Home Blog O que é o Índice da Bolsa de Valores?

O que é o Índice da Bolsa de Valores?

indice da bolsa de valores 1

A criação do índice da bolsa de valores aconteceu em 1968 com a intenção de indicar o desempenho de ações negociadas na B3 – Bolsa, Brasil, Balcão (popularmente conhecida como Bolsa de Valores).

O que é o Ibovespa?

O índice da bolsa de valores (Ibovespa) é um indicador utilizado para demonstrar o desempenho de ações negociadas na B3 (Bolsa de Valores).

Especificamente, ele é uma média entre os 80% das empresas ou negócios  de alto volume financeiro presentes no mercado de capitais.

Sendo assim, o Ibovespa funciona através da medição do resultado obtido por aquelas empresas em um determinado período. 

Portanto, o Ibovespa  é o indicador utilizado para que os fundos de índices referenciem seus resultados. O objetivo é conseguir um rendimento igual ou superior ao resultado do índice Bovespa em determinado período.

Como é formado o índice Bovespa?

O índice Bovespa representa quase dois terços dos negócios realizados na bolsa de valores.

Este tipo de índice da bolsa de São Paulo funciona como um termômetro e é reavaliado a cada quatro meses. Seu resultado teórico é composto pelas ações ou units (certificado de depósito de ações) de empresas brasileiras que estão listadas na B3.

Quais empresas participam do índice Bovespa?

indice da bolsa de valores 2

Proporcionalmente, 80% do volume total dos negócios e trâmites que a bolsa comporta, advém em média de apenas 10 empresas.

Contudo, para fazer parte dessa carteira teórica do índice da bolsa de valores, essas ações devem atender uma série de requisitos, que se resumem em:

  • Ter permanecido por pelo menos 3 carteiras teóricas (são caculadas 3 carteiras por ano, no intervalo de 4 meses). Ou seja, por um ano, deve ter apresentado características válidas para fazer parte do índice;
  • Apresentar Índice de Negociabilidade (IN) igual ou superior a 85% do somatório total dos indicadores;
  • Demonstrar negociações em pelo menos 95% dos pregões (momento entre a abertura e o fechamento da bolsa de valores) sendo realizado diariamente, menos aos sábados e domingos.
  • Mostrar volume financeiro superior ou igual a 0,1% no mercado vigente;
  • Não pode demonstrar valor inferior a R$1 (um real).

Portanto, quando a empresa atinge o índice Bovespa, significa que ela está entrando em um outro estágio de negócio, seus ativos ganham mais notoriedade e por consequência, são mais visados pelos fundos, gestores e instituições.

Os procedimentos metodológicos completos podem ser acessados no site da B3 – metodologia Ibovespa.

Como investir no Ibovespa?

Existe uma forma de comprar Ibovespa, no sentido da composição teórica, através da compra de índices ou ETF’s, como por exemplo, o BOVV11 ou do BOVA11, que são baseados no Ibovespa e podem ser comprados através de algumas corretoras de valores.

Inclusive, investir através deles é uma forma mais fácil de diversificar seus investimentos, visto que ao comprá-los, se adquire uma porcentagem em diversas empresas, sendo justamente as “maiores” no quesito da carteira teórica do Ibovespa e de consolidação, o que ameniza um pouco os riscos.

Por exemplo, Vale (VALE3) ou a Petrobrás (PETR4), empresas que se supõe que não deixaram de existir da noite para o dia e por isso, apresentam um grau de risco menor.

Além disso, é possível investir em outras opções que tendem a se correlacionar com o Ibovespa, o caminho mais árduo seria comprar as ações que compõe o índice da bolsa valores, mas, isso requer um esforço maior.

Formas de investir que estão fixadas no índice da bolsa de valores:

  • Minicontratos de Índice: a aquisição dos minicontratos equivalem a porcentuais do índice, sendo geralmente de 20% ou 1/5 do valor do índice em reais. Eles seguem a pontuação do Ibovespa e sua cotação é sobre um valor futuro deste índice, ou seja, uma especulação;
  • Fundos de ações: o fundo de investimento em ações funciona como um tipo de grupo, em que todos os custos e benefícios são divididos entre os cotistas (investidores). Alguns desses fundos replicam o Ibovespa, mas, ao invés de comprar as ações ou ETF’s, se compra uma cota.
  • ETFs: exemplos usados anteriormente como BOVA11 ou BOVV11, são os Exchange Trading Funds ou Fundos de Índice, apresentam as mesmas características que guiam o fundo de ações, porém, com taxas menores e com negociação similar aos papéis (ações) da bolsa.

Por fim, o índice da bolsa de valores é um forte indicador da situação do mercado e da economia brasileira, ele tendem a alta em momentos de eferverscência comercial e baixo risco país.

Escrito por

Especialista em Finanças Corporativas pela Fundação Getúlio Vargas. É formado pelo Programa de Profissionais do Mercado Financeiro da Bolsa de Valores de São Paulo e pelo Programa CVM de Professores para Mercado de Capitais, Avaliador de Empresas pela NACVA - National Association of Certified Valuators and Analysts (EUA). Fundou a Empreender Dinheiro para democratizar o acesso à Educação Financeira de Alto Poder Transformacional e já impactou diretamente mais de 50.000 pessoas em suas soluções educacionais.

Compartilhe conosco suas experiências

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *