financeiros.

Por isso, dê a devida atenção ao seu orçamento pessoal desenvolvendo habilidades essenciais à boa saúde financeira.

Essa atitude irá promover a segurança financeira necessária para que você e sua família possam aproveitar ainda mais experiências.

Além disso, a satisfação e qualidade de vida causadas pelo fato de ter dinheiro suficiente para pagar contas, poupar e investir é impagável.

Gaste menos do que ganha

Ao escolher viver abaixo do padrão de vida, o primeiro passo a ser tomado deve ser gastar menos dinheiro do que se recebe.

Após detectar todos os gastos, é preciso entender quais não são necessários em sua vida e não agregam nenhum valor.

Os itens desnecessários podem ser:

  • Roupas sem uso;
  • Objetos quebrados ou danificados;
  • Enfeites e lembranças de viagens.

Eles são responsáveis por encher a casa e esvaziar a conta bancária.

Por isso, faça uma lista com suas reais necessidades, que podem incluir qualquer item de sua preferência que te faça bem de verdade.

Além disso, se as despesas como contas e assinaturas não estão deixando sobrar dinheiro no final do mês, é hora de repensar.

Depois, compare com o seu orçamento disponível para cada área. Talvez seja necessário repensar os hábitos de uso, economizar e cancelar alguns serviços pouco importantes.

Crie uma margem de segurança

Quando o assunto é tranquilidade financeira, a atitude que não pode ser ignorada é a criação de uma reserva de emergência.

Ela é extremamente importante na prevenção e segurança contra acontecimentos inesperados que podem ocorrer com qualquer um.

Uma reserva financeira deve ter uma quantia que possa sustentar seu custo de vida por uma certa quantidade de meses.

Esse custo de vida não inclui o lazer ou compras extras, mas sim as despesas e gastos mais fixos, como:

  • Valor gasto com combustível;
  • Despesas da casa (contas, aluguel e condomínio);
  • Gastos com alimentação.

Dessa forma, para saber como criar uma reserva de emergência, some esses valores e descubra seus gastos básicos mensais.

Uma boa margem de segurança cobre as despesas pelo período de 6 a 12 meses. Assim, se seu custo é R$1.000, a reserva mínima ideal seria R$6.000.

Crie uma opção de renda extra

Muitas vezes para sobrar dinheiro no final do mês, mesmo abaixando o padrão de vida, a renda atual não é suficiente.

Isso acontece, porque muitas pessoas estão endividadas e precisam arcar com esses altos gastos todo mês.

Por isso, uma boa maneira de sair do negativo e dar o primeiro passo para a folga financeira é criar uma opção de renda extra.

Existem diversas opções disponíveis, além das suas próprias competências que podem ser utilizadas para ganhar mais dinheiro.

Entre alguns exemplos de opções de renda extra, estão:

  • Criar uma loja virtual;
  • Revender produtos;
  • Dar aulas e consultorias;
  • Fazer e vender doces e salgados.

São diversas as formas de alcançar a folga financeira. Por isso, elimine gastos desnecessários, adeque-se ao seu padrão de vida e comece a poupar. Essas atitudes farão você sair do vermelho e aproveitar melhor a vida. Acompanhe a nossa carta do fundador com conteúdos diários e gratuitos!

Escrito por

Especialista em Finanças Corporativas pela Fundação Getúlio Vargas. É formado pelo Programa de Profissionais do Mercado Financeiro da Bolsa de Valores de São Paulo e pelo Programa CVM de Professores para Mercado de Capitais, Avaliador de Empresas pela NACVA - National Association of Certified Valuators and Analysts (EUA). Fundou a Empreender Dinheiro para democratizar o acesso à Educação Financeira de Alto Poder Transformacional e já impactou diretamente mais de 50.000 pessoas em suas soluções educacionais.

Compartilhe conosco suas experiências

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *