Home Blog Letra Hipotecária: o que é?

Letra Hipotecária: o que é?

letra hipotecaria

No mundo dos investimentos, existem uma grande variedade de títulos emitidos por instituições financeiras. Entre eles, temos a Letra Hipotecária.

A Letra Hipotecária é uma opção de investimento que funciona como boa parte das outras letras existentes no mercado financeiro.

Portanto, ao investir na Letra Hipotecária, você concede crédito por meio da instituição emissora para quem é adepto da modalidade da hipoteca.

O que é Letra Hipotecária?

letra hipotecaria 2

As Letras Hipotecárias são títulos emitidos por instituições autorizadas a conceder créditos imobiliários através do Sistema Financeiro de Habitação (SFH).

Portanto, seus emissores podem ser bancos, companhias hipotecárias, associações de poupança e empréstimo e também sociedades de crédito imobiliário.

O objetivo da emissão é usá-las como forma de captação para a formação de linha de crédito imobiliário.

Títulos de crédito hipotecário

Os títulos de crédito hipotecário funcionam como títulos de dívidas, sendo oferecidos aos investidores em troca de uma remuneração no final do período acordado.

Para os investidores mais conservadores e com bons recursos financeiros disponíveis, eles podem oferecer alguns benefícios.

No entanto, no mercado financeiro, a LH acaba sendo menos conhecida e utilizada do que opções como:

Por conta disso, acaba sendo difícil encontrar seus títulos sendo oferecidos pelas corretoras de valores aos seus clientes.

Mas quando oferecidos, a remuneração da Letra Hipotecária pode ser pré-fixada ou pós-fixada, de acordo com indicadores como a TR, IGP-M e INPC ou CDI, o benchmark da renda fixa.

Quais os riscos da Letra Hipotecária?

A LH é garantida pela caução de créditos hipotecários, um depósito antecipado feito em uma Caderneta de Poupança aberta em conjunto, entre quem deseja alugar a propriedade e quem disponibiliza o imóvel para aluguel.

Além disso, seus títulos contam com a cobertura do Fundo Garantidor de Créditos (FGC) no valor de R$250 mil por CPF ou CNPJ por instituição financeira emissora.

Portanto, ao investir nesse ativo de renda fixa, são baixos os riscos oferecidos. O único cuidado além da escolha de uma corretora com boa reputação é não alocar mais que o valor coberto pelo FGC.

Como funciona uma Letra Hipotecaria?

Assim como outras letras emitidas no mundo dos investimentos em renda fixa, a Letra Hipotecária serve para financiar o segmento das hipotecas.

A hipoteca é uma garantia de financiamento de uma dívida através de um imóvel.

Ou seja, uma maneira de se conseguir crédito (uma quantia financeira) com menores taxas, pois, o banco tem uma credibilidade real de pagamento.

Portanto, as LH são letras que captam recursos para tal modalidade de empréstimo.

Mas, junto à despopularização da hipoteca, as LCIs vêm ganhando muito mais relevância no setor imobiliário.

Características da Letra Hipotecária

Existem algumas características do investimento em Letra Hipotecária que precisam ser analisadas antes que haja uma real aplicação pelo investidor.

Confira quais são elas:

Emissão

No Brasil, a Caixa Econômica Federal é a maior emissora desse tipo de investimento.

No entanto, como já dito, algumas outras instituições trabalham com esses títulos.

Em cada uma delas, podem existir diferentes regras e condições de contratação. Portanto, para entender qual a melhor, é preciso comparar algumas opções entre si.

Rentabilidade

A grande maioria dos emissores das Letras Hipotecárias calculam a rentabilidade desse investimento com base na TR + taxa de juros pré-fixada no momento da contratação.

Um ponto importante é que essa taxa também pode ser fixada com base em índices de preços como IPCA e IGP-M.

Com isso, você pode ter uma previsão próxima de rentabilidade ao final do prazo de vencimento da aplicação a partir da ação dos juros compostos.

No entanto, o rendimento real poderá variar de acordo com a economia.

Em geral, a rentabilidade das letras hipotecárias é maior que na maioria dos investimentos de renda fixa disponíveis.

Mas pensando a longo prazo, o investimento em fundos imobiliários tende a ser ainda mais rentável.

Liquidez

A LH é um título com liquidez decorrente da recompra ou resgate por parte da instituição financeira emissora.

No entanto, essas duas ações só podem ser realizadas após o período de seis meses da emissão.

Isso faz com que a Letra Hipotecária não seja uma boa opção para quem busca criar uma reserva de emergência, já que, além de disponibilizar os rendimentos a cada seis meses, o resgate antecipado compromete bastante a sua rentabilidade.

Já o prazo máximo oferecido por esse investimento é de 24 meses.

Valor mínimo

O valor mínimo para investir em LH, chamado de ticket mínimo, varia entre as instituições emissoras, mas costuma ser de R$20 mil.

Por isso, ela acaba sendo uma opção menos acessível para uma boa parcela de investidores.

Mas para quem possui a condição financeira necessária para comprar seus títulos, como dito, ela oferece grandes rendimentos.

Tributação

A rentabilidade da Letra Hipotecária é isenta de Imposto de Renda e IOF (Imposto sobre Operações Financeiras), assim como ocorre com as LCIs, que também financiam o mercado imobiliário.

Prazos de resgate

O período mínimo para a recompra ou resgate antecipado da LH é de seis meses após sua emissão.

Por isso, esse investimento não é recomendado para quem deseja criar uma reserva de emergência.

Caso a LH tenha sido emitida com base em índices de preços (IPCA e IGP-M, por exemplo), o prazo mínimo para o resgate (ou período de carência) é maior.

Já o prazo de validade dessa aplicação não pode ser superior ao dos créditos hipotecários, que chegam até 30 anos no Brasil.

Quais os investimentos semelhantes?

letra hipotecaria

No mundo dos investimentos, existem diversas outras aplicações semelhantes à Letra Hipotecária. Mesmo sendo “da mesma família”, cada uma delas possui diferentes particularidades.

Vale destacar, inclusive, que para objetivos a longo prazo, outras opções podem ser mais interessantes e mais rentáveis.

Por isso, antes de escolher uma Letra de Crédito, confira como funcionam outras opções de ativos parecidos.

Letra de Câmbio

A Letra de Câmbio, ou LC, é uma aplicação financeira que abrange diversos tipos de investidores, dos mais conservadores aos mais arrojados.

Mesmo não sendo tão popular no mercado como as LCIs e LCAs, ela é uma opção de investimento segura e com rendimento acima das demais.

Assim como o CDB, título emitido pelos bancos, a Letra de Crédito é emitida por financeiras (sociedades de crédito, financiamento e investimento) para a captação de recursos no mercado.

A diferença, nesse caso, é que as financeiras apresentam um risco maior para o investidor, já que não possuem a estrutura dos grandes bancos.

Isso resulta, a partir do risco e retorno, em um aumento nas taxas oferecidas, tornando a rentabilidade desse investimento maior que as oferecidas pelos grandes bancos.

A LC é uma opção segura?

Para evitar que os investidores sofram prejuízos com a Letra de Crédito, o FGC (Fundo Garantidor de Crédito) garante a proteção de até R$250 mil por CPF por instituição financeira.

Isso faz com que seja possível recuperar seus depósitos ou créditos mantidos em instituições que deem calote financeiro por falência, por exemplo.

Por isso, até o valor limite da proteção, a Letra de Crédito é opção de investimento segura.

Rentabilidade da LC

São três os tipos mais comuns de Letra de Câmbio disponíveis no mercado:

  • Prefixada;
  • Pós-fixada;
  • Híbrida.

A rentabilidade prefixada da Letra de Câmbio possibilita que o investidor saiba quanto vai ganhar no momento da contratação.

Já a opção pós-fixada da LC é o modelo mais popular, onde a rentabilidade é atrelada ao CDI (Certificado de Depósito Bancário). Nela, o investidor recebe seu percentual sobre essa taxa, no final do prazo de validade do investimento.

Por fim, existe também a Letra de Crédito híbrida, onde é oferecida uma combinação entre uma remuneração fixa e outra com variação vinculada a algum índice de preços, como o IPCA.

 

Letra de Crédito Imobiliário

As Letras de Crédito Imobiliário são títulos de renda fixa emitidos por bancos e corretoras.

O objetivo da emissão desses investimentos é o reforço no financiamento do setor imobiliário, área em constante crescimento no país.

Por isso, aoinvestir em LCI, você empresta o seu dinheiro para que as instituições utilizem-o para financiar as atividades desse setor.

Um ponto interessante da LCI é a sua isenção de cobrança do Imposto de Renda, quando utilizada por pessoas físicas.

Rentabilidade da LCI

Dentre as possibilidades de rentabilidade do LCI, temos;

  • Prefixada;
  • Pós-fixada;
  • Híbrida.

Na modalidade pré-fixada, o investidor já sabe, ao comprar o título, quais serão seus rendimentos obtidos no final do período da aplicação.

Já na opção pós-fixada, mais comum no mercado, o título está atrelado a um indexador financeiro, que nesse caso pode ser o CDI ou a Taxa Selic.

Por fim, temos o tipo híbrido, que une uma taxa preestabelecida com a variação de um indexador, como o IPCA, sendo demonstrado da seguinte maneira: IPCA + X%.

A LCI é uma opção segura?

As LCIs também contam com a proteção do FGC (Fundo Garantidor de Crédito) até valores de até R$250 mil por instituição, CPF ou CNPJ.

Portanto, caso haja o calote financeiro por falência da instituição emissora do título, o investidor não sofre nenhum prejuízo até esse valor.

Valor mínimo para investir em LCI

Em geral, o valor mínimo para investir em LCI varia entre R$5 mil e R$30 mil.

Portanto, ela acaba não sendo uma opção tão acessível para boa parte dos investidores.

 

Letra de Crédito ao Agronegócio

A Letra de Crédito do Agronegócio é um título de renda fixa emitido por instituições financeiras para que as atividades do agronegócio sejam financiadas.

Por isso, quando você adquire um LCA, você está basicamente emprestando esse dinheiro para que a instituição utilize nesse setor.

Tanto instituições privadas quanto públicas podem emitir os títulos de LCA, que são atrelados a direitos de crédito sobre transações realizadas entre os produtores rurais.

Assim como a LCI, esse ativo também é isento de Imposto de Renda e IOF (Imposto sobre Operações Financeiras). No caso das pessoas jurídicas, apenas o IOF não incide sobre o investimento.

Rentabilidade da LCA

As três possíveis formas de remuneração desse investimento são: prefixada, pós-fixada e híbrida.

Quando prefixado, a LCA oferece uma taxa de juros determinada no momento da aplicação.

Já com o título pós-fixado, a taxa de juros paga pelo banco será constituída pelo percentual de alguma taxa indicadora, como o CDI.

Quando híbrida, o banco pagará pela aplicação a partir da soma entre uma taxa de juros prévia e a variação de um indexador como a inflação, utilizando, por exemplo, o IPCA, IGP-M ou INPC.

A Letra conta com a proteção do FGC (Fundo Garantidor de Crédito). Porém, ele só cobre valores até R$250 mil por instituição, CPF ou CNPJ.

Assim como a LCI, seu valor mínimo costuma variar entre R$5 mil e R$30 mil, fazendo com que ela se torne uma opção pouco acessível para os investidores.

 

Como investir em Letra Hipotecária?

Como os títulos de crédito hipotecário são emitidos por bancos e outras instituições financeiras semelhantes, é neles que o investidor interessado deve procurá-los.

Atualmente, devido à criação das LCIs e sua popularização no mercado, as LHs acabaram sendo deixadas de lado.

Portanto, essa pode ser uma tarefa mais difícil se comparada à disponibilidade das outras opções de investimento, já que para emitir novas LHs, as instituições precisam vender mais hipotecas, algo que vem diminuindo bastante ao longo dos anos.

Mesmo assim, caso você as encontre, analise bem as condições e remunerações oferecidas pela instituição na compra da Letra Hipotecária e aproveite os seus rendimentos!

Escrito por

Especialista em Finanças Corporativas pela Fundação Getúlio Vargas. É formado pelo Programa de Profissionais do Mercado Financeiro da Bolsa de Valores de São Paulo e pelo Programa CVM de Professores para Mercado de Capitais, Avaliador de Empresas pela NACVA - National Association of Certified Valuators and Analysts (EUA). Fundou a Empreender Dinheiro para democratizar o acesso à Educação Financeira de Alto Poder Transformacional e já impactou diretamente mais de 50.000 pessoas em suas soluções educacionais.

Compartilhe conosco suas experiências

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *