Inbound marketing: Saiba tudo sobre essa estratégia!

inbound marketing

Também chamado de Novo Marketing, o Inbound Marketing é uma estratégia voltada para a obtenção de clientes por meio da produção de conteúdos.

Dessa forma, o Inbound Marketing faz com que o ciclo comum de vendas seja invertido, ou seja, que o público corra atrás da empresa.

Mas o que é o Inbound Marketing?

Inbound Marketing

O Inbound Marketing inclui qualquer estratégia de marketing que tenha o interesse de atrair o interesse das pessoas. Assim, fazendo com que elas consumam determinados produtos ou serviços.

Também chamado de Marketing de Atração, ele trabalha a partir de três pilares principais:

  • SEO;
  • Marketing de conteúdo;
  • Uso de Mídias Sociais.

Essa produção de conteúdo em diferentes canais é feita a partir de uma preparação prévia e de forma acessível. Ou seja, deve estar no formato adequado, no momento ideal e no local certo.

Assim, onde o cliente buscar, ele vai achar a empresa.

Como funciona o Inbound Marketing?

O Marketing Inbound tem como prerrogativa a conversão de estranhos em clientes e, posteriormente, desses clientes em promotores da marca.

Ele acontece por meio de diversos canais, como:

  • E-books;
  • Infográficos;
  • Blogs;
  • Mídias digitais.

Através desses canais, toda a produção é desenvolvida de forma não interruptiva. Ou seja, ao contrário de anúncios na TV, tradicionais do Outbound, suas campanhas alcançam o cliente a partir de seu próprio interesse.

Tudo isso é feito por meio de 4 etapas do Inbound, que são:

1. Atração

A etapa inicial do Inbound é desenvolvida por meio de posts em blogs, redes sociais e o uso do SEO para a otimização de sites e landing pages.

Essas ações servem para aumentar o tráfego no site da empresa de maneira orgânica, ou seja, sem o uso de anúncios.

Para que a atração seja implementada de maneira eficiente, deve-se fazer um estudo sobre a base de clientes de sua empresa.

Ele tem o objetivo de descobrir o perfil do cliente e quais os seus problemas, interesses e necessidades.

Assim, ajudando a empresa a saber o que ela pode oferecer para sanar essas questões.

2. Conversão

A conversão ocorre quando o indivíduo já entrou em contato com os conteúdos da empresa e acaba criando algum tipo de relação.

Esse relacionamento é baseado na disposição de um contato para a empresa, fazendo-o se tornar um Lead.

Quando o visitante chega nessa fase, ele se mostra um potencial cliente, merecendo cada vez mais a atenção do negócio.

Essa etapa pode ser feita através de formulários, landing pages, call-to-actions, banners e inscrições para recebimento de e-books, por exemplo.

3. Venda

No momento da efetiva venda de um produto ou serviço, chamada de Inbound Sales, ocorre o uso do e-mail marketing, mas de maneira diferenciada.

O que antes representava o envio excessivo de propagandas para uma base aleatória de usuários, agora é feito de maneira segmentada.

Isso significa que agora, com o novo e-mail marketing, as mensagens são enviadas para tipos específicos de cliente e com conteúdos relevantes.

Eles podem ser promocionais, oferecendo um item de forma direta ou newsletter, que serve para manter o cliente atualizado sobre a empresa.

4. Fidelização

Após a venda, não se pode, de maneira alguma, deixar o novo cliente de lado. Na verdade, esse é um momento altamente importante para a empresa, já que irá determinar se haverá a fidelização do consumidor.

Para que isso ocorra, é preciso que haja o monitoramento e coleta de feedbacks. Assim, mostrando que a empresa realmente se importa com seus novos consumidores.

Uma boa maneira de fazer isso é garantir um bom atendimento ao cliente por meio da presença digital e pesquisa de satisfação. Ao interagir, responder e aceitar elogios e críticas, o negócio se mostra amigo do público, aumentando o seu valor.

Qual a diferença do Inbound Marketing para o Outbound Marketing?

Conhecido como o marketing tradicional, o Outbound é uma estratégia baseada na coleta de clientes de forma interruptiva. Por isso, ele tem como característica o uso de anúncios, pop-ups e campanhas para alcançar novos consumidores.

Enquanto o Outbound, por utilizar canais tradicionais, atinge mais pessoas, o Inbound possui um maior filtro de alcance.

Portanto, como o marketing tradicional, a empresa é mais vista, mas também mais ignorada.

Além disso, um ponto bastante importante de diferenciação entre essas duas formas de marketing é o seu conteúdo.

Dessa forma, se o Outbound fala da própria empresa, o Inbound fala das necessidades do cliente e sobre o segmento do negócio.

Como aplicar o Inbound Marketing dentro das empresas?

Para que o Inbound seja implementado da maneira correta, a empresa deve se perguntar:

  • O que o seu cliente está buscando;
  • Quais as suas dores;
  • Quais desses problemas a empresa consegue solucionar.

A partir disso, toda a produção de conteúdo deve ser desenvolvida com uma linguagem adequada ao público e com bastante qualidade.

Além disso, as produções devem ser sobre a indústria, e não sobre a empresa. Assim, alcançando pessoas interessadas em sua área de atuação.

Para que isso ocorra da melhor maneira possível, o uso dos canais corretos é fundamental. Ou seja, a empresa deve estar onde o seu cliente está, conseguindo ser descoberta por ele através de suas produções.

Reaproveitamento de conteúdo

Um comportamento bastante comum no Inbound é o compartilhamento dos conteúdos em multicanais.

Por isso, vale a pena transformar textos em vídeos, podcasts e postagens em redes sociais, por exemplo.

Isso ajuda a manter a mensagem da empresa consistente e dá a oportunidade de alcançar diferentes audiências.

Como promover o conteúdo Inbound?

A promoção de conteúdo no Inbound deve ser feita de maneira bastante planejada e estruturada. Os conteúdos devem ser direcionados para uma parcela segmentada de clientes, que são os que terão interesse na marca.

Por isso, vale a pena pesquisar sobre o que seus clientes em potencial têm buscado na rede.

A partir disso, você conseguirá oferecer exatamente o que ele está procurando, fazendo criar valor pela marca.

Mensurando e analisando

Após a aplicação do Inbound dentro da empresa, é fundamental que haja uma análise dos resultados obtidos com essa estratégia.

Por isso, vale se questionar sobre:

  • Quais conteúdos tiveram destaque;
  • Quais tipos de interação com os clientes foram mais aceitas;
  • Qual o estilo de comunicação que será utilizado.

Através disso, a equipe conseguirá ter novos insights e também reforçar algo que esteja dando bons resultados para a empresa.

Quais os benefícios do Inbound Marketing para as empresas?

Ao usar o Inbound Marketing, as empresas deixam seus clientes mais satisfeitos, bem relacionados e, consequentemente, fidelizados.

O melhor desse processo é que ele é consideravelmente mais barato que os métodos tradicionais de marketing. E além disso, possibilita a análise de resultados, facilitando a tomada de decisões na empresa.

Mesmo sendo uma estratégia de longo prazo, o Inbound Marketing é altamente benéfico para os resultados de um negócio. Por isso, não deixe de lado essa estratégia. Acompanhe a nossa carta do fundador, com conteúdos diários e gratuitos!

Acesso rápido

Compartilhe:

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no email
Arthur Dantas Lemos

Arthur Dantas Lemos

Especialista em Finanças Corporativas pela Fundação Getúlio Vargas. É formado pelo Programa de Profissionais do Mercado Financeiro da Bolsa de Valores de São Paulo e pelo Programa CVM de Professores para Mercado de Capitais, Avaliador de Empresas pela NACVA - National Association of Certified Valuators and Analysts (EUA). Fundou a Empreender Dinheiro para democratizar o acesso à Educação Financeira de Alto Poder Transformacional e já impactou diretamente mais de 50.000 pessoas em suas soluções educacionais.

Comentários:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Últimos artigos