Home Blog Índices de inflação: entenda como a variação de preços é calculada

Índices de inflação: entenda como a variação de preços é calculada

indices de inflacao

Os preços estão, constantemente, mudando pelas dinâmicas da economia. Por isso, os índices de inflação têm uma importância muito grande.

Os índices de inflação demonstram as alterações nos preços de forma numérica. Entretanto, cada índice tem seu critério e peso diferente, podendo variar de acordo com o objetivo do cálculo.

Os índices de inflação servem para calcular a alta dos preços, todavia cada índice tem seu foco e objetivo diferente. E para não ser afetado, é bom conhecê-los e saber como não afetar a sua educação financeira.

Eles são calculados por diversas instituições diferentes, como:

  • IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística);
  • FGV (Fundação Getúlio Vargas);
  • IBRE (Instituto Brasileiro de Economia);
  • FIPE (Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas).

Principais índices de inflação

indices-de-inflacao-2

Cada índice de inflação, como dito anteriormente, tem sua especificidade. Então, em caso de correção monetária, é importante estar atento para qual melhor representa o preço à ser corrigido.

Por isso, é necessário listar os principais índices de inflação e comentar um pouco sobre o foco de cada um deles.

IPCA

O IPCA (índices de Preços ao Consumidor) é um dos mais relevantes índices para calcular inflação.

O IPCA é calculado pelo IBGE e é o índice usado pelo banco central para definir a taxa básica de juros (Selic) e avaliar a meta determinado pelo CMN (Conselho Monetário Nacional)

Esse índice, é usado para medir os preços dos bens e serviços consumidos por famílias com renda mensal de 1 a 40 salários mínimos residentes das principais regiões metropolitanas do país.

Na sua composição estão envolvidos preços diversos setores da economia, por exemplo:

  • Alimentação;
  • Transporte;
  • Habitação;
  • Saúde;
  • Comunicação.

IGP-M

O IGP-M (Índice Geral dos Preços – Mercado) é calculado pela FGV, e ele usa como base outros 3 índices.

  • 60% IPA;
  • 30% IPC;
  • 10% INCC.

Esse índice é comumente usado para corrigir operações financeiras, alguns títulos públicos, algumas contas, como a de aluguel, por exemplo.

IPA

O IPA (índice de Preços ao produtor Amplo) é calculado pelo FGV com base nos preços dos atacados.

O IPA é essencial para entender a variação nos preços de produtos industriais, agropecuários, entre outros, antes de chegarem ao consumidor final.

IPC-Fipe

O IPC-Fipe (Índice de preço ao consumidor do Fipe) calcula a variação nos preços de produtos parecidos com o IPCA.

Entretanto, diferente do IPCA, o IPC-Fipe usa como base as famílias que recebem de 1 a 20 salários mínimos.

INCC

O INCC (Índice Nacional de Custo de Construção) é específico para a áreas de construção, comumente usado pelo setor imobiliário.

Ele é calculado pela FGV, e leva em consideração a alteração dos preços dos materiais e mão de obra de construção, por exemplo.

INPC

O INPC (Índice Nacional de Preços ao Consumidor) é medido pelo IBGE e foca no impacto da inflação para famílias de baixa renda.

O INPC é o índice usado como referência para reajustes do salário mínimo. Para o seu cálculo, são usados os mesmos produtos analisados pelo IPCA.

Entretanto, para o cálculo do INPC são avaliadas apenas famílias com renda mensal de até 5 salários mínimos das principais regiões metropolitanas do país.

Contudo, é possível notar que cada índice usa um segmento do mercado e da população diferente, buscando sempre sintetizar a variação de preços da forma mais fidedigna.

Por fim, vale ressaltar a importância dos índices de inflação. Eles, são frequentemente usados no dia a dia para corrigir os preços e manter o poder de compra da população em geral, sem trazer impactos negativos para economia.

Escrito por

Especialista em Finanças Corporativas pela Fundação Getúlio Vargas. É formado pelo Programa de Profissionais do Mercado Financeiro da Bolsa de Valores de São Paulo e pelo Programa CVM de Professores para Mercado de Capitais, Avaliador de Empresas pela NACVA - National Association of Certified Valuators and Analysts (EUA). Fundou a Empreender Dinheiro para democratizar o acesso à Educação Financeira de Alto Poder Transformacional e já impactou diretamente mais de 50.000 pessoas em suas soluções educacionais.

Compartilhe conosco suas experiências

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *