Home Blog O que são os lançamentos futuros que aparecem na minha conta?

O que são os lançamentos futuros que aparecem na minha conta?

lancamentos futuros 2

Ao entrar em uma conta corrente por internet banking ou pedir o extrato da conta, é possível observar as transações, movimentações e lançamentos futuros em que a conta está sujeita.

Os lançamentos futuros funcionam por meio de informes disponibilizados pela instituição ou banco ao qual a conta está vinculada. Assim, é possível visualizar a situação que a conta irá ficar em comparação com os gastos fixos ou lançamentos de débitos, assim como, recebimentos.

Portanto, os lançamentos futuros são previsões de créditos ou débitos que serão acionados em uma conta corrente por um espaço de tempo.

Com isso, é possível prever gastos, recebimentos e calcular o valor que ficará disponível em conta.

Entenda como funciona e como conferir os lançamentos futuros na conta corrente

Os lançamentos futuros na conta corrente acontecem no momento em que a administradora ou banco responsável pela conta identifica um pagamento agendado ou fatura que entrará em pendência.

Por isso, é possível prever os débitos ou pagamentos programados que irão acontecer em um futuro próximo. Ou seja:

  1. Se uma conta tem exatamente R$10 reais;
  2. E apresenta um débito de R$2 reais no final do mês;
  3. Será possível sacar até R$8 da conta, sem comprometer o restante.

Vale lembrar que os débitos futuros ou lançamentos não estão presentes somente no âmbito da conta bancária, mas também, os lançamentos no parcelamento de compras de um cartão de crédito.

Assim, é possível saber o valor total devido de uma compra parcelada.

Para conferir lançamentos futuros basta acessar o site de internet banking do respectivo provedor bancário ou então, acessar por celular o aplicativo de internet banking.

Lá deverá constar o extrato com todos os lançamentos programados e parcelas.

É possível também, verificar os lançamentos de forma física. Basta ir na agência bancária e solicitar o extrato da conta,

Porém, esse serviço de emissão do extrato pode vir seguido de um custo ou tarifa de emissão, a depender do plano escolhido.

O que fazer em caso de um lançamento desconhecido ou indevido

Além da educação financeira, é necessário saber como se proteger de situações financeiramente desagradáveis.

Portanto, diante um lançamento desconhecido é preciso lidar com cautela para não gerar problemas desnecessários.

Sendo assim, verificar se o débito lançado é de fato, um lançamento indevido ou se foi uma aquisição da qual o indivíduo não recorda.  Desse jeito, você evitará maiores transtornos.

Além disso, é importante lembrar:

  • Após identificar que foi um lançamento indevido, será necessário contatar a operadora do cartão, o banco ou a empresa da qual aquela dívida for originária;
  • Será preciso solicitar um cancelamento daquele lançamento ou estorno do crédito cobrado. Nesse ponto, é necessário anotar todos os números de protocolo, salvar e-mails e prints de tudo que possa ser usado como prova corroborativa em um processo;
  • Por lei, caso tenha sido cobrado indevidamente e não deseje ficar com o nome sujo no SPC/Serasa, poderá ser pago o valor supostamente devido e posteriormente, em ação judicial, receber até o dobro do valor pago;
  • Caso seja frustrada as tentativas de acordo extrajudicial, será preciso mover uma ação judicial proporcional a causa. O juizado de pequenas causas pode julgar questões até 20 salários mínimos (em média) e sem a necessidade de advogados;
  • Poderá ser utilizado como conselho se informar diretamente com o Procon (Programa de Orientação e Proteção ao Consumidor);
  • No caso da justiça comum com advogados, atenha-se ao valor que terá que ser pago aos mesmos pelos honorários (horas de trabalho).

Portanto, os lançamentos futuros servem como base para saber as faturas que estão pendentes, o recebimento de salários e até mesmo se precaver em caso de débitos indevidos.

Assim, mostrando que os lançamentos futuros  funcionam como um benefício ao consumidor, pois o mesmo poderá organizar em relação aos débitos futuros e talvez, se programar para criar uma reserva de emergência. Mais conteúdos como esse? Inscreva-se no nosso Whatsapp.

Escrito por

Especialista em Finanças Corporativas pela Fundação Getúlio Vargas. É formado pelo Programa de Profissionais do Mercado Financeiro da Bolsa de Valores de São Paulo e pelo Programa CVM de Professores para Mercado de Capitais, Avaliador de Empresas pela NACVA - National Association of Certified Valuators and Analysts (EUA). Fundou a Empreender Dinheiro para democratizar o acesso à Educação Financeira de Alto Poder Transformacional e já impactou diretamente mais de 50.000 pessoas em suas soluções educacionais.

Compartilhe conosco suas experiências

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *