Home Blog O que é LCA? Tudo sobre esse investimento!

O que é LCA? Tudo sobre esse investimento!

lca 2

O LCA é uma opção de investimento voltada para um dos maiores setores econômicos do Brasil, sendo uma grande oportunidade para quem deseja aplicar seu dinheiro.

Para investidores conservadores ou momentos mais instáveis, sem dúvidas, investir no LCA garante baixo risco e alta rentabilidade.

Por isso, é preciso que você entenda exatamente como funciona o investimento em LCA.

O que é LCA?

lca 3

LCA é uma abreviação para Letra de Crédito do Agronegócio, um título de renda fixa emitido por instituições financeiras.

A emissão desses títulos ocorre, como já indica o seu nome, para que as atividades do agronegócio sejam financiadas.

Por isso, quando você adquire um LCA, você está basicamente emprestando esse dinheiro para que a instituição utilize nessa área.

Por conta disso, os bancos devolvem esse valor com um acréscimo de juros, que são definidos no momento da compra.

No entanto, vale lembrar que tanto instituições privadas quanto públicas podem emitir os títulos de LCA, que são atrelados a direitos de crédito sobre transações realizadas entre os produtores rurais.

E o agronegócio, o que é?

Também conhecido como agrobusiness, ele é o setor que envolve todos os segmentos da cadeia produtiva da agropecuária.

Mas além da pecuária e agricultura, ele também envolve atividades voltadas à

  • Coleta e fornecimento de sementes;
  • Serviços;
  • Equipamentos;
  • Beneficiamento de produtos;
  • Industrialização;
  • Produção e comercialização.

Portanto, ao investir nesse setor, você contribui diretamente para o desenvolvimento industrial do Brasil.

Como funciona o investimento em LCA?

O LCA é um tipo de aplicação com prazo de vencimento definido entre o investidor e a instituição responsável por sua emissão.

Quando feita, o banco utiliza o valor aplicado para custear as atividades que envolvem o agronegócio.

Por ser um título emitido por diversas instituições, sua finalidade pode variar dentro dessa área.

Além disso, os títulos de LCA se diferenciam se acordo com o período da aplicação (tempo que o dinheiro não pode ser resgatado) e suas taxas de remuneração.

Neles, os rendimentos aumentam proporcionalmente ao valor aplicado e o prazo de duração.

Portanto, confira as três possíveis formas de remuneração desse investimento:

Prefixado

Quando prefixado, o LCA oferece uma taxa de juros determinada no momento da aplicação.

Ou seja, antes de comprar o título, o investidor já sabe exatamente quanto vai receber no momento do resgate do capital aplicado.

Isso pode ser bastante confortável para aqueles investidores com perfil mais conservador.

Já no caso dos mais ousados, pode valer a pena comprar um que seja atrelado aos índices econômicos.

Nesse caso, se a economia subir, os rendimentos seguem na mesma proporção.

Pós-fixado

Com o título pós-fixado, a taxa de juros paga pelo banco será constituída pelo percentual de alguma taxa indicadora, que é chamada de indexador.

No LCA, não é comum que se utilize a Selic, e sim o CDI, que costuma ter valores bastante próximos.

Híbrido

Quando híbrido, o banco pagará pela aplicação a partir de uma variação de um indexador como a inflação, utilizando, por exemplo, o IPCA, IGPM ou INPC.

Além disso, é acrescida uma taxa de juros previamente definida.

Sendo pouco comum, essa modalidade exige uma carência de pelo menos três anos.

Por isso, pode não ser a melhor opção para quem deseja uma rápida liquidez em seus investimentos, ou melhor, resgatar o dinheiro antes do prazo de vencimento.

Características do LCA

O prazo de carência do LCA, que é quando o investidor pode resgatar o seu capital investido, é de 90 dias. Portanto, retirar seu dinheiro antes disso pode acarretar em prejuízos.

Além disso, uma boa vantagem para quem tem medo de investir é que a Letra conta com a proteção do FGC (Fundo Garantidor de Crédito).

Porém, ela só cobre valores até R$250 mil por instituição, CPF ou CNPJ.

Outro ponto importante é que a liquidez desse investimento pode ser diária em algumas opções. Por isso, é possível consultar o saldo diariamente e observar a sua rentabilidade obtida.

Valor mínimo para investir em LCA

É possível encontrar opções de LCA com um valor mínimo para investimento de R$5 mil. No entanto, o mais comum no mercado financeiro são valores a partir de R$30 mil reais.

Portanto, observando essa variação, percebe-se que é necessária a acumulação desses valores para quem não possui essa quantia disponível.

Isso pode ser feito em outros títulos com liquidez diária, como o CDB, que possui valor mínimo para investir de R$1 mil.

Tributação no LCA

O LCA é um produto financeiro isento de Imposto de Renda e IOF (Imposto sobre Operações Financeiras), que costuma ser cobrado até 30 dias da aplicação.

No entanto, para pessoas jurídicas, apenas o IOF não incide sobre o investimento.

Portanto, assim como alguns outros títulos, a alíquota cobrada pelo Imposto de Renda segue uma tabela regressiva:

Até 6 meses22,5% de imposto sobre o lucro
De 6 meses a 1 ano20% de imposto sobre o lucro
De 1 a 2 anos17,5% de imposto sobre o lucro
Mais que 2 anos15% de imposto sobre o lucro

Portanto, quanto mais tempo a aplicação tiver, menor será a sua tributação.

Qual é o rendimento do LCA?

A rentabilidade da Letra de Crédito do Agronegócio é comumente atrelada ao CDI (Certificado de Depósito Bancário).

Assim como outros investimentos como o CDB, quanto maior for o período da aplicação, maior o percentual do CDI pago pelo banco.

Por isso, não é difícil encontrar LCAs com taxa de retorno de 93% do CDI ou até mais, variando de instituição para instituição.

Como investir em LCA?

lca

Para começar a investir em LCA, é preciso que você tenha uma conta em um banco ou corretora.

Para escolher a melhor opção entre as disponíveis, é importante lembrar que a mais popular nem sempre significa a mais benéfica.

Isso porque, de acordo com seus objetivos financeiros, ela pode não ser a mais indicada.

Por isso, compare todas as opções antes de fazer sua escolha, analisando suas taxas e tarifas cobradas e oferecidas.

Dessa forma, você evitará pagar por serviços que poderia nunca utilizar, economizando mais dinheiro para ser investido.

Após isso, você deve transferir para a conta o dinheiro a ser investido e escolher a modalidade de “títulos de renda fixa“.

Após isso, selecione a LCA e sua categoria de remuneração. Normalmente, as mais populares são as prefixadas e pós-fixadas.

Com isso, observe todas as condições oferecidas pela instituição financeira, como prazo de vencimento, liquidez, índice econômico utilizado e taxa remuneratória pré-determinada.

Quais são os riscos envolvidos na Letra de Crédito do Agronegócio?

Assim como outros títulos de renda fixa, as LCAs são consideradas opções de investimento de baixo risco.

No entanto, é claro que ainda existem alguns pontos a serem analisados com atenção pelo investidor.

Risco de crédito

O risco de crédito é relacionado à possibilidade de calote financeiro por falência da instituição emissora do LCA.

Por serem, em sua maioria, privadas, elas estão consequentemente atreladas à essa possibilidade.

No entanto, como já dito, o FGC garante a proteção para essa aplicação no valor de até R$250 mil reais.

Por isso, para se prevenir contra prejuízos, invista abaixo desse valor ou divida seu capital adquirindo títulos de duas instituições diferentes.

Risco de liquidez

Mesmo com opções de liquidez diária, o LCA costuma oferecer opções de resgate apenas em sua data de vencimento.

Portanto, ele pode não ser a melhor opção para quem deseja criar uma reserva de emergência, que serve para a retirada imediata de dinheiro após imprevistos.

Por isso, é recomendado que você tenha uma carteira de investimentos diversificada, para escolher as opções adequadas aos seus objetivos financeiros.

LCA vs outros investimentos: qual o melhor?

No mercado financeiro, existem inúmeras opções para todos os tipos de investidores.

No entanto, essa realidade acaba confundindo as pessoas, o que demanda uma comparação entre algumas das principais opções disponíveis.

Fundos DI ou LCA?

Ao contrário da LCA, os Fundos DI não possuem a isenção de Imposto de Renda.

No entanto, não é somente isso que deve ser analisado na hora de escolher entre essas duas opções, já que existem fatores ainda mais importantes para isso, como:

O Fundo DI costuma ser recomendado para pessoas que desejam aplicar seus recursos com foto no curto prazo e baixo risco.

Ou seja, o perfil desses investidores é, sem dúvidas, o conservador.

Geralmente, ele serve para a parcela considerada o “colchão de liquidez” da carteira de investimentos, já que possibilita o acesso à quantia a qualquer momento.

Por isso, ele pode ser benéfico para quem deseja criar uma reserva de emergência.

Já para quem deseja uma maior rentabilidade, principalmente pelo período de carência, a LCA pode ser uma opção mais rentável.

CDB ou LCA?

Mesmo isenta de IR, a LCA acaba pagando um valor menor de juros do que os CDBs.

Por isso, quando falamos de rentabilidade, ela pode não ser a melhor opção a longo prazo.

Um fato interessante relacionado aos bancos é que caso ele precise conceder algum tipo de crédito em um momento, ele pode alterar as taxas de remuneração oferecidas de cada um.

Por isso, é preciso estar atento e entender como funciona o cálculo de rentabilidade líquida desses investimentos.

Para comparar a rentabilidade de IR de uma LCA e um CDB, basta dividir a rentabilidade oferecida pela LCA pelo fator (1 – IR), onde IR é a alíquota do Imposto de Renda cobrada pela aplicação.

Ou seja, com um LCA com rendimento de 95% do CDI e CDB com rendimento de 100% do CDI e taxa de IR de 17,5%, o cálculo seria:

RENTABILIDADE DA LCA ÷ (1 – ALÍQUOTA DE IR )

95 ÷ (1 – 0,175)

95 ÷ 0,825

= 115.15

Portanto, a rentabilidade de uma LCA que rende 95% do CDI equivale a um CDB que rende 115% do CDI.

Com esse tipo de informação, fica muito mais fácil comparar e escolher entre os produtos financeiros, não é mesmo?

Vale a pena investir em LCA?

A LCA pode ser uma opção financeira bastante benéfica para te ajudar a aumentar sua renda.

Entretanto, para entender se vale a pena optar por esse investimento, é preciso analisar o seu perfil financeiro.

Isso porque são seus objetivos e necessidades que irão determinar qual o melhor título a ser comprado entre as opções disponíveis.

Portanto, sabendo que a LCA é uma opção segura e com boa rentabilidade, analise com calma suas características e faça sua escolha por conta própria.

Escrito por

Especialista em Finanças Corporativas pela Fundação Getúlio Vargas. É formado pelo Programa de Profissionais do Mercado Financeiro da Bolsa de Valores de São Paulo e pelo Programa CVM de Professores para Mercado de Capitais, Avaliador de Empresas pela NACVA - National Association of Certified Valuators and Analysts (EUA). Fundou a Empreender Dinheiro para democratizar o acesso à Educação Financeira de Alto Poder Transformacional e já impactou diretamente mais de 50.000 pessoas em suas soluções educacionais.

Compartilhe conosco suas experiências

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *