Conheça 7 gatilhos mentais para aumentar as vendas da sua empresa!

gatilhos mentais 2

Existem diversificadas ferramentas para aumentar os lucros dentro de uma empresa. Inclusive, alguns negócios utilizam gatilhos mentais para crescer o alcance de vendas de forma expressiva.

Os gatilhos mentais podem ser utilizados em diversas atuações de mercados, para pequenas, médias ou grandes empresas. O segredo para o sucesso em sua utilização é saber como fazer o uso correto desses instrumentos.

Os estímulos cerebrais chamados de gatilhos mentais influenciam nas tomadas de decisões. Ou seja, podem instigar de forma direta na percepção do potencial consumidor sobre o produto ou serviço, fazendo aumentar a probabilidade da aquisição.

Para que servem os gatilhos mentais?

gatilhos-mentais

O termo “gatilhos mentais” não é algo desconhecido da maioria das pessoas. É provável que, em algum momento da vida, se tenha ouvido falar sobre. Além disso, o uso dos gatilhos mentais não se restringe apenas para persuadir nas vendas.

Existem variadas formas de aplicação, mas de certo é que os gatilhos mentais da conquista tornam mais fáceis as relações em qualquer espaço. Seja ele pessoal, profissional e até mesmo no âmbito educacional.

Isso significa afirmar que, todas as decisões são tomadas, a princípio, no inconsciente. E só após essa avaliação inconsciente, existe a tomada de decisão consciente e os “poréns” na mentalidade racional.

Para mais, são variadas as formas de implementar os mecanismos de gatilhos mentais para vendas. Alguns deles são:

1. Escassez

Entre os gatilhos mentais para vender, está o gatilho da escassez. Essa ferramenta consiste em fazer com que o cliente perceba que o produto ou serviço oferecido é limitado.

Ou seja, o consumidor percebendo que o produto ou serviço possui um limite de distribuição, tende a ter medo de perder a oportunidade que é vista como única e adquire antes que acabe. Mas para isso funcionar bem, a oferta precisa ser atraente.

2. Reciprocidade

Se alguém faz um favor, é comum que quem recebeu o favor se sinta quase que obrigado a retribuir. Se alguém presenteia ou ajuda, a mesma coisa acontece. Esse é um dos mais conhecidos gatilhos mentais do consumo.

Aqui, a empresa deve primeiro oferecer algo que tenha realmente um valor para o potencial consumidor. Mas isso deve ser dado antes da realização de uma compra. É uma forma de potencializá-lo para se tornar um consumidor recorrente e atrair uma nova clientela.

3. Prova social

A frase “o de cima sobe, o debaixo desce” faz total sentido nesse gatilho, basta pensar em filmes e músicas que caíram no gosto do público. Quanto mais é exibido o filme ou quanto mais é tocada a música, mais tende a crescer exponencialmente.

Isso acontece porque as pessoas se inspiram umas nas outras e quando alguém aprova algo, quebra uma barreira para que outra pessoa aprove também. Assim, a prova social faz com que o negócio seja visto como positivo pelo público que visualiza a aprovação da sociedade.

4. Urgência

O gatilho da urgência funciona de forma similar ao gatilho da escassez. Ou seja, é explicado ao cliente que aquele produto ou serviço só estará disponível naquele determinado período. Após isso, não será possível adquiri-lo.

5. Autoridade

Frases com gatilhos mentais para vendas são bastante famosas, mas o uso recorrente pode se tornar algo batido e até cansativo para a percepção do cliente. O gatilho da autoridade traz um aspecto mais sólido para a compreensão do público.

Esse gatilho deve acontecer a partir de uma construção. Ou seja, a oferta de conteúdo gratuito de qualidade, a prova social e outra utilização de gatilhos. De maneira geral, o gatilho da autoridade é algo duradouro e que precisa ser sustentado ao longo do tempo.

6. Antecipação

O gatilho da antecipação também pode ser visto como o gatilho da novidade. Consiste em fazer o público ter vontade de adquirir um produto ou serviço através da criação de uma oportunidade inteiramente inovadora.

Assim, é possível criar um sistema antes do lançamento do produto ou serviço que conduza o consumidor ao objetivo final, que é comprar algo de qualidade que é diferente das outras coisas que estão sendo comercializadas em um mercado similar.

7. Segurança

A percepção de segurança é um gatilho essencial para fazer com que haja consumo do produto ou serviço oferecido. A utilização deve se basear não apenas na segurança no produto que está sendo comercializado, mas na segurança que o consumidor pode ter ao adquirir aquele determinado produto ou serviço.

Ou seja, aquilo que está sendo comprado sanará as suas necessidades. Esse é um gatilho mental indispensável para ter uma qualidade de venda e crescimento da possibilidade de lucros. Para mais dicas como essa, assine nossa newsletter no WhatsApp e receba ainda mais conteúdos gratuitos!

Acesso rápido

Compartilhe:

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no email
Arthur Dantas Lemos

Arthur Dantas Lemos

Especialista em Finanças Corporativas pela Fundação Getúlio Vargas. É formado pelo Programa de Profissionais do Mercado Financeiro da Bolsa de Valores de São Paulo e pelo Programa CVM de Professores para Mercado de Capitais, Avaliador de Empresas pela NACVA - National Association of Certified Valuators and Analysts (EUA). Fundou a Empreender Dinheiro para democratizar o acesso à Educação Financeira de Alto Poder Transformacional e já impactou diretamente mais de 50.000 pessoas em suas soluções educacionais.

Comentários:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Últimos artigos