Home Blog O que faz um gestor de fundo de investimentos? Descubra!

O que faz um gestor de fundo de investimentos? Descubra!

gestor de fundo 2

Quem escolhe investir em um fundo de investimentos tem a obrigação e entender as obrigações do administrador e do gestor de fundo.

O gestor de fundo é o profissional que fica responsável pela seleção da carteira de investimentos que compõe o fundo.

Por isso, consequentemente, é o gestor de fundo quem decide quando e quanto comprar ou vender de cada um dos ativos pré-selecionados.

Apesar de poder ser desempenhada pelo próprio administrador, essa função costuma estar nas mãos de um profissional especialista credenciado pela CVM.

O que são fundos de investimento?

Os fundos de investimentos são formados por uma carteira de ativos financeiros.

Eles são disponibilizados por administradoras e funcionam através de um pagamento mensal sobre a administração da parte (cota) que foi adquirida.

Os principais fundos de investimento:

Existe uma grande diversificação de fundos de investimentos, no entanto, alguns se destacam:

Cada um funciona de forma distinta. Por isso, não existe uma “escolha certa”, mas sim as que condizem com a realidade que a pessoa que pretende investir.

O que é um gestor de fundo?

gestor de fundo

O gestor do fundo de investimentos é um profissional, pessoa física ou jurídica, que fica responsável por todas as aplicações realizadas no fundo.

Portanto, ele tem o poder de decidir quais os ativos financeiros que irão compor a carteira de seus clientes.

O objetivo disso é sempre buscar a melhor rentabilidade possível, a partir de análises sobre perspectivas de retorno, risco e liquidez.

Também conhecidos como gestores de ativos, eles procuram fazer o dinheiro dos investidores crescer de maneira constante a partir de um objetivo estabelecido.

Por isso, eles podem ou não escolher opções com maior risco no mercado financeiro.

Com a ajuda desse profissional, é possível investir em diferentes ativos e diversas classes, como:

  • Renda fixa;
  • Renda variável;
  • Fundos imobiliários;
  • Multimercado.

Deste modo, permitindo que investidores que não possuem muito capital possam investir em conjunto e obter bons resultados.

Qual o papel do gestor de fundo?

Os gestores de investimento são obrigados a cumprir diversas regras relativas ao comportamento com o capital dos investidores.

Por conta disso, não eles quem ficam com o papel de fiscalizar as empresas e ativos em que investem, utilizando sua experiência para evitar prejuízos.

Ele se relaciona com os intermediários para realizar as operações e emitir as ordens de compra ou venda em nome do fundo.

Sua responsabilidade principal é montar a carteira do fundo com os ativos de se adequem às condições estabelecidas com os investidores.

E como administrador de carteiras de valores mobiliários, ele têm o dever de:

  • Selecionar ativos com melhor perspectiva de rentabilidade;
  • Não escolher investimentos com risco superior ao acordado.

Assim, garantindo segurança e lucratividade para todos os participantes do fundo de investimentos.

Qual a diferença entre gestor e administrador de investimentos?

O administrador de investimentos é a instituição financeira que constitui e aprova o funcionamento do fundo, de acordo com seus objetivos e sua política de investimento.

Podem executar esse papel as pessoas jurídicas autorizadas pela CVM para o exercício profissional de administração de carteiras de valores mobiliários.

E durante suas atividades, são elas que ficam responsáveis pelos serviços relacionados ao funcionamento e manutenção do fundo, como:

  • Gestão de carteira;
  • Consultoria;
  • Atividades de tesouraria;
  • Escrituração;
  • Distribuição de cotas;
  • Custódia dos ativos;
  • Classificação de risco.

Além disso, cabe ao administrador de fundo a contratação de um auditor independente, registrado na CVM, para auditar anualmente as demonstrações contábeis do fundo.

Já o gestor do fundo, como visto, é quem fica responsável pela realização efetiva dos investimentos, decidindo quais os ativos que serão comprados ou vendidos durante o período definido.

Ele também tem poderes para exercer o direto de voto decorrente dos ativos financeiros detidos pelo fundo.

Investir em fundos é seguro?

É importante lembrar que os fundos de investimentos não são garantidos pelo FGC (Fundo Garantidor de Crédito), como no caso dos CDBs, LCIs e LCAs.

O FGC é uma garantia de até R$260 mil por CPF, que protege as aplicações caso haja uma quebra do banco emissor.

Mas, mesmo assim, caso haja uma quebra da instituição financeira em que o fundo esteja sendo investido, não existe a mistura do patrimônio do fundo de investimento com a instituição.

Isso porque o fundo possui um CNPJ próprio.

Ou seja, a administração do fundo de investimentos pode ser modificada para outra instituição e assim, continuar rendendo.

Em resumo, os únicos riscos envolvidos nos fundos estão relacionados ao risco do próprio investimento, que pode ser conservador, moderado ou agressivo.

Por que escolher um gestor de fundos de investimento?

Um gestor de fundos de investimento é um profissional com bastante experiência no mercado, geralmente preparado para enfrentar crises evitando grandes prejuízos.

No entanto, para saber de vale a pena ou não investir através de fundos de investimentos, é preciso analisar suas próprias características, além de seus objetivos.

Caso você seja uma pessoa que estuda frequentemente sobre o mercado, talvez a falta de liberdade relacionada ao fundo te incomode.

No entanto, em casos onde o investidor está iniciando no mercado financeiro, sem os devidos conhecimentos para se arriscar, mas ainda deseja ter altos rendimentos, contar com um gestor de fundo pode ser uma boa alternativa.

Em geral, é importante que você possua uma carteira de investimentos diversificada, seja ela criada pelos fundos ou não.

Por isso, com o gestor de fundo ou não, não deixe de estudar e pesquisar sobre as perspectivas do mercado. Essa é a melhor forma de garantir excelentes resultados em seus investimentos.

Escrito por

Especialista em Finanças Corporativas pela Fundação Getúlio Vargas. É formado pelo Programa de Profissionais do Mercado Financeiro da Bolsa de Valores de São Paulo e pelo Programa CVM de Professores para Mercado de Capitais, Avaliador de Empresas pela NACVA - National Association of Certified Valuators and Analysts (EUA). Fundou a Empreender Dinheiro para democratizar o acesso à Educação Financeira de Alto Poder Transformacional e já impactou diretamente mais de 50.000 pessoas em suas soluções educacionais.

Compartilhe conosco suas experiências

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *