Home Blog Governança Corporativa: 8 princípios de uma boa gestão

Governança Corporativa: 8 princípios de uma boa gestão

governanca corporativa

A governança corporativa é objeto de grande discussão no mundo dos negócios e empreendedorismo.

No caso, a governança corporativa funciona através da gestão e administração de recursos de uma empresa. Assim, proporcionando benefícios financeiros e recursos humanos para um projeto ou negócio.

O que é governança corporativa?

A governança corporativa, ou gestão corporativa, é uma forma de administração que busca instaurar costumes, leis e processos de uma empresa.

Seu intuito é alcançar determinados resultados preestabelecidos, sejam eles comerciais, sociais, financeiros e outros.

Por exemplo, uma empresa pode ter uma governança corporativa orientada para a sustentabilidade.

Ou seja, quer dizer que seus gestores estarão ativamente preocupados com a redução de danos ambientais e medidas mais sustentáveis nos processos que envolvem o negócio.

Para que serve a governança corporativa?

Através da governança corporativa, os administradores garantem o alinhamento com os interesses dos donos.

Por exemplo, a PepsiCo. preferia que seus funcionários não consumissem outras bebidas em seu estabelecimento. Então, isso entrou no código de conduta da empresa.

Porém, no âmbito corporativo, isso vai para os interesses e estratégias que estão sendo aplicadas para desenvolver a empresa e/ou negócio, quase como um processo de prestação de contas.

Esse processo de prestação é importante, pois através dele são minimizados impactos de algumas escolhas e permite acompanhar como os processos são conduzidos.

Assim, é possível alinhar com mais precisão o modo de operação.

Nesse ponto, ela tem um aspecto burocrático, com algumas regras e restrições de autonomia, com forte atuação por meio das auditorias.

O que é Compliance?

Compliance é um termo em inglês derivado do verbo Comply (agir de acordo com uma instrução, obedecer um comando).

Ele é comumente usado como sinônimo para a governança corporativa.

Compliance e governança corporativa

Por vezes, o termo compliance no mundo corporativo e institucional é traduzido como “governar” e significa: conjunto de disciplinas que surgem para fazer com que sigam as normas, regulamentações e políticas propostas no escopo da empresa.

Além disso, o compliance também pode ser tratado como cargo responsável por:

  1. Auxiliar que os funcionários de uma empresa sigam de acordo com a norma;
  2. Estabelecer novas regras;
  3. Intercomunicar com os gestores e superiores;
  4. Detectar desvios ou inconformidades que podem ocorrer no dia a dia.

Quais os princípios da governança corporativa?

governanca corporativa 2

Agora que falamos sobre o compliance e alguns aspectos negativos e benefícios da governança corporativa, vamos para os princípios da governança corporativa.

São eles:

  1. Participação: a governança deve fazer valer a participação dos membros de um negócio, projeto ou empresa. É preciso estimular a liberdade de expressão;
  2. Estado de direito: significa que a governança deve estar sempre apoiada nos instrumentos legais, normais e regras da sociedade, sem desvirtuá-la em seus princípios;
  3. Transparência: as  informações sobre desempenho econômico e financeiro devem estar disponíveis para acesso (especialmente para investidores);
  4. Responsabilidade: é dever das instituições servir a sociedade como um todo e não apenas os seus criadores, os seus processos demandam cumprimento de prazos e acordos;
  5. Orientação por consenso: decisões devem ser tomadas de acordo com os diversos interesses. Por isso, uma boa governança tenta mediar e chegar em um consenso, uma concordância sobre qual caminho seguir;
  6. Igualdade e inclusividade: as decisões devem permitir que todos não se sintam excluídos, especialmente os membros mais vulneráveis da sociedade. Assim, se mantém um nível maior de oportunidade e bem-estar;
  7. Efetividade e eficiência: boa governança representa resoluções eficazes e soluções de problemas com recursos reduzidos;
  8. Prestação de conta (accountability): envolve assumir integralmente as consequências dos atos. Vai além da transparência, é um dever latente de transmitir e prestar contas, sendo fácil de fiscalizar.

Vale a pena implementar governança corporativa?

A governança corporativista permite uma maior aplicação de um planejamento orientado a norma, ao cumprimento de deveres e valores de uma instituição ou empresa.

Como existem diversos tipos de gestão você mesmo pode personalizar o seu conceito de governança e praticar aquilo que condiz mais com o seu negócio.

Por isso, ao pensar sobre a governança corporativa, por mais que possa parecer algo engessado, se é um negócio de grande porte, pode fazer sentido reavaliar, adaptar e aplicar essa metodologia para assegurar maior assertividade de conduta.

Escrito por

Especialista em Finanças Corporativas pela Fundação Getúlio Vargas. É formado pelo Programa de Profissionais do Mercado Financeiro da Bolsa de Valores de São Paulo e pelo Programa CVM de Professores para Mercado de Capitais, Avaliador de Empresas pela NACVA - National Association of Certified Valuators and Analysts (EUA). Fundou a Empreender Dinheiro para democratizar o acesso à Educação Financeira de Alto Poder Transformacional e já impactou diretamente mais de 50.000 pessoas em suas soluções educacionais.

Compartilhe conosco suas experiências

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

connect

we'd love to have your feedback on your experience so far

bicycle