Home Blog Leasing imobiliário: descubra como funciona!

Leasing imobiliário: descubra como funciona!

leasing 1

Existem várias formas de crédito. Com o leasing, por exemplo, é possível adquirir determinados bens escolhidos.

Em suma, o leasing funciona como um contrato que envolve o arrendador – banco ou instituição de arrendamento mercantil – e o arrendatário, isto é, pessoa ou empresa interessada.

Nesse processo de leasing, então, o arrendador compra o bem escolhido pelo arrendatário. Este, por sua vez, usufrui do bem durante o prazo do contrato, pagando prestações estabelecidas.

Como funciona a operação de leasing?

O termo leasing vem da palavra inglês que significa “locação” em português. Portanto, o leasing imobiliário se trata do ato de locar o seu imóvel através de uma locadora.

Recorrer a essa prática permite a aquisição de imóveis e a possibilidade de poder adquirir o imóvel no final do contrato, de acordo com um pagamento de um valor residual.

Vale ressaltar que o financiamento, nesse caso, é o valor total do imóvel, além das despesas com escrituras e registros.

De forma simples, para realizar essa operação, é preciso que o interessado busque entrar em contato com a instituição financeira que oferece esse serviço.

Para pessoas jurídicas, é fácil obter vantagens nesse tipo de operação. No entanto, no caso de pessoas físicas, poucos bancos ainda oferecem este serviço como opção de compra de propriedades.

Caso seja possível, em seguida, deve-se fazer uma simulação e uma proposta ao banco. Por se tratar de um montante alto, as entidades arrendadoras farão um simulado apenas na presença de seu possível cliente.

Feito isso, o locatário procede ao pagamento de uma renda ao proprietário do imóvel durante um período acordado. Chegando ao fim do contrato, então, o locatário tem a opção de comprar o imóvel ou não.

Por fim, vale ressaltar que durante a vigência do contrato da operação, o locador detém a propriedade jurídica do imóvel, sendo o locatário o responsável economicamente.

Qual a diferença entre leasing imobiliário e financiamento?

Em primeiro lugar, vale explicar que o leasing funciona de forma diferente de um financiamento. Isso porque nele o cliente deve comprar o bem ao final do contrato. Isso serve tanto para leasing imobiliário como para outros tipos.

No leasing, o objeto alugado é propriedade do banco. Portanto, no fim do contrato, é possível que o interessado que realizou o acordo possa fazer a compra do bem.

Por outro lado, em um financiamento, o cliente adquire posse por meio de recursos de uma financiadora ou instituição bancária que oferece o valor da compra. Sendo assim, aquele que fez o acordo possui direito sobre o próprio recurso.

No caso do financiamento, o cliente irá realizar sua compra utilizando recursos de terceiros para que ele obtenha o bem. Deste modo, ao pagar todas as prestações deste, a pessoa se tornará o dono do local, tendo-o registrado em seu nome.

Já no leasing a propriedade será do arrendador que costuma ser um banco. Este irá conceder o direito a seu inquilino que o mesmo possa usufruir do espaço, caso ele faça um pagamento mensal durante um prazo determinado.

Qual a diferença entre leasing imobiliário e aluguel?

Vale diferenciar também a diferença entre leasing imobiliário e aluguel. No caso do aluguel, a propriedade que se aluga é de posse de um locador, e aquele que alugar será seu inquilino. Contudo, o proprietário se trata de uma pessoa física.

No geral, os contratos de aluguel duram apenas um ano, e podem sofrer mudanças de valor quando se renovam.

Em contrapartida, no leasing, o locador é uma instituição financeira. Esta, por sua vez, é responsável pelo imóvel e irá emprestar o bem para outra pessoa, se tratando de um investimento a longo prazo.

Contratos de tipo costumam ter um prazo mínimo variado, entre 5 e 7 anos. A ideia, portanto, é que o inquilino permaneça algum tempo naquele imóvel.

Sendo assim, no fim do contrato, será decidido pelo interessado se ele quer renovar, comprar ou se fará um novo contrato que esteja relacionado à outra propriedade, por exemplo.

Outros tipos de leasing

No entanto, o leasing imobiliário não é o único tipo que existe. Conheça outros, como, o operacional, financeiro e de retorno.

Leasing operacional

Nessa modalidade, por exemplo, o valor das parcelas pagas mensalmente constitui a garantia do investimento do arrendador.

Essas parcelas são pagas até o fim do contrato e, quando somadas, valem cerca de 20% do preço do bem. Além das parcelas, o cliente deve arcar com as manutenções do bem.

Portanto, em geral, o arrendatário não opta pela compra do bem, já que o preço a ser pago ainda é alto.

Leasing financeiro

Já no leasing financeiro, portanto, as parcelas são pagas a título de locação, incluindo nelas um valor correspondente a uma antecipação para a compra do bem.

No fim do contrato o preço a ser pago é bastante viável. Portanto, na maioria das vezes, o arrendatário opta pela compra do bem.

É importante salientar que, se ao fim do contrato o arrendatário optar por não comprar o bem, o arrendador deve reinstituir o valor antecipado.

valor residual garantido é um pagamento feito independente das parcelas mensais e dos juros. Ele funciona como uma garantia para o arrendador caso o arrendatário não exerça a opção de compra.

Com consequências, o valor residual garantido é muito menor que o do operacional, já que a probabilidade de compra é maior.

Leasing back ou de retorno

Essa modalidade, por fim, é mais usada por empresas visando a captação de recursos. No leasing de retorno, a empresa vende o ativo para outra empresa e o aluga de volta. Assim, mesmo não sendo mais a proprietária do bem, ela o utiliza.

Portanto, apenas empresas que buscam capital de giro, e que não querem perder a posse do bem, usam-no.

Quais são as vantagens e desvantagens do leasing imobiliário?

Como qualquer forma de crédito, o leasing apresenta algumas vantagens e desvantagens em relação a outras modalidades de empréstimo.

Algumas vantagens são, por exemplo:

  • Financiamento de até 100% do bem;
  • Rapidez na contratação;
  • Isenção do imposto municipal sobre as transmissões (IMT);
  • Normalmente mais barato que financiamentos;
  • Benefícios fiscais para empresa.

Já algumas vantagens são, por exemplo:

  • Não fornece direito até o fim do financiamento;
  • Penalizações altas por descumprimento do contrato;
  • Comissões geralmente elevadas.

Por fim, vale ressaltar que o leasing é um recurso criado nos Estados Unidos, mas que ganhou força no Brasil. Para a pessoa ou empresa que pretende adquirir um bem e utilizar alguma modalidade de crédito, ele pode ser uma boa opção.

Quem pode fazer o leasing imobiliário?

Pessoas físicas e jurídicas podem fazer o leasing imobiliário.

Quais são os tipos de leasing?

Além do imobiliário, existe o leasing financeiro, o leasing back e o leasing operacional.

Vantagens e desvantagens do leasing?

Como ponto positivo, o financiamento pode ser de até 100% do bem, no entanto, o leasing não fornece direitos até o fim do acordo.

Escrito por

Especialista em Finanças Corporativas pela Fundação Getúlio Vargas. É formado pelo Programa de Profissionais do Mercado Financeiro da Bolsa de Valores de São Paulo e pelo Programa CVM de Professores para Mercado de Capitais, Avaliador de Empresas pela NACVA - National Association of Certified Valuators and Analysts (EUA). Fundou a Empreender Dinheiro para democratizar o acesso à Educação Financeira de Alto Poder Transformacional e já impactou diretamente mais de 50.000 pessoas em suas soluções educacionais.

2 Respostas para “Leasing imobiliário: descubra como funciona!”

  1. antónio joão baptista CHAVES

    Bem, muito boa noite

    Escrevo de Angola, muito gostaria receber mais informações sobre o Leasing, visto o meu país estar na fase de desenvolver novas politicas de investimento.

    Na inserção dos jovens empreendedores num país onde o fomento a título inicial tem que haver a mão do Estado ou de alguém de boa fé.

    Boa fé não existe cá, porque todos realizam negocios e aquele que não esteja proximo das fontes de dinheiros nada pode fazer senão roubar.

    Preciso de uma ajuda vossa em passar-me palnilha deste modelo para ilustrar no meu dia a dia.

    Muito obrigado

    antónio CHAVES

Compartilhe conosco suas experiências

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *