Home Blog Liquidez financeira: como anda a sua? Veja como calcular a liquidez

Liquidez financeira: como anda a sua? Veja como calcular a liquidez

liquidez financeira

A liquidez financeira é um fator determinante na hora, por exemplo, de montar uma carteira de investimentos.

Por isso, entender o conceito de liquidez financeira, saber a sua importância para a administração dos seus ativos e do seu patrimônio, também é muito importante para a educação financeira.

O que é liquidez financeira?

Liquidez financeira é a capacidade de converter um ativo, seja alguma aplicação financeira ou bem, em dinheiro real.

Quanto mais fácil for de transformar tal ativo em dinheiro, dizemos que mais líquido esse ativo é. E quanto mais difícil for transformar outro ativo em dinheiro real, dizemos que ele é menos líquido.

Pensar na liquidez financeira é muito importante. Em casos de emergência, se todo seu dinheiro estiver aplicado em ativos com baixa liquidez, por exemplo, você terá dificuldade de ter o dinheiro que precisa no momento.

Por isso, para quem investe ou quer começar a investir para uma reserva de emergência, por exemplo, pensar na liquidez dos seus investimentos é fundamental.

O que é a liquidez dos investimentos?

Na hora de investir financeiramente seus recursos, existem diversos fatores que devem ser analisados e priorizados.

A rentabilidade, que é o grau de sucesso da empresa em relação ao capital investido nela, junto da liquidez são alguns dos pontos essenciais para definir seus investimentos.

Portanto, para que você possa ter sucesso com as aplicações financeiras, é necessário entender como a liquidez age sobre os diversos tipos de investimento.

  • Poupança;
  • CDB;
  • Títulos do tesouro;
  • Ações;
  • Fundos imobiliários;
  • Imóveis.

Poupança

A poupança, apesar da baixíssima rentabilidade se comparada com as outras aplicações possíveis, apresenta uma alta liquidez.

Basta solicitar o resgate na poupança que o dinheiro quase que instantaneamente cairá na sua conta.

Entretanto, cuidado com o dia de rendimento. O dinheiro deve ser retirado após esse dia, para que você não perca a rentabilidade de um período.

CDB

Os certificados de depósito bancários são títulos de renda fixa emitido por bancos, e podem ser uma boa opção para reservas financeiras.

Existem várias opções de CDB com liquidez diária com aplicações mínimas mais baratas que outros investimentos da categoria, como títulos do tesouro.

Normalmente, o CDB rende por volta de 100% do CDI. Entretanto, para rentabilidades maiores, o investidor pode ter que abrir mão da liquidez diária, devendo manter os papéis em mãos até o vencimento do prazo do título.

Títulos do tesouro

São ótimo investimentos com alto grau de liquidez e ótimos para formar uma reserva de emergência, por exemplo.

Existem 3 tipos de títulos públicos do tesouro:

  • Pós fixado;
  • Pré-fixados;
  • Os que acompanham a inflação.

É necessário ter atenção com esses investimentos. Caso, a venda seja feita antes do prazo determinado, por exemplo, a rentabilidade será marcada pelo mercado de acordo com as perspectivas relacionadas a taxa de juros.

Ações

Diferente dos demais, esse é um investimento de renda variável. A liquidez no mercado de ações pode variar muito.

Empresas grandes, como a vale e a Petrobrás, por exemplo, são diariamente negociadas na bolsa, tornando esses ativos líquidos.

Por outro lado, empresas menores, como as Small Caps, por exemplo, podem ter baixa liquidez. Ou seja, em um momento que você desejar vender esse ativo, pode ter que negociar abaixo do preço esperado para conseguir resgatar o dinheiro.

Além disso, existem as ações fracionárias, que são compradas fora de um lote. Essas, também, apresentam menor liquidez, já que os investidores negociam com mais frequência lotes completos.

Imóveis

Ativos imobilizados, como casas e apartamentos, apresentam baixíssima liquidez.

Imagine que surgiu uma necessidade de dinheiro e você decide vender seu imóvel. Contando a partir deste momento até alguém o comprar e o dinheiro cair na sua conta, o prazo percorrido é muito longo.

Esse processo pode demorar meses e até mais que um ano.

Imóveis normalmente são vistos como bens que garantem uma segurança financeira. Entretanto, existem alguns investimentos que apresentam rentabilidade e liquidez maiores, e podem ser melhores para dar segurança a suas finanças.

Portanto, é importante conhecer a fundo os diversos tipos de investimento, e ,a partir das suas necessidades, escolher os ativos baseando-se na sua liquidez financeira, rentabilidade, entre outros fatores essenciais.

 

Escrito por

Especialista em Finanças Corporativas pela Fundação Getúlio Vargas. É formado pelo Programa de Profissionais do Mercado Financeiro da Bolsa de Valores de São Paulo e pelo Programa CVM de Professores para Mercado de Capitais, Avaliador de Empresas pela NACVA - National Association of Certified Valuators and Analysts (EUA). Fundou a Empreender Dinheiro para democratizar o acesso à Educação Financeira de Alto Poder Transformacional e já impactou diretamente mais de 50.000 pessoas em suas soluções educacionais.

Compartilhe conosco suas experiências

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *