Lucratividade: o que é e como medir essa taxa

No mundo dos investimentos e do empreendedorismo, entender sobre a lucratividade te permite conhecer qual é o potencial sobre o valor que foi investido ou sobre o retorno gerado.

A lucratividade funciona como uma métrica que é calculada por meio da diferença entre o valor que foi investido e o valor retornado.

O que é lucratividade?

lucratividade 2

A lucratividade é uma forma de medir quanto um investimento ou empresa ganhou em cima da receita bruta ou lucro bruto gerado.

É comum, no caso, apresentar esse índice em comparação com o que foi investido, seja através de:

  • Compras de ações;
  • Investimentos em renda fixa;
  • Uso de recursos e capital para melhorias em uma empresa;
  • Projetos;
  • Entre outros.

Como medir a lucratividade?

A lucratividade é medida através do lucro líquido (valor recebido após  retirar os custo e outros débitos) divido pela receita total gerada e multiplicado por cem.

Para melhor entender, vamos a um exemplo e a fórmula da lucratividade:

  • Lucratividade = (Lucro Líquido / Receita Total) x 100
  • Imagine um curso digital sobre os segredos do mundo financeiro;
  • Esse curso investiu R$20 mil para iniciar sua operação;
  • Obteve um retorno de R$60 mil com vendas;
  • Ou seja, (40 mil / 60 mil) x 100;
  • Sua lucratividade foi de aproximadamente 66,7%.

Portanto, retirando os gastos e custos, pode-se afirmar que toda vez que a empresa investir R$20 mil, levando em consideração a mesma experiência, ela irá obter 66,7% a mais.

Qual a diferença entre lucratividade e rentabilidade?

Essa é uma dúvida comum quando a questão é investir, comprar ações ou até mesmo manter um negócio funcionando.

Por vezes, a lucratividade e rentabilidade são tidos como metas, a lucratividade, geralmente, está atrelada ao sucesso e a rentabilidade, ao poder de gerar recursos.

Entretanto, é preciso entender que esses indicadores estão associados ao período em que foi medido, aos fatores sociais, políticos e econômicos.

E isso, também influencia prospecções futuras, por exemplo, se um país está para entrar em crise, esperasse que a lucratividade e rentabilidade diminua devido a ‘X’ fatores recessivos.

O que é rentabilidade?

O conceito de rentabilidade aborda o lucro obtido dividido pelo valor que foi investido e o resultado disso é multiplicado por cem para obter um valor percentual.

Vale lembrar que se for relativo aos investimentos, o cálculo também deve levar em consideração a inflação.

Isso é crucial para diversos investimentos já que a inflação afeta o poder de compra.

Vejamos a fórmula da rentabilidade:

Rentabilidade = (Lucro obtido / Valor Investido) x 100;

Esclarecendo, agora, através de um exemplo que já foi usado anteriormente, temos:

  1. Um curso digital sobre os segredos do mundo financeiro;
  2. Iniciou com R$20 mil em investimentos, o valor investido;
  3. Obteve R$60 mil através das vendas;
  4. Sua rentabilidade, portanto, ficou em: (60000/20000)=3*100=300%;
  5. Ou seja, o curso conseguiu 3x vezes o valor investido, ou valorizou 300%.

A partir desses indicadores é possível ter um panorama financeiro daquela empresa, daquele ativo e assim, direcionar os investimentos.

O que significa uma boa lucratividade?

Ter uma boa lucratividade representa virtualmente mais recursos gerados e que estão disponíveis para alocação.

Contudo, um fator muito importante nesse momento é saber administrar.

De nada adianta ter um bom lucro se no final, ele não será bem aproveitado.

Por isso, uma boa lucratividade pode significar ter a oportunidade para crescer ainda mais os recursos ou capitais que foram investidos.

Como aumentar a lucratividade?

lucratividade 3

A lucratividade será sempre um olhar para a rentabilidade subtraída de seus custos e demais encargos.

Mas além disso, é preciso entender de qual perspectiva e para qual área esse lucro está associado, se é para os investimentos ou as empresas.

Investimentos

Para aumentar a lucratividade, em relação a investimentos é recomendado visar menores taxas sobre produtos que apresentem rentabilidade alta, além disso:

  • Diversificar a carteira;
  • Tentar cada vez mais fazer aquisições vantajosas;
  • Buscar taxas de administração mais baixas;
  • Analisar como será a tributação e o produto.

Empresas

Quando o assunto é a lucratividade de uma empresa é possível:

  • Expandir a carteira de clientes;
  • Focar em como melhorar a experiência entregue;
  • Aplicar novas estratégias de vendas;
  • Automatizar processos;
  • Entender quais problemas e recursos da empresa que poderiam ser otimizados;
  • Entre outras questões que contemplam a saúde financeira de uma empresa.

Portanto, a lucratividade é um forte índice de que o negócio ou o investimento “deu certo”, ele representa quanto efetivamente gerou a mais do que valor investido. Por isso, é importante refletir e tomar atitudes financeiras inteligentes para melhor aproveitar bons lucros.

Acesso rápido

Compartilhe:

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no email
Arthur Dantas Lemos

Arthur Dantas Lemos

Especialista em Finanças Corporativas pela Fundação Getúlio Vargas. É formado pelo Programa de Profissionais do Mercado Financeiro da Bolsa de Valores de São Paulo e pelo Programa CVM de Professores para Mercado de Capitais, Avaliador de Empresas pela NACVA - National Association of Certified Valuators and Analysts (EUA). Fundou a Empreender Dinheiro para democratizar o acesso à Educação Financeira de Alto Poder Transformacional e já impactou diretamente mais de 50.000 pessoas em suas soluções educacionais.

Comentários:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Últimos artigos