Forex: entenda como funciona esse mercado!

forex 10

Um bom investidor é aquele que busca estar sempre por dentro das alternativas possíveis (e legais) para aumentar seus rendimentos. Entre as várias existentes, temos o Mercado Forex.

O Forex é um tipo de investimento ainda não tão popular no Brasil, mas que oferece tanto benefícios quanto alguns riscos a quem deseja aplicar seu dinheiro.

Portanto, antes de investir no Forex, é preciso que você entenda como esse mercado funciona e quais as vantagens e desvantagens desse investimento.

O que é Forex?

forex

O Mercado Forex corresponde à uma abreviação da expressão Foreigner Exchange Market, que em português significa Mercado de Moeda Estrangeira ou resumidamente, Mercado de Câmbio.

Esse tipo de investimento, também chamado de FX, representa o mercado financeiro com maior destaque no mundo, superando as movimentações e transações das Bolsas de Valores de inúmeros países.

Criado em 1971, ele possui uma estimativa de movimentação de cerca de 5 trilhões de dólares.

Em seu período inicial, ele estava restrito apenas aos bancos e investidores institucionais. No entanto, com o avanço da tecnologia, começou a ser popularizado em todo o mundo.

Hoje, é possível realizar operações no Mercado Forex entre as 22:00 hrs dos domingos até às 22:00hrs das sextas-feiras.

No entanto, ele não é regulamentado pela CVM, órgão que supervisiona e regulamenta o mercado de ações e outros ativos semelhantes no território brasileiro.

E essa realidade faz com que nenhuma das corretoras de valores do país estejam habilitadas a oferecer esse tipo de aplicação financeira.

Mesmo assim, os investimentos no Forex não são proibidos no Brasil, podendo ser feitos através de corretoras de valores estrangeiras pela internet, chamadas de brokers.

As taxas cobradas por essas operações costuma variar de instituição para instituição.

Tipos de operações no Mercado Forex

A operação mais tradicionais feitas pelos traders (investidores do Forex) são chamadas de manuais, onde é preciso tomar as decisões de compra e venda por conta própria.

No entanto, é possível que isso seja feito de forma automática, através de softwares com uma estratégia programada.

Esses “robôs” analisam os gráficos do Forex, além de realizar as negociações até o certo risco determinado previamente.

Por exemplo:

A cada compra e venda, o software só poderá arriscar X% do seu capital de acordo com o limite estabelecido no chamado stop-loss.

Após isso, caso hajam rendimentos positivos, chamados de trade profit, a ordem limitante de risco é encerrada.

Como funciona o investimento no Forex?

As operações no Forex consistem na compra de uma moeda e a venda de outra de forma simultânea. Portanto, as moedas são negociadas em pares, como por exemplo: dólar e real.

Nesse tipo de investimento, o que é comprado não é as moedas, mas sim a relação monetária de troca (ou taxa de câmbio) entre elas.

De acordo com a variação dessas taxas, de acordo com o valor relativo das moedas é que motiva diferentes estratégias de investimento.

Mas vale lembrar que as cotações das moedas não variam rapidamente. Por isso, conseguir uma alta rentabilidade com esses investimentos deve ser um objetivo de longo prazo.

Mesmo que as operações sejam feitas em questão de minutos, de acordo com as mudanças no preço das moedas, é possível fazer operações que levam dias ou semanas para serem concluídas.

Exemplo de operação no FX

Se você imagina, através de um estudo macroeconômico, que o Dólar vai se valorizar em frente ao Real, seu investimento deveria ser nesse par de moedas, que seria demonstrado como BRL vs. USD.

Nesse caso, a moeda base seria o Real e o Dólar a moeda cotada, ou seja, você compraria os dólares utilizando o real para obter o lucro.

O preço do contrato dessas operações deve ser o valor do câmbio atual, como por exemplo:

BRL vs. USD = 1,00/4,00 = 0,25. ou R$1 = US$0,25

E é a partir de sua oscilação que se obtém o rendimento ou prejuízo da operação.

Portanto, após a concretização do cenário esperado ou não, essa paridade é vendida.

Alavancagem

Uma estratégia bastante conhecida no Mercado Forex é a operação de alavancagem.

Ela consiste em um tipo de empréstimo cedido pela corretora para que o trader consiga realizar operações com maiores quantias de dinheiro.

Por exemplo:

Caso você possua um montante de 10 mil reais disponíveis para investir, e a corretora permita uma alavancagem de até 100 vezes, você poderá operar até 1 milhão de reais.

Com um lucro de 10%, o ganho sem a alavancagem seria de R$1 mil. Já com a estratégia, de 100 mil.

O problema disso é que, assim como os lucros são potencializados, os prejuízos também são, já que o valor aplicado não é completamente seu.

Por isso, esse tipo de operação deve ser feita com o máximo de estudo e precaução.

Investimento em Forex no Brasil

A restrição do Mercado Forex no Brasil engloba até mesmo a criação de anúncios por corretoras estrangeiras.

Mas a real consequência da sua não regulamentação são os riscos envolvidos, já que o trader não tem nenhum resguardo financeiro ao fazer esse tipo de negociação.

Mesmo assim, o Banco Central do Brasil determina que as operações no Mercado Forex devem ser devidamente declaradas de acordo com as regras tributárias nacionais.

Quais são os riscos do Forex?

As movimentações financeiras realizadas no Mercado Forex envolvem grandes riscos de perda.

Diferentemente da Bolsa de Valores, que tem sua operações centralizadas, o Forex tem suas transações realizadas em diversas instituições.

Ainda comparando com os investimentos da bolsa, o mercado Forex tem um caráter ainda mais imprevisível.

Estatisticamente, o preço do câmbio só tem correlação com o preço do dia anterior.

Isto quer dizer que, se você quiser fazer uma análise gráfica utilizando informações sobre o valor do dólar de 1 mês atrás, provavelmente não será possível encontrar nenhuma informação relevante para sustentar a sua tese de investimento.

Existem também algumas desvantagens relacionadas à abertura de conta em uma instituição estrangeira, já que por não possuírem registro na CVM, não há garantia que elas realmente existam.

Além disso, alguns golpes financeiros como o acesso e uso dos dados cadastrados podem ocorrer, além de alterações nos valores e informações cambiais.

Por isso, é fundamental que você busque por instituições bem estabelecidas no mercado.

Lembrando que cada uma delas possuem suas próprias regras para a realização de saques, inclusive relacionadas a valores mínimos.

Conclusão

Sem dúvida alguma, o Mercado Forex oferece grandes possibilidades de rendimento para os seus investidores.

No entanto, suas operações não são baseadas na sorte ou azar do trader, mas sim em suas especulações desenvolvidas após uma boa análise e acompanhamento de variáveis e indicadores financeiros de todo o mundo.

Por isso, se você deseja virar trader e investir no Forex, busque aprender bastante sobre o funcionamento desse mercado. Assim, conseguindo se preparar para os desafios e riscos nele envolvidos.

Acesso rápido

Compartilhe:

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no email
Arthur Dantas Lemos

Arthur Dantas Lemos

Especialista em Finanças Corporativas pela Fundação Getúlio Vargas. É formado pelo Programa de Profissionais do Mercado Financeiro da Bolsa de Valores de São Paulo e pelo Programa CVM de Professores para Mercado de Capitais, Avaliador de Empresas pela NACVA - National Association of Certified Valuators and Analysts (EUA). Fundou a Empreender Dinheiro para democratizar o acesso à Educação Financeira de Alto Poder Transformacional e já impactou diretamente mais de 50.000 pessoas em suas soluções educacionais.

Comentários:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Últimos artigos