Home Blog Gestão da Cadeia de Suprimentos: o que é e como fazer?

Gestão da Cadeia de Suprimentos: o que é e como fazer?

gestão da cadeia de suprimentos 1

Uma boa gestão da cadeia de suprimentos é fundamental para proporcionar controle e cooperação entre quem faz parte dessas atividades, como fornecedores, prestadores de serviços e consumidores.

Assim como todo negócio precisa se relacionar bem com clientes, investidores e parceiros, também é fundamental ter um bom relacionamento com fornecedores. E a gestão da cadeia de suprimentos pode contribuir para isso.

O que é a gestão da cadeia de suprimentos?

Também conhecida como Supply Chain Management (SCM), a gestão da cadeia de suprimentos é um processo que consiste no controle do fluxo de bens, serviços, finanças e informações de maneira integrada.

Essa união corresponde aos elementos responsáveis por uma cadeia de suprimentos, assim como as técnicas utilizadas para otimizar a cadeia, como: transporte, estoque e custo.

Por conta disso, esse processo inclui inúmeros setores de uma empresa, a fim de melhorar a qualidade de seus produtos ofertados e reduzir custos.

No entanto, vale destacar que o foco das empresas com o SCM deve estar sempre voltado para o bem estar de seus clientes, correspondendo aos seus interesses de preço e condições.

Além do setor logístico

gestão da cadeia de suprimentos

Quando se fala em gestão da cadeia de suprimentos, muitos gestores pensam apenas no cuidado logístico, relacionado aos fornecedores, pagamento de produtos e serviços prestados e estratégias de recebimento, estoque e distribuição.

Mesmo que essas atividades componham uma parte crucial dentro de uma empresa, a gestão da cadeia de suprimentos deve ir além, reconhecendo que um produto final é resultado do esforço acumulativo de diversos setores do negócio.

Além da compra, transporte, estocagem e venda, existe também o compartilhamento de informações estratégicas, adoção de políticas e esforço constante de integração.

Sendo assim, uma cadeia de fornecimento inclui, mas não se limita a:

  • Produtos entregues;
  • Gestão de relacionamento;
  • Obtenção de matérias-primas;
  • Desenvolvimento de produtos;
  • Gerenciamento de armazenagem;
  • Gerenciamento de relacionamentos com fornecedores;
  • Manter o fluxo de mercadorias;
  • Gestão de logística.

Um SCM pode ajudá-lo com as cadeias de suprimentos locais e globais, além de fornecer um sistema de cadeia de suprimentos com atividades claras e bem definidas.

Como fazer a gestão da cadeia de suprimentos?

Sendo uma tarefa bastante complexa, a gestão da cadeia de suprimentos deve ser realizada a partir da integração de vários setores da empresa.

Dependendo da necessidade, algumas companhias possuem áreas específicas para o SCM, com uma equipe responsável pela coordenação e tomada de decisões estratégicas centrais.

Mesmo assim, cada setor possui seu próprio papel nesse processo:

  1. Compras: lida com fornecedores e realiza pedidos de insumos e matérias-primas. Deve identificar as melhores oportunidades de negociação, preço e condições de pagamento;
  2. Estoque: onde são concentrados os produtos e insumos recebidos antes da venda. Precisa manter seu fluxo constante para tornar as estregas mais eficientes;
  3. Vendas: momento onde o preço e a qualidade final dos produtos são analisados. Esse departamento deve ser o principal fornecedor de informações sobre a satisfação dos clientes, já que lida diretamente com eles;
  4. Marketing: o foco do setor publicitário deve estar nas demandas futuras, buscando aumentar o volume de vendas. Esse setor também pode auxiliar na correção de falhas e problemas, como estoque parado, por exemplo;
  5. Jurídico: setor responsável pela conexão entre empresas e fornecedores, que deve ser transparente, justa e segura. Também é fundamental para arbitrar conflitos e assegurar os direitos da empresa;
  6. Tecnologia da Informação (TI): responsável pela otimização através da tecnologia, através de estratégias como: abertura de canais de comunicação, uso de assinatura eletrônica, rastreamento de comportamento de clientes, processamento de compras e estoque etc;
  7. Recursos Humanos: uma boa estratégia não é suficiente se a empresa não souber reter e valorizar talentos. Por isso, o setor de RH fica responsável por apontar a necessidade de treinamentos e melhorar a atuação das equipes a partir da capacitação e aproximação da equipe.

Como melhorar a Supply Chain Management?

A gestão da cadeia de suprimentos depende da integração de diferentes setores de uma empresa.

Para que isso ocorra de maneira eficiente, o gestor pode contar com algumas estratégias, como a criação de um setor especializado.

Ter uma equipe de pessoas trabalhando para garantir exatamente o bom funcionamento desse processo dá muito mais chances que ele ocorra de maneira eficiente e entregue os resultados esperados para a empresa e seus clientes.

Além disso, algumas ferramentas tecnológicas podem ser aliadas para a gestão e logística da SCM.

Vale lembrar que, apesar disso, cuidados básicos como ter uma rede de fornecedores qualificada e desenvolver um planejamento estratégico são extremamente importantes para uma boa gestão da cadeia de suprimentos.

Escrito por

Especialista em Finanças Corporativas pela Fundação Getúlio Vargas. É formado pelo Programa de Profissionais do Mercado Financeiro da Bolsa de Valores de São Paulo e pelo Programa CVM de Professores para Mercado de Capitais, Avaliador de Empresas pela NACVA - National Association of Certified Valuators and Analysts (EUA). Fundou a Empreender Dinheiro para democratizar o acesso à Educação Financeira de Alto Poder Transformacional e já impactou diretamente mais de 50.000 pessoas em suas soluções educacionais.

Compartilhe conosco suas experiências

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *